quinta-feira, 21 de março de 2019

Ex-deputado é citado como um dos mandantes do assassinato de Marielle

Polícia Federal cita Domingos Brazão como possível mandante do assassinato de Marielle Franco

Brazão foi alvo de um mandado de busca e apreensão no último dia 21 de fevereiro e, em junho de 2018, prestou depoimento onde negou qualquer envolvimento no caso


Até agora, Brazão era apenas acusado de plantar uma testemunha que prestou depoimento incriminando o vereador Marcelo Siciliano (PHS).
Brazão foi alvo de um mandado de busca e apreensão no último dia 21 de fevereiro e, em junho de 2018, prestou depoimento onde negou qualquer envolvimento no caso.
A defesa de Brazão afirmou que "seu cliente nega qualquer envolvimento nas mortes de Marielle e Anderson". Segundo o advogado Ubiratan Guedes, seu cliente colocou à disposição da Justiça seus sigilos bancários, fiscal e telefônico.
A Polícia Civil do Rio não respondeu ao email enviado pela reportagem para comentar a suspeita sobre Brazão.
A PF está investigando a condução do caso pela Polícia Civil depois do pedido feito por Raquel Dodge, procuradora-geral da República, com base na argumentação de que existem suspeitas de ações feitas para desviar o foco das investigações.
Notícias ao Minuto

Despedida de solteiro surpresa para noiva do filho de Bolsonaro

Noiva do deputado federal Eduardo Bolsonaro ganha despedida de solteira com as amigas

Casamento deverá ter artista que fará pinturas dos convidados, diz jornal


Noiva de Eduardo Bolsonaro ganha despedida de solteira com as amigas
Segundo o jornal "Extra", a festa aconteceu só para mulheres em um condomínio na cidade de Xangri-lá, no Rio Grande do Sul.
"Tenho amigas maravilhosas! As mesmas desde a infância e PARA SEMPRE. Me fizeram essa surpresa hoje, me trouxeram até roupa para vestir! Incríveis, lindas! Fiquei emocionada. Obrigada por serem tão maravilhosas", declarou Heloísa em seu Instagram.
De acordo com o "Extra", o casamento de Heloísa com Eduardo Bolsonaro deverá acontecer em maio, no Rio de Janeiro, e um artista plástico foi contratado para fazer pinturas do casamento ao vivo.
Brasil ao Minuto

Celebração religiosa em memória dos mortos do massacre

Igreja Católica em Suzano celebra missa de sétimo de vítimas de ataque a escola

Esta foi a terceira celebração religiosa em memória dos mortos no massacre


Igreja em Suzano celebra missa de sétimo de vítimas de ataque a escola

Na manhã de hoje, em Suzano, um ato ecumênico foi feito na escola onde ocorreu o massacre, na manhã do último dia 13.
Dois ex-alunos, de 17 e 25 anos, entraram na escola encapuzados e armados e atiraram a esmo em estudantes e funcionários. Quando a polícia chegou, um dos jovens atirou no companheiro e depois se matou. Antes de entrar na escola, os atiradores mataram um empresário, tio de um deles. Na escola, morreram cinco alunos e duas professoras. Onze pessoas ficaram feridas. 
Brasil ao Minuto com informações da Agência Brasil

São José, o Protetor da Sagrada Família

HISTÓRIA DE SÃO JOSÉ, O CARPINTEIRO, MARIDO DE MARIA E PAI ADOTIVO DE JESUS

Imagem História de São José

Descendente da casa real de Davi, São José era carpinteiro na Galiléia, esposo da Virgem Maria e pai adotivo de Jesus. Protetor da Sagrada Família, foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo.
A História de José, o Carpinteiro (século VI-VII) é um dos textos dos Apócrifos do Novo Testamento relacionado com a infância de Jesus.
O texto está estruturado como uma explicação dele no Monte das Oliveiras sobre a vida de São José, seu pai. Concordando com o dogma da virgindade perpétua de Maria. 
O texto prossegue com uma paráfrase do Evangelho de Tiago, parando no ponto do nascimento de Jesus. O texto afirma que José foi milagrosamente abençoado com uma juventude mental e física, morrendo somente com a idade de 111 anos. Seus filhos mais velhos, Justo e Simão, se casaram e tiveram filhos, assim como suas filhas, que mudaram então para as casas dos maridos. 
José é encarregado de cuidar de uma virgem, Maria. Ela passa a viver em sua casa e o ajuda a cuidar de seus filhos menores, Tiago e Judas, até completar a idade de 14 anos e meio, quando ela poderá se casar.
São José estava noivo de Maria e, ao saber que ela estava grávida, decidiu abandoná-la, pois o filho não era dele, para que ela não fosse punida com a morte por apedrejamento.
Mas ele teve um sonho com um anjo que lhe disse que Maria ficou grávida pela ação do Espírito Santo, e que o menino que iria nascer era filho de Deus, então ele aceitou Maria como esposa. Perto do tempo previsto do nascimento de Jesus, por um decreto romano ele foi para Belém, lá Maria deu à luz ao menino e José estava presente no nascimento.
Esteve ao lado de Maria em todos os momentos, principalmente na hora do parto, que aconteceu em um estábulo, em Belém. Educou e protegeu o menino Jesus, com o amor de Deus-Pai. 
São José foi um homem justo, trabalhador e exemplo de pai. A simplicidade e a fidelidade fizeram de São José o protetor escolhido para Maria e para o próprio Jesus, bem como para todos nós.
O anjo, porém, deu novo aviso a José, em sonho, tendo lhe avisado que Herodes queria matar o menino Jesus e mandou-o pegar o menino e sua mãe e fugir para o Egito com eles. José obedeceu.

Assim, A sagrada família foi para o Egito e viveram lá durante quatro anos. Após este tempo, o anjo avisou novamente a José em sonhos, dizendo que eles poderiam voltar para Nazaré porque Herodes tinha morrido. José obedeceu e levou a Sagrada Família novamente para Israel.
Resultado de imagem para imagens de josé, o carpinteiro
São José devotou sua vida aos cuidados de Jesus e Maria. Vivendo do trabalho de suas mãos, como carpinteiro, sustentou sua família com dignidade e exemplo. A profissão de carpinteiro propiciava dignidade à família. José era um judeu religioso e praticante. Ele consagrou o menino Jesus no Templo, logo depois que o menino nasceu. Este ato só era praticado na época por judeus piedosos. São José levava sua família regularmente às peregrinações de seu povo em Jerusalém, como, por exemplo, na Páscoa. Foi numa dessas peregrinações em que, na volta para Nazaré, o menino Jesus ficou em Jerusalém conversando com os doutores da lei. O menino tinha, então, doze anos. José e Maria, aflitos, voltam ao templo e encontram o menino Jesus debatendo com os doutores da lei. Nesta ocasião, Jesus afirma que “Tinha que cuidar das coisas de seu Pai”. Esta é a última vez que José é mencionado nas Sagradas Escrituras. Todos os indícios levam a crer que José faleceu antes de Jesus começar sua vida pública. Caso contrário, ele certamente teria sido mencionado pelos evangelistas, como o foi Maria.
No ano de 1870, São José foi declarado oficialmente como o Patrono Universal da Igreja. O autor desta declaração foi o Papa Pio IX. No ano de 1889, o Papa Leão XIII, num de seus grandes documentos, exaltou as virtudes de São José. O Papa Bento XV declarou São José como o patrono da justiça social, para ressaltar a grande qualidade e poder de intercessão de São José como “trabalhador”.

O significado do nome José é “aquele que acrescenta”, “acréscimo do Senhor” ou ”Deus multiplica”. O nome José tem origem no nome hebraico, Yosef, que significa “Ele acrescentará”, referindo-se a Deus.

São José

Dia de São José é momento de rezar e pedir por mais chuvas

DE ACORDO COM A TRADIÇÃO, CHUVA NO DIA DE SÃO JOSÉ É SINAL DE UM BOM INVERNO 

A imagem pode conter: 2 pessoas
Apesar de não ter chovido em Juru e região, nesta terça-feira (19) foi o dia dos católicos se unirem em preces para agradecer a São José e pedir mais chuvas. Pois, de acordo com a tradição, chuva nesse dia é sinal de um bom inverno.
Patrono da Igreja Católica, pai adotivo de Jesus, operário da madeira, exemplo de chefe de família e de obediência a Deus. Essas são algumas representações de São José no imaginário dos fieis, cuja simbologia ganha força com a retratação de cenas da vida cotidiana do santo por artistas, nos diversos períodos da história, principalmente no Renascimento e no Barroco.
Mas, é justamente no Nordeste que a devoção a São José, considerado padroeiro dos agricultores, destaca-se por completar, juntamente com Santa Luzia (festejada no dia 13 de dezembro) e São Sebastião (20 de janeiro), a trilogia dos santos que intercedem junto a Deus para mandar chuva, sinônimo de fartura na mesa dos nordestinos.
No dia de São José os agricultores dos quatro cantos do Nordeste aproveitam para agradecer, por meio de orações, missas, novenas, festa, muito foguetório e com mesa farta, sendo o santo festejado em diversas paróquias do Interior em virtude da sua popularidade e da dimensão religiosa e cultural que o evento proporciona.
Ao longo da história, as homenagens a São José ganham conotações diferentes. Em alguns momentos, mais caracterizadas pelas manifestações culturais, marcadas pelas tradicionais promessas que, caso a chuva caísse, o agricultor teria que pagar. Muitas vezes, envolviam sacrifícios físicos como longas caminhadas. Existiam práticas que consistiam em "roubar" a imagem do Santo, devolvido no dia seguinte após o pedido, que podia ser um bom inverno ou um marido justo como o de Maria.
Embora a Ciência refute a ligação, o Dia de São José acontece próximo à passagem do Equinócio, dia 22, quando o sol se desloca sobre o Equador. Esta continua sendo a "esperança para o nordestino". Para a meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Mary Sakamoto, "a relação é apenas cultural e nós respeitamos essa visão do homem sertanejo".
Coincidência ou não, esse período do ano é favorável para as chuvas no Nordeste, devido à posição mais ao Sul da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). "Parte dessa relação tem a ver com isso", reconhece o meteorologista cearense, destacando que a quadra chuvosa deste ano está se confirmando. A segunda quinzena de março é a data limite para a confirmação de um bom inverno no Nordeste.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Lua vai parecer maior hoje

Superlua poderá ser vista mesta quarta-feira na América do Sul e Norte

O fenômeno é possível porque a Terra e a Lua se alinham, criando um eclipse lunar total


Superlua poderá ser vista hoje na América do Sul e Norte
O fenômeno é possível porque a Terra e a Lua se alinham, criando um eclipse lunar total. A lua cheia estará no ponto mais próximo da Terra em sua órbita, chamada de perigeu.
No perigeu, a lua parece um pouco maior e mais brilhante da nossa perspectiva na Terra, daí a referência como "superlua", segundo a Nasa. O melhor horário para observar o fenômeno será a partir das 22h. 
Notícias ao Minuto com informações da Agência Brasil

Filho de Eike Batista sofre bloqueio milionário

Thor Batista sofre bloqueio judicial de cerca de R$ 780 milhões por conta de dívidas

Valor deve ser usado para ressarcir credores da MMX Sudeste Mineração, que pertence à família Batista e está em recuperação judicial


Thor Batista sofre bloqueio judicial de R$ 780 milhões
Como reportado pela Veja, a ação tramitou em segredo de Justiça até o bloqueio do patrimônio de Thor e de outras seis empresas ligadas à família. A decisão afirma que o produto dos crimes praticados por Eike envolvendo a mineradora foi destinado ao seu filho, prejudicando os credores da empresa.
Documentos mostram que parte do recurso movimentado pelo empresário foi encaminhado à família e a empresas do Grupo X. Segundo as investigações, a estrutura familiar do ex-bilionário participa ativamente da criação de empresas, que tinham o objetivo de blindar o patrimônio de Eike em centros financeiros internacionais. Ele e outros veículos financeiros que integram o Grupo X, controlados pelo empresário, são abastecidos com esses recursos.
Thor Batista é apontado pela Justiça como a principal plataforma de blindagem do patrimônio do pai.
“Havendo provas de remessa de quase 1 bilhão de reais ao exterior, pelo controlador Eike Batista e seu filho Thor Batista, através de empresas criadas apenas para ocultar o patrimônio, e afastá-lo do alcance dos credores, não se pode olvidar do desvio de finalidade da pessoa jurídica e da confusão patrimonial entre aquela, seu controlador e seu filho”, diz o parecer do Ministério Público de Minas Gerais, assinado pela promotora Ana Luiza de Abreu Moreira.
Documentos citam operações que teriam sido revestidas de aspecto legal, mas serviam para encobrir o desvio do dinheiro de credores da MMX.
Em maio de 2017, a Justiça mineira havia bloqueado os bens de Eike Batista e das empresas Centennial Asset Mining Fund LLC e Mercato Botafogo R. F. C Fundo de Investimento de Longo Prazo, que eram os controladores da mineradora. A medida também foi tomada para ressarcir os credores da MMX em recuperação judicial.
Brasil ao Minuto

Homem é resgatado de mata em estado de extrema vulnerabilidade

Polícia resgata homem que vivia na mata em condições desumanas; relatos apontam que ele se alimentava de cães mortos

As autoridades do município de Rosana, no estado de São Paulo, tentam descobrir a identidade do homem

O homem, segundo o G1, se encontrava em estado de extrema vulnerabilidade e foi levado ao hospital. Ele não foi capaz de se identificar e, agora, as autoridades estão tentando saber de quem se trata para que seja possível interná-lo em um centro de acolhimento ou em uma instituição psiquiátrica.
As autoridades se dirigiram ao local depois de terem recebido vários relatos sobre um homem que viva no mato e que se alimentava de cães mortos e de lixo jogado no local. Ele ainda foi acusado de agressão.
O homem, indicavam os relatos, não era sociável e apresentava alguma espécie de deficiência mental.
Brasil ao Minuto

Volta ao colégio de Suzano após massacre

Alunos voltam a escola de Suzano pela primeira vez após massacre que deixou 8 mortos e 11 feridos

