terça-feira, 7 de agosto de 2018

Quadrilha que assaltou carro-forte é presa em Lucena - PB

Após três horas de negociação, suspeitos de explodir carro-forte se entregam à polícia

Com os suspeitos, a polícia recuperou um malote com parte do dinheiro supostamente roubado do carro-forte e apreendeu dez armas e muita munição. Um policial ficou ferido durante tiroteio.



Segundo informações extraoficiais, na explosão do carro-forte teriam sido levados R$ 700 mil. (Foto: Reprodução/TVManaíra)
Após horas de negociação, a polícia prendeu na tarde desta segunda-feira (6), na PB-025, no município de Lucena, quatro homens suspeitos de envolvimento na explosão de um carro-forte que aconteceu nesta manhã, na BR-230, na divisa entre Santa Rita e Lucena. Por meio de uma denúncia, os policiais chegaram a uma casa onde o grupo se escondeu e cercou a área, sendo recebidos a tiros. 
Um dos policiais ficou ferido de raspão na mão durante o tiroteio. As negociações duraram cerca de três horas e teve a participação da esposa de um dos suspeitos e um advogado. Os suspeitos se renderam no final desta tarde.  
Com os suspeitos, a polícia recuperou um malote com parte do dinheiro supostamente roubado do carro-forte e apreendeu dez armas e muita munição. Segundo a Polícia Militar, entre as armas apreendidas estão cinco fuzis, sendo três calibre 762, um calibre ponto 50, uma carabina calibre ponto 30 e quatro pistolas 9 milímetros, além de bastante munição, carregadores, coletes e emulsão encartuchada para explosivos.
Ao contrário do que foi divulgado por alguns veículos de comunicação, não houve reféns. Segundo o comando do 7º Batalhão da PM, todos os suspeitos presos na operação têm passagens pela polícia, por crimes similares a assaltos.
Segundo informações extraoficiais, na explosão do carro-forte teriam sido levados R$ 700 mil. A Polícia Militar não informou o valor que foi recuperado após a prisão dos suspeitos. O montante recuperado deve ser encaminhado para a Polícia Civil.  
ClickPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário