segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Mais um capítulo da novela Hulk e a sobrinha da ex-mulher

CASOS DE FAMÍLIA: Sogra de Hulk é hospitalizada após fotos românticas do jogador com nova namorada, Camila Ângelo


irma iran hulk sobrinha - CASOS DE FAMÍLIA: Sogra de Hulk é hospitalizada após fotos românticas do jogador com nova namorada, Camila Ângelo
De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Hulk causou um verdadeiro rebuliço após publicar algumas fotos românticas ao lado de sua mais nova namorada, Camila Ângelo. Os cliques, ainda segundo Fábia, caíram como uma verdadeira bomba na família.
Inclusive, vale ressaltar, Camila é sobrinha da ex-mulher de Hulk, Iran Ângelo, que não reagiu muito bem quando viu as imagens compartilhadas pelo jogador. A jornalista afirma que Iran chorou compulsivamente e anda preocupando os familiares, que temem uma profunda depressão da empresária.
Ainda de acordo com amigos próximos, Nires Ângelo, mãe de Camila e irmã de Iran, precisou ser hospitalizada por conta de um pico de pressão arterial após a divulgação das imagens. Envergonhada, a família agora procura explicações de Camila para tal atitude.
Morando em São Paulo, Iran quer se afastar dos antigos amigos e ficar longe do escândalo que domina o estado da Paraíba. “Ela está envergonhada depois de toda a polêmica envolvendo sua separação e o novo romance do ex”, falou uma fonte.
12f39df5 2411 4d41 b0ff 4ce8a19e1822 - CASOS DE FAMÍLIA: Sogra de Hulk é hospitalizada após fotos românticas do jogador com nova namorada, Camila Ângelo
Polêmica Paraíba - Publicado por: Larissa Freitas

Bunda de atriz ficou eternizada pelos brasileiros

DANNY BOND: Há 5 anos, bunda de Paolla Oliveira em minissérie da Globo quebrava a internet


felizes para sempre paolla oliveira bunda 2401 fixed large - DANNY BOND: Há 5 anos, bunda de Paolla Oliveira em minissérie da Globo quebrava a internet
Há cinco anos, a bunda de Paolla Oliveira ficou eternizada na teledramaturgia e na memória do público brasileiro. Em janeiro de 2015, a atriz estreou na minissérie Felizes Para Sempre? no papel da prostituta Danny Bond, mas foi seu derrière que roubou a cena no primeiro capítulo. A imagem de Paolla de costas quebrou a internet naquele dia.
A cena com a atriz seminua virou instantaneamente um clássico. O contexto era o seguinte: no capítulo de estreia de Felizes Para Sempre?, os personagens Cláudio (Enrique Diaz) e Marília (Maria Fernanda Cândido) contrataram a prostituta para esquentar a relação.
Mas, dias depois, ele chamou a profissional novamente, dessa vez sozinho. Danny Bond chegou para o encontro num hotel e logo após cumprimentar o cliente já foi tirando a roupa. Ela andou em direção à janela para admirar a vista, só de calcinha, e o público pirou.
O assunto foi muito comentado nas redes sociais não só naquela noite, mas durante semanas. A bunda de Paolla virou meme e fantasia de Carnaval no Brasil todo. “Essa era uma cena em que ela provocava o personagem de Enrique Diaz, e eu acho que o Brasil foi provocado”, disse a loira em entrevista ao Gshow.
“Denise (o verdadeiro nome de Danny Bond) mexeu com o imaginário coletivo. É solta, desprendida e diz o que se quer ouvir. E esse é o papel dela, lidar com poder, com sedução. E isso inclui atitude, força, leveza, malícia, sensualidade e o corpo também”, completou a intérprete.
O bumbum de Paolla Oliveira ainda gerou interesse do público fitness, que se interessou por exercícios para ficar com visual da atriz. Com toda a repercussão gerada pela cena, o diretor Fernando Meirelles até se arrependeu de não tê-la cortado, afinal, hoje a minissérie só é lembrada pela imagem.
Mas Paolla se deu bem. Além de ter ganhado ainda mais fama, ela foi premiada no final de 2015 como melhor atriz de série, minissérie e seriado no Melhores do Ano do Domingão do Faustão.
Fonte: UOL - Publicado por: Larissa Freitas

Caso Solar Tambaú

Empreendimento Solar Tambaú confirma investigação da justiça, mas nega que Isabel Dos Santos tenha participação no negócio


BeFunky collage 4 - Empreendimento Solar Tambaú confirma investigação da justiça, mas nega que Isabel Dos Santos tenha participação no negócio - ENTENDA O CASO
O empreendimento “Solar Tambaú”, divulgou uma nota na última segunda-feira (20), a  respeito da matéria publicada na tarde de hoje, na qual diz que o empreendimento foi construído com 20 milhões fruto de lavagem de dinheiro internacional revela a Polícia Federal. A nota esclarece que todo o investimento estrangeiro realizado para a construção do Solar Tambaú entrou no Brasil através do sistema bancário nacional, devidamente justificado e fiscalizado por todos os órgãos de controle do Banco Central (SISBACEN) e respeitando todas as regras bancárias brasileiras, que estão entre as mais rígidas do mundo.
Confira a nota na integra
A respeito de matéria jornalística divulgada em alguns sites no último final de semana, a direção do empreendimento imobiliário Solar Tambaú vem a público esclarecer:
Todo o investimento estrangeiro realizado para a construção do Solar Tambaú entrou no Brasil através do sistema bancário nacional, devidamente justificado e fiscalizado por todos os órgãos de controle do Banco Central (SISBACEN) e respeitando todas as regras bancárias brasileiras, que estão entre as mais rígidas do mundo.
Solar Tambaú – Os diretores do empreendimento, tão logo foram acionados pela Justiça brasileira, apresentaram toda a documentação do Solar Tambaú, inclusive as transferências bancárias, que comprova a legalidade do investimento, desde a compra do terreno até o processo de construção, que segue os mais rigorosos métodos de construção civil.
Portanto, os investidores e parceiros do Solar Tambaú podem ficar absolutamente tranquilos quanto a lisura do empreendimento e certos de que todas as informações que solicitadas pelas autoridades brasileiras foram prestadas com toda a clareza necessária.
O Solar Tambaú é um investimento feito majoritariamente pelo investidor angolano José Carlos de Castro Paiva. É mentira que a senhora Isabel dos Santos tenha qualquer participação no Solar Tambaú ou relação de negócios com o investidor José Carlos de Castro Paiva.
Tal insinuação seguramente ocorre devido às questões da política interna de Angola e está sendo alimentada de maneira leviana por pessoas envolvidas em diversos crimes contra o patrimônio privado aqui na Paraíba e que a justiça brasileira saberá julgar os responsáveis.
Qual a ligação entre o Solar Tambaú e Mussulo – O empreendimento Solar Tambaú não tem ligação corporativa e administrativa com o Resort Mussulo By Mantra a não ser pelo fato do senhor José Carlos de Castro Paiva ser proprietário de 03 (três) dos 102 (cento e dois) bangalôs do resort.
Enquanto o Solar Tambaú é um investimento feito majoritariamente pelo executivo José Carlos de Castro Paiva, o Resort Mussulo By Mantra foi construído por um grupo de 60 (sessenta) investidores angolanos que, em busca de oportunidades de negócios, viu na ausência de um resort de padrão internacional na Paraíba, uma boa oportunidade de investimento.
Golpe no Mussulo – O primeiro e único resort da Paraíba, inaugurado em 2009, teve as suas atividades encerradas em 2019. Infelizmente o emprendimento foi vítima do golpe financeiro praticado nos anos anteriores, por parte de pessoas que o gerenciava, resultando até na prisão dos envolvidos e abertura de ação penal contra os criminosos, movida pelos investidores.
O encerramento das atividades do Mussulo no ano passado, provocado pela gestão temerária de outros funcionários graduados causou a perda dos empregos de cerca de 150 trabalhadores e trabalhadoras, que de lá tiravam os seus sustentos e contribuíam para o desenvolvimento turístico do Estado.
Não é demais relembrar os saques ocorridos no resort em novembro de 2019, incentivados pelos referidos ex-funcionários graduados, após o encerramento das atividades do Mussulo, com o furto até de documentos do estabelecimento, além do furto dos equipamentos de todos os bangalôs, está sendo objeto de inquérito policial.
Fonte: Polêmica Paraíba - Publicado por: Gerlane Neto

Mulher mais rica da África, PT e a Odebrecht na Paraíba

O esquema de corrupção por trás da mulher mais rica da África e seus investimentos em João Pessoa


isabel santos angola 20012020133716281 - PT E A ODEBRECHT NA PARAÍBA: O esquema de corrupção por trás da mulher mais rica da África e seus investimentos em João Pessoa
A fortuna de Isabel dos Santos, filha do ex-presidente da Angola, vem causando desconfiança nos angolanos, segundo investigação toda a fortuna foi adquirida por meios ilegais.
O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), com sede em Nova York, publicou no domingo (19/01) uma coletânea de arquivos que supostamente mostram como Santos transferiu centenas de milhões de dólares de dinheiro público para contas no exterior. Os mais de 715 mil arquivos – apelidados de “Luanda Leaks” – foram investigados por 120 repórteres em 20 países, incluindo Brasil e Alemanha.
Investimentos no Brasil
De acordo com a Agência Pública, agência brasileira de jornalismo investigativo que faz parte do ICIJ, dinheiro de Angola foi desviado para empreendimentos imobiliários na costa da Paraíba, como a construção de um condomínio de alto luxo em João Pessoa e de um dos mais luxuosos resorts do litoral paraibano, com mais de cem bangalôs.
A complexa trama de ocultação de moedas e patrimônio, operada por meio de uma série de empresas em paraísos fiscais, envolveria Isabel dos Santos, filha do ex-presidente, escreve a Pública.
Segundo o jornal Folha de São Paulo, “o artigo publicado pela Agência Pública sobre as atividades dos sócios de Isabel dos Santos na Paraíba joga luz numa nova dimensão das relações entre Brasil e Angola, quase sempre monopolizada pela ligação entre o PT e a Odebrecht”.
Envolvimento da Alemanha
As emissoras públicas alemãs NDR e WDR, junto ao diário Süddeutsche Zeitung, descobriram que a empresa de bebidas Sodiba, de propriedade de Isabel dos Santos e seu marido, Sindika Dokolo, recebeu um empréstimo de 50 milhões de euros (cerca de 230 milhões de reais) de uma subsidiária do banco alemão de desenvolvimento KfW sem um exame prévio e abrangente do negócio.
O empréstimo foi utilizado por Santos para comprar uma fábrica de cerveja e duas linhas de engarrafamento da empresa alemã Krones AG em 2015. O pai da empresária usou, supostamente, sua influência para obter a aprovação do projeto de investimento.
O pesquisador e ativista de direitos humanos Rafael Marques de Morais diz ser “justo” que países como a Alemanha agora ajudem a investigar como atores internacionais permitiram que a filha de 46 anos do ex-presidente angolano adquirisse uma vasta fortuna estimada em mais de 3 bilhões de dólares.
“[A chanceler federal alemã] Angela Merkel vai visitar Angola [em fevereiro] e essa questão deve ser abordada: como os fundos fornecidos pelo governo alemão também foram usados para aumentar sua riqueza [de Santos]?”, diz o pesquisador.
“Este é um caso importante de corrupção internacional”, afirma Morais à DW, acrescentando: “Foi o mundo que lançou Isabel dos Santos como a empresária mais rica e bem-sucedida, enquanto era uma ladra.”
De acordo com o ICIJ, os documentos vazados mostram como “empresas financeiras ocidentais, advogados, contadores, autoridades governamentais e companhias gestoras ajudaram a esconder ativos das autoridades fiscais”.
O bilhão roubado
Segundo os arquivos vazados, nos últimos anos Santos e seu marido fundaram mais de 400 empresas em 41 territórios, entre eles paraísos fiscais como Malta, Ilhas Maurício e Hong Kong. Essas empresas se beneficiaram continuamente de contratos públicos, serviços de consultoria e empréstimos em Angola.
No final de dezembro passado, as autoridades angolanas congelaram os bens de Santos no país africano, após alegações de promotores de que ela e seu marido haviam desviado mais de 1 bilhão de dólares das empresas estatais Sonangol e Sodiam. Santos foi colocada por seu pai à frente da Sonangol em 2016. Mais tarde, ela foi demitida dessa posição pelo sucessor de José Eduardo dos Santos, o atual presidente João Lourenço.
Isabel dos Santos continua a negar qualquer irregularidade. “Minha fortuna se baseia no meu caráter, minha inteligência, educação, capacidade de trabalho, perseverança”, escreveu Santos em plataformas da rede social. Ela insiste que tanto a investigação atual em Angola quanto o “Luanda Leaks” são ataques politicamente motivados e coordenados contra ela.
“Corrupção está matando o país”
Alguns analistas expressaram suspeitas de que a motivação do atual presidente não seja tanto a luta contra a corrupção, mas antes a necessidade de consolidar seu poder depois de suceder ao governante de longa data José Eduardo dos Santos.
Robert Besseling, diretor executivo da EXX Africa – empresa que avalia riscos de negócios -, disse à DW acreditar que os interesses econômicos também estariam em jogo: “[O governo] parece estar pressionando associados, familiares e empresas a abrir mão dos ativos de companhias-chave em Angola e em outros lugares no exato momento em que há uma agenda de privatizações, em que o governo está tentando vender uma grande parcela da economia”, afirma.
O ativista e pesquisador Rafael Marques de Morais discorda dessa opinião. Severamente perseguido por seu ativismo anticorrupção durante a era Santos, ele diz acreditar que Lourenço esteja realmente decidido a fazer uma limpeza no país. No entanto, também é do interesse do próprio presidente: os angolanos estão cada vez mais preocupados com a profunda crise econômica no país rico em petróleo, que foi precipitada também pela pilhagem de seus recursos por uma elite corrupta.

O descontentamento não é um bom presságio para o partido do presidente Lourenço, o MPLA, que governa o país desde a independência, há 45 anos. “Santos esteve no poder por 38 anos e privatizou o Estado principalmente em favor de seus filhos. É por isso que há uma investigação sobre corrupção. E a corrupção deve terminar em Angola, porque ela está matando o país”, diz Morais.

Necessidade de reformar o sistema judicial
Atualmente, há muitas investigações contra funcionários do governo atuais e antigos. Vários generais e membros do Parlamento foram indiciados, e alguns estão presos. “Há um esforço do governo para realmente apresentar tantos casos quanto o sistema judicial possa lidar.”
Um grande problema, no entanto, é a falta de reforma desse sistema em Angola. “Todos os juízes e procuradores atualmente em exercício foram nomeados pelo próprio Santos”, explica Morais.
A imunidade concedida ao ex-presidente Santos, que agora reside na Espanha por razões médicas, expira em 2022. “Depois disso, espera-se que ele tenha que responder por seus crimes perante um tribunal”, diz Morais.
Apesar da controvérsia, na semana passada Isabel dos Santos disse que consideraria concorrer à presidência de Angola nas eleições de 2022.
Fonte: Terra - Publicado por: Larissa Freitas

Encontrado morto

LUANDA LEAKS: Banqueiro envolvido em lavagem de dinheiro angolano usando resorts de luxo na Paraíba é encontrado morto 