Colégio foi reaberto e receberá estudantes para aconselhamento psicológico

É a primeira vez que os estudantes voltam ao colégio de Suzano (Grande SP) após o massacre que deixou 8 mortos e 11 feridos há seis dias.
Os portões do colégio foram abertos pontualmente às 10h. As mães, acompanhadas dos filhos, ganharam flores distribuídas por fiéis de igrejas evangélicas.
A direção da Raul Brasil organizou um grande café da manhã, servido antes do início dos trabalhos de aconselhamento psicológico.
Estudantes de escolas da cidade também compareceram para prestar homenagens. Vestidos de branco, eles fixaram no muro do colégio um cartaz com as fotos de todas as vítimas. Rezaram um Pai-Nosso e pediram paz no Brasil.
Para Solange Santos de Oliveira, 47, o dia é especial. O filho dela, Robert, 16, sobreviveu ao massacre e faz aniversário nesta quinta. "Ele agora tem duas datas para comemorar. Meu filho renasceu, mas está muito abalado. Viemos buscar ajuda."
Cauê Luiz, 15, chorava muito à espera da abertura dos portões. Sobrevivente da tragédia, ele disse que retornou à escola para "dar e buscar forças." "O clima vai ficar pesado daqui pra frente. Vamos precisar de muita ajuda para continuar aqui", afirmou.
Mãe de uma estudante da Raul Brasil, Josilene Maciel de Souza, 41, reservou a terça para distribuir fitinhas nas cores branca e verde aos pais e alunos no entorno do colégio. "Que a paz e a esperança vençam o ódio", dizia ela, a cada fitinha fixada no braço dos presentes.
A merendeira Silmara, que salvou 50 alunos na cozinha no dia do massacre, chegou à escola motivada a reconstruir "o que foi destruído." "Ainda estou à base de calmante, mas sei que isso vai passar logo", afirmou.
A escola também pediu a presença de um padre para benzer os locais onde alunos e funcionários foram encontrados mortos. "É preciso mostrar a essa comunidade que não se pode desistir. É por isso que eu estou aqui", disse o pároco Cláudio Taciano, 43.
A fachada da escola foi pintada nas cores azul e amarelo para receber os alunos.
As salas de aula também ganharam nova pintura, um esforço da direção para mostrar à comunidade que o colégio quer voltar aos trilhos.
Não haverá aulas pelos próximos dias. As salas foram transformadas em divãs, onde serão realizados os trabalhos de aconselhamento psicológico coordenado por psicólogos da USP (Universidade de São Paulo) e do governo de São Paulo.
No pátio também serão realizadas rodas de conversa. A ideia da direção da escola é que os alunos consigam usar o momento para lidar de frente com o trauma que passaram.
Bruno Fedri, psicólogo destacado pela secretaria de Justiça da gestão Doria (PSDB), disse que o trabalho com os estudantes da Raul Brasil será delicado "porque envolve crianças e adolescentes que passaram por um grande evento traumático".
"Vamos mostrar a eles que a brutalidade da violência não pode se sobrepor à biografia das vítimas."
Os psicólogos ficarão na escola ao longo dessa semana. Depois disso, vão manter presença uma vez por mês, mas, a depender da necessidade, poderão comparecer ao colégio para atender casos específicos.
REENCONTRO
O primeiro dia de funcionamento da Raul Brasil também proporcionou um reencontro.
A estudante Raphaelly Cálix Sarmento reviu Juliana Romera, 40, a vizinha do colégio que abrigou sete sobreviventes do massacre, entre elas, a jovem de 16 anos.
Muito emocionada, a estudante só agradeceu. "Eu me senti muito segura na casa dela", disse.
Raphaelly diz que a sua rotina ainda não voltou ao normal. "Não durmo direito e ainda escuto as vozes do Guilherme [um dos atiradores]. É horrível", afirmou.
Ela buscou abrigo na casa de Juliana quando recebeu a ligação de uma amiga que também havia escapado dos tiros. "Ela disse que tinha uma mulher que estava ajudando muito quem estava na rua sem direção. Daí eu fui para a casa da Juliana."
A jovem disse que não pretende sair da Raul Brasil por causa do massacre. "Já estou há sete anos aqui e esse é o meu último ano. A hora não é de abandonar, mas de ficar aqui para um dar força um ao outro."
TERCEIRO SUSPEITO
Policiais apreenderam na manhã desta terça-feira (19) o adolescente suspeito de ser o terceiro envolvido no massacre em Suzano que matou cinco alunos e duas funcionárias na Escola Estadual Raul Brasil e um empresário.
O jovem de 17 anos foi apreendido em casa e levado ao IML de Suzano. Por volta das 8h40, ao lado da mãe, seguiu para o fórum da cidade, onde passará por audiência de apresentação.
A juíza Erica Marcelina Cruz, da Vara da Infância e da Juventude, determinou a internação provisória por 45 dias numa unidade da Fundação Casa, após pedido do promotor de Justiça Rafael do Val, que atua no caso.
Durante a investigação policial foram analisados os celulares dele e dos dois atiradores. Mensagens trocadas entre os três mostraram à Justiça indícios concretos da participação do jovem na organização do crime. Entre os 11 celulares apreendidos no dia do ataque, um pertence ao adolescente suspeito.
Brasil ao Minuto

209 mortos e 97 pessoas desaparecidas em Brumadinho

Número de mortos em decorrência do rompimento da barragem de Brumadinho sobe para 209

Bombeiros dizem que 97 pessoas estão desaparecidas


Brumadinho: número de mortos sobe para 209
A Defesa Civil informou que 97 pessoas ainda estão desaparecidas, e todos os 209 corpos já foram identificados.
Ao menos 144 bombeiros trabalham na região destruída pela lama. São 18 frentes de trabalho e, em duas delas, as buscas se estenderão até as 23h desta terça.
Segundo o UOL, por conta de obras que estão sendo realizadas na barragem de Menezes, também em Brumadinho, o fluxo de água no Córrego do Feijão está mais intenso.
Brasil ao Minuto

Morre mãe da atriz Claudia Raia

Mãe de Claudia Raia morre aos 95 anos nesta quarta-feira e atriz lamenta perda

Odette Motta Raia completaria 96 anos em abril


Mãe de Claudia Raia morre aos 95 anos e atriz lamenta
"Verdadeiro amor, entrega total, rede de proteção, acolhimento, colo, lugar seguro, braços sempre abertos para um filho, olhar atento, intuição sempre perfeita, o único ser insubstituível. Hoje parte para um novo ciclo de luz minha rainha mãe", escreveu.
A atriz disse que "nunca se está preparado para perder uma mãe", e que se sente desnorteada e sem rumo. Ela comenta que aprendeu a ser corajosa e valente com Odette, e elogiou os valores da mãe.
"Obrigado pela 'pãe' que você foi, equilibrando 11 pratinhos ao mesmo tempo como uma chinezinha do Cirque du Soleil. Obrigada pela grande mulher que você foi, empreendedora, artista, musicista, bailarina e com certeza o seu melhor desempenho, o de mãe", disse.
Fama ao Minuto

Estação do outono começa hoje

Outono começa nesta quarta-feira e deverá sofrer fraca influência do fenômeno El Niño

Estação do ano começa às 18h58 do dia 20 de março e termina em 21 de junho, às 12h54


Outono começa nesta quarta-feira, com fraca influência do El Niño
O Instituto Nacional de Meteorologia disse ao G1 que a probabilidade do fenômeno atingir algumas regiões do Brasil é de 70%, com intensidade fraca até o início do inverno.
Veja a previsão do tempo para cada região do Brasil, de acordo com o Inmet:
Norte
Chuvas continuarão entre os índices normais e acima da média. A exceção será a pequena parte que abrange o sul de Roraima, noroeste do Pará e nordeste do Amazônia, onde as chuvas deverão ficar abaixo da média.
Nordeste 
Chuvas com índices normais e abaixo da média em parte da região. A diminuição da temperatura das águas próximas à costa deve reduzir os períodos chuvosos.
Centro-Oeste 
A partir do mês de maio começa o período seco na parte central. As temperaturas deverão ficar acima da média em toda região, principalmente no leste de Mato Grosso e Goiás. Não se descarta a possibilidade da ocorrência das primeiras geadas e friagens sobre o Mato Grosso do Sul e sul de Goiás.
Sudeste 
Os índices de chuva devem ficar entre a média normal e ligeiramente acima. As massas de ar frio devem ser registradas com maior frequência a partir de maio, mas as temperaturas devem ficar acima do normal.
Sul 
As chuvas devem ficar acima da média em toda a região, principalmente na parte oeste. Um aquecimento da área oceânica próxima à costa da Argentina e mais acentuada no sudeste do Brasil favorece as condições de instabilidade atmosférica e, por isso, chance de chuva.
Brasil ao Minuto

Condenação de ex-prefeito

Ex-prefeito é condenado por desviar cilindro de oxigênio para bombear máquina de chope

O equipamento foi retirado de uma unidade de saúde. Uma mulher morreu por falta dele


