domingo, 18 de abril de 2021

“Brasil é uma referência no mercado internacional de energia”

Setor energético brasileiro terá investimentos de R$ 3 trilhões até 2030, diz ministro de Minas e Energia

Na entrevista, o ministro fala sobre a diversidade da matriz energética no Brasil


Setor energético terá investimentos de R$ 3 tri até 2030, diz ministro

O setor energético brasileiro terá investimentos de R$ 3 trilhões até 2030, diz o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, entrevistado deste domingo (18) no programa Brasil em Pauta, da TV Brasil. Na entrevista, o ministro fala sobre a diversidade da matriz energética no Brasil, a produção de petróleo e gás, a mineração e a capitalização da Eletrobras, entre outros assuntos.

O programa vai ao ar às 19h30.

“O maior investimento realizado no país tem sido no setor de energia, seja no setor de petróleo, gás e biocombustíveis, seja no setor elétrico. São investimentos bilionários – nos próximos dez anos, devemos ter investimentos da ordem de R$ 3 trilhões, e isso tem ocorrido ano a ano”, afirma o ministro. “Investimentos estão sendo feitos de centenas de bilhões de reais nos últimos dois anos, e teremos aí mais outros R$ 2,5 trilhões até 2030.”

De acordo com Bento Albuquerque, esses investimentos ocorrem porque o Brasil tem atratividade, diversidade de fontes de energia e segurança jurídica e regulatória. “Isso é extremamente importante para atrair investimentos privados.”

O ministro destaca outro fator importante, que é a retomada dos leilões no país: em 2021 serão seis leilões só de energia elétrica, de petróleo e de gás. “É importante dar previsibilidade para o mercado.”

Na entrevista, o ministro ressalta ainda que o Brasil é uma referência no mercado internacional de energia, reconhecido pelas Nações Unidas. “O Brasil foi convidado, por exemplo, para liderar um grupo de países na transição energética, e nós vamos apresentar o nosso trabalho na Assembleia Geral das Nações Unidas em setembro. Então, o Brasil é uma referência no mundo, e a energia é estratégica para qualquer país, ainda mais no momento em que o mundo vive uma transição energética para uma economia de baixo carbono.”

Segundo Bento Albuquerque, 83% da energia brasileira é renovável e, se for considerada a energia limpa, o índice sobe para 85%. No mundo, a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é 25%.

Sobre a exploração das riquezas minerais do país, atualmente em 0,7%, o ministro considera é pequeno o percentual frente ao potencial que o Brasil tem. “Nós temos mais de 80 variedades de minerais na pauta de exportações. Por exemplo, o minério de ferro é o segundo item [da pauta de exportações], só sendo superado pelo agronegócio. O petróleo é o terceiro. A mineração traz muito investimentos para o Brasil”, enfatiza.

Para Bento Albuquerque, o importante é que o país tenha programas de incentivo à mineração, e isso está sendo construído com a indústria e com o Congresso Nacional. “Investimentos vultosos também estão ocorrendo [na mineração]. Cerca de US$ 40 bilhões serão investidos nos próximos quatro anos. Ano passado também batemos recorde de exportação em minério de ferro, ouro e outros minerais”, destaca.

Notícias ao Minuto

Mesmo após Bolsonaro anunciar a isenção de impostos, o preço do gás não parou de subir

Preço do botijão de gás atinge recorde histórico e Congresso Nacional analisa programa social

Em meados de fevereiro, o preço médio do botijão no país atingiu o maior valor desde que a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) começou a compilar os dados, em 2004


Preço do botijão atinge recorde histórico e Congresso analisa programa social

A escalada do preço do gás de botijão em meio à crise econômica gerada pela pandemia reacendeu no Congresso o debate sobre políticas sociais para subsidiar o combustível à população de baixa renda, que vem apelando a lenha ou carvão para cozinhar suas refeições.

Em meados de fevereiro, o preço médio do botijão no país atingiu o maior valor desde que a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) começou a compilar os dados, em 2004. E, mesmo com a isenção de impostos anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro em março, o preço do produto não parou de subir.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 14 milhões de domicílios brasileiros usavam lenha ou carvão para preparar alimentos em 2019, número equivalente ao do ano anterior e a cerca de 20% do total de domicílios do país.

A EPE (Empresa de Pesquisa Energética) estima que, já em 2018, combustíveis como lenha e carvão ultrapassaram a fatia do gás de cozinha na matriz energética residencial brasileira, tendência que, segundo especialistas, pode ter se acentuado na pandemia.

A estimativa é feita em toneladas de petróleo equivalente. Como lenha ou carvão têm poder calorífico bem menor ao do gás, é necessária uma quantidade bem maior desses combustíveis para obter o mesmo resultado na cozinha.

Além de poluidor e menos eficiente, o consumo de lenha ou carvão é prejudicial à saúde dos moradores da residência. Mas tem sido a única alternativa para famílias como a da estudante de serviço social Nadjane dos Santos, 27, de Salvador.

"Com três crianças, mais despesas com aluguel, água, energia, medicações para minhas filhas, internet móvel para estudar e manter contato com clientes, não tenho condições de comprar gás, senão a gente não come", diz ela.

Nadjane trabalha como trançadeira de cabelos e vendedora ambulante de salgados, atividades que são parte do setor mais afetado pela pandemia, o de Serviços. Hoje, sobrevive com cerca de R$ 800 por mês, dos quais R$ 123 vêm do programa Bolsa Família.

Sem condições de gastar de R$ 80 a R$ 100 em um botijão de gás, ela improvisou um fogão com tijolos no quintal de casa e recolhe lenha nas redondezas, uma região pobre com cerca de 50 mil habitantes. Quando chove, apela para um fogareiro com álcool.

A escalada do preço do botijão ganhou força no fim de 2019, após o fim do subsídio cruzado dado pela Petrobras desde 2003, quando o governo Luiz Inácio Lula da Silva determinou que a empresa vendesse mais barato o gás envasado em botijões de 13 quilos.

A desvalorização cambial acrescentou outro ingrediente ao problema, pressionando ainda mais os preços nas refinarias, que seguem as cotações internacionais do petróleo e as variações do dólar.

Há dois meses, o preço médio do botijão ultrapassou pela primeira vez a barreira dos R$ 81. Na última semana, segundo a ANP, o produto era vendido a R$ 84, alta de 22% em relação ao valor vigente na semana em que o subsídio foi extinto, em 2019.
O cenário provocou uma enxurrada de projetos de lei sobre o tema no Congresso. Dos 28 textos hoje em tramitação, 12 foram apresentados e 2020 e 8, em 2021.

"A demanda da população de baixa renda é muito sensível a preço e a sua renda", diz o pesquisador do Grupo de Economia da Energia da UFRJ, Marcelo Colomer. "Isso não só justifica como legitima a definição de políticas públicas".

Os projetos no Congresso discutem três soluções principais: a criação de um programa social, a inclusão do botijão de gás na cesta básica e o tabelamento de preços, alternativa que enfrenta resistência do governo, da Petrobras e das empresas do setor.
Autor de um dos projetos, o deputado federal Christino Áureo (PP-RJ) avalia que a isenção concedida pelo governo em março é insuficiente e acaba subsidiando famílias que têm condições de comprar o botijão.

O desconto é de R$ 2,18 por botijão, o que representa uma renúncia fiscal de R$ 1,2 bilhão por ano. "Se destinarmos essa renúncia totalmente para o Bolsa Família, daria um desconto de até R$ 30 por botijão", defende.

Seu projeto prevê o uso do cartão do Bolsa Família para direcionar o subsídio. O valor destinado ao botijão de gás só poderia ser usado em estabelecimentos que vendem o combustível.

Áureo defende que a estratégia adotada pelo governo, de dar um pequeno desconto para todos, "não é política pública". "É desoneração sem capacidade de mensuração de resultados, que é o pior tipo de política pública que se pode ter".

Ao dar o desconto para cadastrados no Bolsa Família, diz, é possível saber se o beneficiário migrou da lenha para o gás ou se melhorou padrão nutricional.

As propostas para incluir o botijão na cesta básica também têm efeitos no preço, ainda que menores, pela redução da carga tributária estadual, hoje responsável por cerca de 14%, em média, do preço final do produto.

Estudo da LCA Consultores estima que a medida provocaria corte de 9,1% a 17,3% no preço do botijão, dependendo do estado. A menor variação se daria em São paulo e a maior, em Pernambuco.

Os responsáveis pelo estudo afirmam que os maiores valores de ICMS são cobrados justamente nos estados de renda mais baixa e de maior consumo de lenha e carvão, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A mudança na tributação, porém, depende da disposição de governos estaduais a perder arrecadação.

A posição do governo Bolsonaro sobre as propostas não é consensual. Segundo fontes, o Ministério da Economia tem uma posição mais refratária à adoção de subsídios, enquanto o Ministério de Minas e Energia vem estudando soluções para suavizar as variações de preços dos combustíveis.

A reportagem procurou as duas pastas e o Ministério da Cidadania, responsável pela gestão do programa Bolsa Família, mas nenhum deles quis dar entrevistas sobre o tema.

"Estamos vendo o empobrecimento da população e o aumento do consumo de lenha. É efetivamente uma questão social", diz Sérgio Bandeira de Mello, que preside o Sindigás, que reúne os distribuidores do produto. "Não é o setor privado que vai resolver."

"À medida em que a dificuldade aumenta, seja pelo preço, seja pelo desemprego, mais pessoas vão correr atrás da lenha para cozinhar os alimentos, mesmo com o risco de problemas de saúde", conclui o presidente da Abragás (associação que representa a revenda do produto), José Luiz Rocha.

Notícias ao Minuto

As 80 melhores de Roberto Carlos, nos 80 anos do rei

Nos 80 anos de idade do cantor Roberto Carlos, conheça suas 80 melhores canções

Com poucos lançamentos nos últimos anos, o último álbum de inéditas do rei é de 2005


Nos 80 anos de Roberto Carlos, conheça suas 80 melhores canções

Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, dia 19. Com poucos lançamentos nos últimos anos, o último álbum de inéditas do rei é de 2005. Depois disso, ele lançou apenas dois EPs, com quatro músicas cada um, puxados pelos hits "Esse Cara Sou Eu", em 2012, e "Sereia", em 2017.

Em entrevista ele diz que o agora octogenário é o mesmo de sempre. "Chegar aos 80 anos não me assusta porque isso vem acontecendo gradativamente. O importante é que eu me sinto bem e me sinto com menos idade do que a que tenho. Sou um cara com muitos sonhos aos 80 anos", afirma.

Entre os sucessos estão "É Preciso Saber Viver", sua música mais tocada, "Splish Splash", que usou fórmula do que viria a ser a jovem guarda, "Aquele Beijo que Te Dei", música com romantismo ingênuo e o hit adorado pelas senhoras carolas "Nossa Senhora".

A seguir, saiba quais são as suas 80 melhores canções.

1963: 
'Parei na Contramão' (Troca da bossa nova pelo rock)
'Splish Splash' (Fórmula do que seria a jovem guarda) 
1964: 
'É Proibido Fumar' (Letra direta em arranjo meio latino)
'O Calhambeque' (Carros, paqueras e humor)
'Aquele Beijo que Te Dei' (Romantismo ingênuo)
'Escreva uma Carta, Meu Amor' (A voz aveludada para canções de  de um 'Homem Mau'. Parece um rap precoce)
'Lobo Mau' (Versão do hit do rock 'The Wanderer')
'Mexericos da Candinha' (Brincadeira com colunista de fofocas)
'Não É Papo pra Mim' (O solteirão que foge de compromissos)
'Pega Ladrão' (Surf rock com letra engraçada)
'Quero que Vá Tudo pro Inferno' (O namorador compulsivo busca redenção no amor)
'Os Sete Cabeludos' (Surf rock de guitarras nervosas)
1966
'É Papo Firme' (O suburbano deslumbrado com a menina moderninha)
'Eu Te Darei o Céu' (Promessa romântica)
'Namoradinha de um Amigo Meu' (Cobiçar a mulher do outro foi ousadia)
'Nossa Canção' (Ponto mais triste do repertório)
'Querem Acabar Comigo' (Fala da briga com Erasmo)
1967: 
'Como É Grande o Meu Amor por Você' (Declaração de amor grandiosa)
'De que Vale Tudo Isso' (A revolta do homem abandonado)
'Eu Sou Terrível' (De novo o conquistador)
'Por Isso Corro Demais' (Volta a fixação pelos carros)
'Quando' (Música de dor de corno)
'Só Vou Gostar de Quem Gosta de Mim' (Canção de espírito juvenil)
'Você Deixou Alguém a Esperar' (Batida do pop inglês)
'Você Não Serve pra Mim' (O desprezo pela ex)
1968
'As Canções que Você Fez pra Mim' (Uma das mais regravadas do Rei)
'Ciúme de Você' (De Luiz Ayrão, com pegada de soul)
'Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo' (Influenciado pela música negra americana)
'Se Você Pensa' (Inspirada pelo funk e pelo soul americanos)
'O Show Já Terminou' (Uma letra metafórica)
1969
'As Curvas da Estrada de Santos' (Música mais do Erasmo que do Roberto)
'As Flores do Jardim da Nossa Casa' (Tem o amor maduro como tema)
'Sua Estupidez' (Letra ousada para a época)
1970
'Jesus Cristo' (A primeira religiosa e para muitos a melhor no filão)
'Vista a Roupa, Meu Bem' (Perfeita na radiografia do machismo)
1971
'Amada Amante' (Clássico romântico)
'Como Dois e Dois' (Entre blues e balada, Roberto rouba a canção de Caetano Veloso)
'Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos' (Canção para Caetano, então no exílio)
'Detalhes' (Imagética e recorda um amor do passado)
'Todos Estão Surdos' (Quase um hino religioso, com batida funk, forte nos EUA)
1972
'Como Vai Você' (Amor derramado em canção)
'O Divã' (O momento mais depressivo)
'A Montanha' (Segue a linha de 'Jesus Cristo')
'Quando as Crianças Saírem de Férias' (A maturidade de um casal, que reclama da falta de privacidade em casa)
1973
'Proposta' (Troca as promessas ingênuas por uma letra sensual)
1974
'É Preciso Saber Viver' (Livros de autoajuda poderiam ser sintetizados nesse verso)
'Eu Quero Apenas' (Roberto quer ter 1 milhão de amigos)
'O Portão' (Trilha do inesquecível comercial de cigarro)
1975 
'Além do Horizonte' (O sonho de um mundo melhor)
'Olha' (Bela declaração de amor)
1976 
'Ilegal, Imoral ou Engorda' (Momento raro e empolgante de crítica social' 
O Progresso' (Primeira incursão na defesa da ecologia)
'Os Seus Botões' (Mais tocada nas rádios naquele ano)
1977 
'Amigo' (Virou a música oficial de reencontros)
'Cavalgada' (A música de motel definitiva)
'Falando Sério' (Um Roberto maduro, querendo relacionamento longo)
'Jovens Tardes de Domingo' (Homenagem à turma do 'Jovem Guarda)
''Outra Vez' (Bela e triste)
'Sinto Muito, Minha Amiga' (Sobre final de relação)
1978 
'Café da Manhã' (Roberto sendo Roberto)
'Força Estranha' (Retribuição de Caetano para 'Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos' 
'Lady Laura' (Mãe é mãe)
1979 
'Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo' (Tributo ao pai)
'Na Paz do Seu Sorriso' (Romântica singela e solar)
1980 
'Amante à Moda Antiga' (Ainda chama de querida a namorada)
'A Guerra dos Meninos' (Canção pacifista)
1981 
'As Baleias' (Manifesto ecológico)
'Cama e Mesa' (Mistura de trilha de motel e canção de referências visuais)
'Emoções' (Cartão de visitas de Roberto)
1982 
'Fera Ferida' (A melhor de sofrência)
'Meus Amores da Televisão' (Declaração de amor à TV)
1983 
'O Côncavo e o Convexo' (Abusa das metáforas sexuais)
1984 
'O Caminhoneiro' (O motorista de caminhão como herói)
'Eu e Ela' (Volta às canções de amor)
1985 
'Verde e Amarelo' (Canção ufanista)
1992 
'Mulher Pequena' (Homenagem às baixinhas)
1993 
'Coisa Bonita' (Ode às gordinhas)
'Nossa Senhora' (Agrada senhoras carolas)
2012 
'Esse Cara Sou Eu' (Lançada em EP digital, para se adaptar ao mercado fonográfico

Notícias ao Minuto

Vereador paraibano morre de Covid-19 aos 30 anos

Lázaro Santos, vereador do município de Sumé, na Paraíba, morre vítima da Covid-19 aos 30 anos de idade

artworks 6LQDLyIa2jXGC1IH WisWGA t500x500 - Vereador de Sumé, Lázaro Santos, morre vítima da Covid-19 aos 30 anos de idade

O vereador do município de Sumé, Lázaro Santos, conhecido por Lázaro da São Lázaro morreu neste sábado (17) vitimado pela Covid-19.

Lázaro era proprietário da Funerária São Lázaro, uma das maiores do Cariri Paraibano. Foi eleito vereador de Sumé nas eleições de 2020, pelo partido Solidariedade, por 382 votos.

O vereador tinha apenas 30 anos de idade.

Fonte: VitrinedoCariri - Créditos: Polêmica Paraíba - Publicado por: Suedna Lira

Prefeitura antecipa pagamento do 13º salário dos servidores

Karla Pimentel é a primeira prefeita da Paraíba a pagar parcela antecipada do 13º salário em Conde

WhatsApp Image 2021 04 17 at 20.40.09 - Karla Pimentel é a primeira prefeita da Paraíba a pagar parcela antecipada do 13º salário em Conde

A prefeitura de Conde, na Paraíba, realizou, na última sexta-feira (16), o pagamento antecipado da primeira parcela do 13º salário para pensionistas e aposentados do município. Com a iniciativa, a gestão da prefeita Karla Pimentel é a primeira em todo o estado a iniciar a quitação de parte deste compromisso com o funcionalismo público.

A medida foi fruto de uma enquete lançada pelo Conde Previdência (CondePrev) para que os beneficiários optassem sobre a forma como desejariam receber o pagamento. De acordo com a consulta, a maioria dos aposentados e pensionistas optou em receber 40% do valor agora em abril e os 60% restantes, no mês de dezembro.

Segundo Karla Pimentel, a grande maioria das cidades enfrenta sérios problemas para colocar as contas em dia devido à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus em todo o mundo. Ela lembrou o esforço do município em honrar seus compromissos, apesar do rombo de mais de R$ 30 milhões herdados da gestão anterior na previdência. “A antecipação do 13º salário no Conde é resultado de uma gestão séria, comprometida em fazer o bem, dentro da legalidade. Estamos enfrentando uma grave crise, mas com muito trabalho e dedicação, os resultados são muito positivos”, disse.

Na última quinta-feira (15), a gestora anunciou investimentos na ordem de R$ 2,5 milhões durante live realizada para celebrar os 100 primeiros dias de sua gestão à frente da prefeitura.

Dentre as obras, estão a construção do acesso ligando o Centro à Pousada do Conde; a reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Gurugi, além da entrega da UBS do Village. A gestora também destacou a iluminação em led do trecho da PB-008, entre o Conde e João Pessoa; a construção do Centro de Atendimento ao Turista; a reforma do Hospital Dr. Jarbas Maribondo Vinagre, iniciativas resultantes da atuação do deputado estadual, Eduardo Carneiro, através da destinação de emendas impositivas para o município.

Fonte: Assessoria - Créditos: Polêmica Paraíba - Publicado por: Suedna Lira

Pagamentos de mais uma etapa do Auxílio Emergencial 2021

Caixa Econômica Federal credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial 2021 para os nascidos em junho, neste domingo (18)

auxilio emergencial 1 - Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial 2021 para os nascidos em junho, neste domingo (18)

A CAIXA realiza neste domingo (18/04) mais uma etapa de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021. Beneficiários nascidos em junho irão receber os recursos nas contas Poupanças Sociais Digitais referentes à primeira parcela do programa.

A partir desta data, os valores já podem ser movimentados pelo aplicativo CAIXA Tem para pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais. Os beneficiários também conseguem pagar contas usando o CAIXA Tem na Rede Lotérica de todo o Brasil.

Atendimento ao cidadão

A central telefônica 111 da CAIXA funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h, e está pronta para atender os beneficiários do Auxílio Emergencial. Além disso, o banco disponibiliza, ainda, o site auxilio.caixa.gov.br.

Pelas regras estabelecidas pela Medida Provisória 1.039/2021, o Auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo.

É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso. O beneficiário recebe o maior valor, seja a parcela paga no programa, seja a do Auxílio Emergencial.

O valor médio do benefício será de R$ 250, variando de R$ 150 a R$ 375, a depender do perfil do beneficiário e da composição de cada família.

image002 300x300 - Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial 2021 para os nascidos em junho, neste domingo (18)

  • As famílias, em geral, recebem R$ 250;
  • A família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375;

image003 300x300 - Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial 2021 para os nascidos em junho, neste domingo (18)

Pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150. Saques e transferências foram antecipados e, para quem recebe o crédito neste domingo, serão liberados a partir do dia 7 de maio.

CAIXA Tem

A conta Poupança Social Digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. A movimentação do valor dos benefícios pode ser realizada por meio digital com o uso do App CAIXA Tem. Cerca de 75% das movimentações das contas Poupanças Sociais Digitais são feitas de maneira digital, por meio do CAIXA Tem.

Pelo aplicativo, é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code.

O beneficiário também pode pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas pela opção “Pagar na Lotérica”.

A partir da data de disponibilização dos recursos para saque ou transferência, também de acordo com o mês de nascimento, os beneficiários poderão transferir os recursos para contas em qualquer banco, sem custo, ou realizar o saque em terminais de autoatendimento e casas lotéricas.

Outras informações sobre o Auxílio Emergencial 2021 estão nas nossas redes sociais:

twitter.com/

caixafacebook.com/

caixainstagram.com/

caixayoutube.com/user/canalcaixa 

Fonte: Assessoria - Créditos: Polêmica Paraíba - Publicado por: Adriany Santos

sábado, 17 de abril de 2021

Mãe e filhas gêmeas morrem de Covid-19 em menos de três semanas

Ex-atletas gêmeas de 42 anos de idade e mãe de 65 morrem de complicações da Covid-19 em intervalo de 19 dias 

gemeas alessandra e patricia morreram aos 42 anos em macapa 1618074288565 v2 450x450 e1618088321292 - Ex-atletas gêmeas e mãe morrem de covid em intervalo de 19 dias 

Duas gêmeas de 42 morreram por complicações da Covid-19 em um intervalo de uma semana, em Macapá. Patrícia e Alessandra Pimentel eram ex-atletas de vôlei em campeonatos amadores. Ambas perderam a mãe, a servidora pública Áurea Pimentel, de 65 anos, também em decorrência do novo coronavírus.

Todas estavam internadas no HU (Hospital Universitário), unidade onde são atendidos pacientes graves com Covid-19 na capital do Amapá. As gêmeas morreram sem saber da perda da mãe, que ocorreu em 22 de março.

As três familiares estavam intubadas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o início de março. Depois da morte da mãe, Alessandra faleceu em 03 de abril. Já Patrícia morreu no dia 10, em Macapá. As gêmeas atuavam como autônomas. Alessandra era casada e deixa duas filhas crianças, enquanto Patrícia era solteira e sem filhos.

O funcionário público, Marcel Oliveira, de 37 anos, conhecia as gêmeas desde a infância, sendo muito próximo das vítimas. Ele conta que a primeira a se infectar foi a mãe das irmãs durante uma internação no hospital para tratar a amputação de uma perna em decorrência de diabetes. “A mãe delas estava há um ano dentro de casa, pois as gêmeas a protegiam, já que era diabética. Só que a doença complicou e precisou ser internada, pegando a covid-19 enquanto estava no hospital. Como as meninas cuidavam dela, acabaram também pegando”, relata.

Oliveira comenta que as gêmeas eram conhecidas no vôlei em âmbito local, pois representaram o Amapá em competições nacionais e atualmente praticavam a modalidade por lazer. As irmãs também tinham a marca de serem bastante próximas. “Elas são daquelas gêmeas que, quando uma sente alguma coisa, a outra também acaba sentindo. Isso fazia a gente temer que as duas morressem, caso uma delas perdesse a vida. Acabou que as três faleceram”, lamentou.

Ministro do STF nega pedido de ex-governador da Paraíba

OPERAÇÃO CALVÁRIO: Ministro Gilmar Mendes mantém ex-governador Ricardo Coutinho proibido de se ausentar de João Pessoa

ricardo - CALVÁRIO: Gilmar Mendes mantém Ricardo Coutinho proibido de se ausentar de João Pessoa

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou na última quinta-feira (15), um habeas corpus impetrado pela defesa de Ricardo Coutinho para derrubar a medida cautelar que impede o ex-governador de se ausentar de João Pessoa.

Ricardo foi preso em dezembro de 2019 no âmbito da Operação Calvário, mas responde em liberdade.

A defesa alegou excesso de prazo na cautelar “sem que tenha sido recebida a denúncia da ação penal e sem a permanência de condições que a justifiquem, visto que os supostos fatos delituosos teriam se encerrado em 2018”.

Fonte: Mais PB - Créditos: Polêmica Paraíba - Publicado por: Gerlane Neto

Covid-19 mata médico irmão de ex-senador da Paraíba

Morre em João Pessoa o ex-secretário de Saúde do Estado da Paraíba, médico Joácio Morais, irmão do ex-senador Efraim Morais

joaciomorais 618x640 1 - Morre em João Pessoa o ex-secretário de saúde Joácio Morais, irmão do ex-senador Efraim Morais

Morreu na última quarta-feira (14) em João Pessoa, o ex-secretário de Saúde do Estado da Paraíba, médico Joácio Morais, de complicações cardíacas pós Covid-19.

Joácio foi prefeito de São Mamede e era, além de médico, pecuarista. Ele era irmão do ex-senador Efraim Morais.

O Deputado Federal, sobrinho de Joácio Morais, Efreim Filho, publicou uma nota de pesar:

Que Deus abençoe a alma do nosso Tio Joácio e conforte a toda a família e amigos. Toda a Paraíba, São Mamede em especial, lamenta a perda de um homem íntegro, de coração bom, médico dedicado durante sua vida profissional e um grande parceiro das nossas lutas. Tive a oportunidade de aprender muito com nossas conversas, conselhos e diálogos. Siga em paz Tio Joácio.

Polêmica Paraíba - Publicado por: Suedna Lira 

Juru recebe visita do campeão de sinuca João Paulo Gladiador

Gladiador, o 'Feiticeiro de Votorantim', um dos maiores jogadores de sinuca do Brasil, encontra-se em Juru, no Sertão da Paraíba

Desde a última semana, encontra-se na cidade de Juru, no Sertão da Paraíba, João Paulo Gladiador, um dos maiores jogadores de sinuquinha do Brasil, que acumula centenas de espectadores no YouTube. 

Gladiador é natural de Paulo Afonso, na Bahia, mas reside em Votorantim, no estado de São Paulo, cidade onde conquistou popularidade no jogo com taco na mesa verde, prática esportiva muito comum em bares pelo Brasil.

Além do sucesso pela dedicação e aprimoramento no jogo, a sinuca também é uma fonte de renda para o exímio jogador, que fatura premiações em dinheiro e troféus nas competições que participa.

João Paulo Gladiador foi um dos quatro competidores da 1ª Copa Mundo da Sinuca, transmitida o ano passado pelo canal “O mundo da sinuca”, que acumulou 582.500 espectadores ao longo das seis horas e 38 minutos de duração da competição, com mais de 50 mil simultâneos no momento de pico. O torneio foi vencido por Baianinho de Mauá, que derrotou Gladiador na segunda semifinal e se consagrou campeão na decisão final contra Felipinho, após encaçapar a última bola em uma emocionante disputa.

Gladiador se encontra na cidade de Juru a convite de José Eufrásio, um juruense que mora em Sorocaba - SP.

Comemoração da suposta separação do cantor Wesley Safadão

BOMBA: comemorando solteirice, Wesley Safadão canta e dança “Me valorizei”, ao lado do humorista Tirullipa e Gkay – VEJA VÍDEO

imagem 2021 04 16 220705 - BOMBA: comemorando solteirice, Wesley Safadão canta e dança "Me valorizei", ao lado de Tirullipa e Gkay - VEJA VÍDEO

Em meio a polêmica da possível separação com Thyane Dantas, o cantor Wesley Safadão publicou nesta sexta-feira (16),  em suas redes sociais um trecho de uma música que diz “me valorizei”. Ao lado de Tirulipa e Gkay, o cantor canta e dança muito animado.

O site Polêmica Paraíba soube através de uma pessoa do estado ligada ao cantor que a suposta separação pode envolver uma recaída de Safadão com sua ex-esposa e mãe do seu filho mais velho Mileide Mihaile.

A redação do Polêmica Paraíba entrou em contato com Luiz Augusto, empresário do artista que disse estar surpreso com as polêmicas e que tudo deve ser só especulações.

A polêmica se deu após o jornalista Erlan Bastos fazer uma publicação dizendo que o casamento de Wesley com Thyane Dantas estaria passando por crise.

Safadão e a Thyane já não se seguem mais nas redes sociais, o que comprova a tese de que o casal está separado, aumentando a suspeita de uma suposta traição com a ex-mulher.

Confira o vídeo:

Polêmica Paraíba

Suposta separação de Wesley Safadão pode envolver uma recaída com sua ex-esposa

Cantor Wesley Safadão teria traído a atual esposa com sua ex, Mileide Mihaile, afirma fonte ligada ao cantor cearense

WhatsApp Image 2021 04 16 at 18.18.27 - EXCLUSIVO: Wesley Safadão teria traído a esposa com sua ex, Mileide Mihaile, afirma fonte ligada ao cantor; confira

Muitas especulações vem rondando a vida amorosa do cantor Wesley Safadão nos últimos dias. As polêmicas começaram quando uma suposta separação do artista começou a ser comentada nas redes sociais.

O site Polêmica Paraíba soube através de uma pessoa do estado ligada ao cantor que a suposta separação pode envolver uma recaída de Safadão com sua ex-esposa e mãe do seu filho mais velho, Mileide Mihaile.

A redação do Polêmica Paraíba entrou em contato com Luiz Augusto, empresário do artista que disse estar surpreso com as polêmicas e que tudo deve ser só especulações.

A polêmica se deu após o jornalista Erlan Bastos fazer uma publicação dizendo que o casamento de Wesley com Thyane Dantas estaria passando por crise.

Nas redes sociais, Thyane garantiu que tudo não passa de especulação e perseguição por parte da mídia, afirmando que seu casamento com o cantor continua firme.

Na última quarta-feira (14), o jornalista publicou que vem sofrendo ameaças da mãe do cantor Wesley Safadão, após expor uma suposta crise no casamento de Wesley e Thyane Dantas. Segundo o colunista, uma possível separação poderia acontecer a qualquer momento.

Polêmica Paraíba 

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Ministro da Saúde é acompanhado por deputados paraibanos

Parlamentares paraibanos acompanham Marcelo Queiroga e reforçam colaboração ao ministro: ‘cada vez mais’

WhatsApp Image 2021 04 16 at 18.29.03 e1618609606564 - Parlamentares acompanham Queiroga e reforçam colaboração a ministro: 'cada vez mais'

Deputados da Bancada Federal da Paraíba participam, nesta sexta-feira (16), da agenda do ministro Marcelo Queiroga ao estado, e reforçaram a disposição em contribuir com a destinação de verbas de emendas parlamentares para a execução de projetos do Ministério da Saúde no Estado.

Estiveram ao lado do ministro, na agenda ministerial, os deputados Aguinaldo Ribeiro (PP), Hugo Motta (Republicanos) e o coordenador da bancada Efraim Filho (DEM). O deputado licenciado Pedro Cunha Lima (PSDB) também se encontrou com o ministro no estado.

Em nome da bancada, o coordenador Efraim Filho disse que os deputados estão dispostos a contribuir com o trabalho do ministro Marcelo Queiroga. Em entrevista coletiva no Hospital Universitário Lauro Vanderley, ele citou a destinação de recursos para a reforma da fachada do prédio da instituição.

“Conseguimos inovar, recebemos um pedido do Hospital Universitário Lauro Wanderley, que estava com infraestrutura precária da fachada e também da situação energética do prédio, e com o aval de diversos parlamentares, e com a expectativa da sanção do orçamento, a Bancada Federal destinou cerca de R$ 8 milhões para recuperação da infraestrutura”, disse.

O deputado afirmou ainda, que a bancada seguira disposta a ajudar a unidade hospitalar instalada na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). “Eu acho que é uma forma de a gente contribuir cada vez mais de forma cidadã. Eu também, assim como você, para fazer esse gesto da bancada, é resgatar uma dívida com nós que nos formamos aqui na Universidade Federal da Paraíba”, ressaltou.

Mensagem à Paraíba

Marcelo Queiroga disse que o Governo Federal está comprometido em oferecer mais assistência aos estados e municípios com insumos, vacinas e assistência no combate à pandemia da Covid-19. Segundo ele, a iniciativa é do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“A recomendação que recebi do presidente da República é para que visitasse os estados, para ver se todos os brasileiros estão sendo assistidos, para que o Governo Federal possa levar assistência, levar sobretudo recursos, na habilitação de leitos Covid-19, para apoiar prefeitos e governadores”, disse.

Polêmica Paraíba - Publicado por: Felipe Nunes

Ministro da Saúde defende ‘união de todos’ contra a pandemia

‘Estamos empenhados em garantir mais vacinas’, diz o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na Paraíba 

WhatsApp Image 2021 04 16 at 17.02.15 1 - Marcelo Queiroga na Paraíba: 'estamos empenhados em garantir mais vacinas'

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, em visita na Paraíba nesta sexta-feira (16), disse que o Governo Federal está comprometido em oferecer mais assistência aos estados e municípios com insumos, vacinas e assistência no combate à pandemia da Covid-19. Segundo ele, a iniciativa é do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“A recomendação que recebi do presidente da República é para que visitasse os estados, para ver se todos os brasileiros estão sendo assistidos, para que o Governo Federal possa levar assistência, levar sobretudo recursos, na habilitação de leitos Covid-19, para apoiar prefeitos e governadores”, disse.

O ministro defendeu ‘a união de todos’, do Governo Federal, dos governos estaduais e municipais. “Haveremos de superar esse momento de saúde pública internacional que o Brasil também passa”, reforçou.

Marcelo Queiroga lembrou que ‘já conhece a Paraíba’ e que isso faz a diferença em seu olhar para o estado. “Eu venho aqui abraçar cada um dos paraibanos e trazer a palavra de solidariedade do Governo Federal. O cardiologista sempre enxerga o mundo com os olhos do coração”, disse.

Queiroga chegou à Paraíba acompanhado dos deputados federais Efraim Filho (DEM), Aguinaldo Ribeiro (PP), Hugo Motta (Republicanos)  e o ministro do turismo Gilson Machado. O deputado federal licenciado Pedro Cunha Lima (PSDB) também acompanhou a agenda do ministro no estado.