Ex-prefeito é condenado por desviar cilindro de oxigênio para bombear máquina de chope
A Justiça determinou que José Claudio Pol, ex-prefeito de Luiziana, no centro-oeste do Paraná, vá a júri popular pelos crimes de homicídio qualificado, por motivo fútil, e peculato – que é a apropriação de recursos ou bens públicos. Cabe recurso.
Pol, que foi prefeito entre 2009 e 2012, é acusado de desviar um cilindro de oxigênio de uma unidade de saúde para usar em um barril de chope, durante uma festa particular na casa dele, na passagem de ano de 2012 para 2013.
De acordo com Ministério Público do Paraná (MP-PR), a falta do equipamento contribuiu para a morte de uma paciente da cidade que precisou ser transferida de ambulância para Campo Mourão, a 30 km de Luiziana.
O cilindro de oxigênio aparece em fotos publicadas por familiares do ex-prefeito em uma rede social à época dos fatos.
Em nota, a defesa de José Claudio Pol, informou que discorda da pronúncia do réu, face à falta de indícios mínimos de autoria e materialidade e disse que vai recorrer, em busca de justiça.
A decisão
A juíza substituta Mayra dos Santos Zavattaro, da 1ª Vara Criminal de Campo Mourão entendeu, conforme a decisão publicada na noite da última segunda-feira (18), que existem provas da materialidade e indícios suficientes de autoria.
“Há indicativos nos autos de que o equipamento de oxigênio foi retirado do posto de saúde para bambear chope, durante uma festa na casa do acusado José Cláudio Pol”, diz um trecho do documento.
Segundo Zavattaro, as fotos anexadas ao processo demonstram que o cilindro de oxigênio estava na casa do então prefeito de Luiziana, acoplado a um barril de chope.
Além de Pol, Joselvado Ramos Médice vai a júri popular pelos mesmos crimes.
“A prova oral indica que o acusado Josevaldo foi o responsável, a mando de Cláudio, pela retirada do cilindro de oxigênio da UBS [Unidade Básica de Saúde] de Luiziana”, diz outro trecho da sentença de pronúncia.
Nas investigações, o Ministério Público do Paraná afirma que a falta do equipamento prejudicou o atendimento a uma paciente, que sofria um infarto. Ela precisou ser transferida para um hospital em Campo Mourão, também no estado, mas não pode ser oxigenada durante o trajeto de 30 quilômetros. No dia seguinte, a mulher morreu.
Ainda de acordo com a decisão, como o crime de peculato está conexo ao de homicídio qualificado, “em tese praticado pelos réus”, a competência funcional para o julgamento do mérito caberá ao Tribunal do Júri.
A juíza ainda disse que, por falta de provas de que tenha retirada o cilindro de oxigênio da UBA, ou mesmo participado de tal ação, Edicarlos Médice não será julgado pelo júri popular.
O G1 tentou, mas não conseguiu contato com as defesas de Joselvado Ramos Médice e Edicarlos Médice. Quando houver manifestação, esta reportagem será atualizada.
Relembre o caso
De acordo com a denúncia do MP-PR, na madrugada de 1º de janeiro de 2013, quando o cilindro era usado para bombear chope, uma paciente com quadro grave precisou ser transferida para Campo Mourão e deveria ter o suporte do equipamento para respirar.
Como o cilindro portátil não estava disponível, ela foi transportada sem oxigênio e chegou à cidade vizinha com parada cardiorrespiratória, ainda segundo a denúncia. No dia seguinte, a mulher morreu.
Para a Promotoria, a retirada do equipamento de urgência e emergência, para uso recreativo, caracteriza motivo fútil. Além disso, voluntariamente, os réus fragilizaram os atendimentos públicos do município e privaram a paciente de suplementação de oxigênio.
“Isso comprovadamente colaborou para o prejuízo à sua saúde e posteriormente sua morte, conforme atestado pela análise técnica”, diz o MP-PR.
A denúncia foi apresentada pela 5ª Promotoria de Justiça de Campo Mourão em 29 de março de 2017.
Em 24 de abril do mesmo ano, a Justiça recebeu a denúncia e tornou os três denunciados réus por homicídio qualificado, por motivo fútil, e com dolo eventual – quando se assume o risco de produzir o resultado morte – e por peculato, que é o desvio de patrimônio público para uso particular.
Em novembro de 2018, o MP-PR apresentou as alegações finais, pedindo que os réus fossem julgados pelo Tribunal do Júri.
Condenação por improbidade
Os réus foram condenados, em março de 2018, em uma ação por improbidade administrativa, pelos mesmos fatos, em março deste ano.
A sentença, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Campo Mourão, determinou a suspensão dos direitos políticos de Pol por três anos e o pagamento de multa no valor de dez vezes a remuneração que recebia à época, que será destinada à prefeitura.
O ex-prefeito também foi proibido de contratar com o poder público por três anos.
Em novembro do ano passado, a defesa de Pol havia informado que tinha recorrido da condenação junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O G1 tenta confirmar a situação desse recurso.
Resultado de imagem para José Claudio Pol, ex-prefeito de Luiziana
Fonte: g1.globo.com