Fonte: Polêmica Paraíba - Créditos: Polêmica Paraíba, Felipe Nunes e Yves Feitosa - Publicado por: Felipe Nunes

Ministro da Saúde concede entrevista em João Pessoa

Em visita a Paraíba, ministro Marcelo Queiroga prega união entre esferas: ‘vamos superar esse momento difícil’

marcelo queiroga - Em visita a Paraíba, Marcelo Queiroga prega união entre esferas: ‘vamos superar esse momento difícil’

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em visita ao Hospital Metropolitano, em Santa Rita, nesta sexta-feira (16), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu a recomendação de que o médico cardiologista paraibano visitasse os estados do Brasil e visse como os brasileiros estão sendo assistidos no combate à pandemia causada pelo novo coronavírus.

“Para que o governo federal possa levar assistência, recursos, para a habilitação de leitos para tratamento da Covid-19. Claro que há uma dificuldade para adquirir isso no mercado internacional, mas, com a união de todos, governo federal, estadual e municipal, haveremos de superar esse momento difícil da saúde pública internacional e que o Brasil também passa”, declarou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação.

Queiroga, que já atuou como profissional na unidade de saúde da região metropolitana de João Pessoa, esteve no local acompanhado do governador João Azevêdo (Solidariedade), o prefeito da capital paraibana, Cícero Lucena (PP) e o ministro do Turismo, Gilson Machado. A comitiva ainda visitou o Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

WhatsApp Image 2021 04 16 at 18.15.31 - Em visita a Paraíba, Marcelo Queiroga prega união entre esferas: ‘vamos superar esse momento difícil’

Publicado por: Rebeka Melo

Chef paraibano faz famosa sobremesa para homenagear Juliette

Em homenagem à participante do BBB 21, chef paraibano faz receita de ‘Romeu e Julieta’ no programa “É de Casa”, da Globo, deste sábado

juliette bbb21 7 600x400 1 - ROMEU E JULIETTE: em homenagem à sister, chef paraibano faz receita  no "É de Casa" deste sábado; confira

O programa ‘É de Casa’, da Rede Globo, do próximo sábado (17), terá uma homenagem à paraibana Juliette Freire, participante do BBB21. Sob condução da repórter Waléria Assunção, da TV Paraíba, o chef Cumpadi João vai ensinar a receita de ‘Romeu e Juliette’, releitura da famosa sobremesa ‘Romeu e Julieta’.

Na chamada para o programa, a apresentadora Patrícia Poeta adiantou que a receita tem como ingredientes broa de milho com queijo coalho maçaricado e goiabada.

O programa ‘É de Casa’ começa a partir das 06h30, aos sábados, na tela da Rede Globo. A paraibana Juliette Freire, homenageada no ‘É de Casa’, está no top 9 no BBB21, e é uma das favoritas ao prêmio de R$ 1,5 milhões.

Fonte: JORNAL DA PARAÍBA - Créditos: Polêmica Paraíba - Publicado por: Suedna Lira

Participante paraibana do BBB 21 é alvo de matéria da Forbes

Revista Forbes revela estimativa de fortuna da advogada paraibana Juliette Freire, participante do Big Brother Brasil 21

juliette 004 - MILIONÁRIA?! Forbes revela estimativa de fortuna de Juliette

A paraibana Juliette Freire acaba de conseguir mais um grande feito para sua carreira. A sister do BBB 2021, que já é considerada uma das grandes promessas do mercado publicitário, foi alvo nesta semana de uma matéria veiculada na estimada Revista Forbes.

Ela acumula mais de 20 milhões de seguidores nas redes sociais e foi elogiada na reportagem por sua capacidade de gerar engajamento.

“O que os números da Juliette mostram de engajamento não se consegue com robôs ou publicações patrocinadas. O conteúdo é humanizado, existe estratégia por trás, além do timing”, avaliou Fabrício Macias, da agência de marketing digital Macfor.

Além disso, a Forbes também destacou a competência da equipe que gerencia a carreira da advogada enquanto ela continua confinada na casa mais vigiada do Brasil.

“A participante conta com 20 pessoas cuidando de suas redes sociais, entre amigos e voluntários que auxiliam na gestão dos perfis e na coleta de material para publicação”, ressaltou trecho do texto.

A revista fez ainda uma estimativa de valores que a sister poderá receber fazendo publicações patrocinadas em seu Instagram.

Segundo a nota, Juliette, mesmo que não vencer o programa, poderá juntar seu primeiro milhão de forma muito rápida.

Isso porque ela poderá cobrar – no mínimo – cerca de 150 mil reais por um simples publipost:

“A participante já está sendo procurada para campanhas pós-BBB por marcas de diferentes tamanhos, e todas as propostas estão sendo avaliadas pela equipe. A própria Juliette vai se encarregar de bater o martelo sobre o que fará no futuro”.

“Antes mesmo de a participante deixar a casa, marcas – inclusive patrocinadoras – já começam a surfar na onda do seu sucesso. Juliette engaja sem nem saber e vende – algo que causa um frenesi nas empresas”, acrescentou.

“Fazendo uma previsão conservadora, em meio ano ela consegue ultrapassar esse valor (1 milhão e meio de reais), cobrando no mínimo R$ 150 mil por uma publicação no feed do Instagram”, estimou um especialista em marketing digital consultado pela Forbes.

A revista frisou que, com a profissionalização dos participantes do Big Brother e de suas respectivas equipes, é possível que cada vez mais surjam ex-BBBs milionários.

Fonte: RD1 - Créditos: Polêmica Paraíba