BANQUEIRO - LUANDA LEAKS: Banqueiro envolvido em lavagem de dinheiro angolano usando resorts de luxo na Paraíba é encontrado morto  - ENTENDA
O banqueiro português Nuno Ribeiro da Cunha foi encontrado morto pela polícia em Lisboa, que afirma acreditar ter sido um caso de suicídio.
Nuno da Cunha, cujo corpo foi achado na garagem de sua casa na noite de quarta (22), trabalhava para o banco Eurobic, e foi citado no caso que ficou conhecido como Luanda Leaks.
No domingo (19), o  ICIJ (Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos) e veículos de vários países divulgaram uma série de denúncias contra Isabel dos Santos, filha do ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos. Ela teria se tornado a mulher mais rica da África após criar esquemas internacionais para desviar dinheiro da petroleira estatal angolana Sonangol, da qual foi presidente.
Procuradores de Angola anunciaram que Isabel está sendo investigada por fraude, má gestão e apropriação de recursos da Sonangol. Seus bens já haviam sido bloqueados pela Justiça de Angola em dezembro.
Caso ela não colabore com o processo, poderá ser alvo de um mandado de prisão internacional, segundo as autoridades angolesas.
O banqueiro foi apontado como um dos investigados no caso, segundo o jornal Expresso. Cunha era o gerente das contas usadas pela Sonangol.
Na segunda (20), outro suspeito, Mario Leite da Silva, renunciou ao comando do Banco de Fomento de Angola.
Nesta quinta (23), o organismo que regula o mercado financeiro em Portugal anunciou inquéritos contra empresas relacionadas aos esquemas, como a petroleira Galp e a telefônica NOS, a partir dos documentos relevados pela imprensa.

O CASO LUANDA LEAKS

Isabel dos Santos, 46, aparece na 13ª posição na lista da revista Forbes dos maiores bilionários da África de 2020. A filha mais velha de José Eduardo dos Santos, que presidiu Angola durante 39 anos, acumula uma fortuna estimada em US$ 2,2 bilhões (R$ 9,16 bilhões).
Reportagens publicadas por veículos como The New York Times, Guardian, BBC e revista Piauí apontam que grande parte desse patrimônio foi obtido às custas dos cofres públicos angolanos.
Chamada de “Luanda Leaks”, a investigação se baseou em um vasto conjunto de documentos obtidos por denúncias anônimas pela Plataforma para Proteção de Denunciantes Anônimos na África.
Os registros revelam como Santos e seu marido, Sindika Dokolo, se beneficiaram de uma série de transações envolvendo empresas públicas durante o governo de seu pai. Eles teriam usado um complexo esquema de empresas de fachada registradas em paraísos fiscais e jurisdições sigilosas, como Dubai, Maurício e Ilhas Virgens Britânicas
A companhia estatal angolana de petróleo, Sonangol, está no centro da rede usada pelo casal para desviar fundos públicos a seu favor, segundo o New York Times.
Em 2016, a empresa entrou em crise após uma queda dos preços do petróleo no mercado mundial. José Eduardo dos Santos, à época presidente, nomeou sua filha para chefiar o órgão.
A petrolífera foi usada para a compra de uma participação na Galp, empresa portuguesa do ramo de energia avaliada pela Forbes em US$ 13,4 bilhões.
Uma das firmas controladas pelo marido de Isabel comprou as ações diretamente da Sonangol em 2006, de acordo com a BBC. Os documentos analisados mostram que apenas 15% do valor foi pago à vista.
O restante do pagamento, cerca de US$ 70 milhões (R$ 291 milhões), foi pago com um empréstimo a juros baixos concedido pela estatal. Atualmente, as ações da Galp valem mais de US$ 975,4 milhões (R$ 4,06 bilhões) e são uma das principais fontes de renda do casal.
Eles também possuem participações em dois bancos e nas empresas de telecomunicação NOS, de Portugal, e Unitel, avaliadas em mais de US$ 2 bilhões cada uma.
A investigação também revelou, segundo reportagem da revista Piauí, que a Petrobras perdeu entre R$ 267 milhões a 360 milhões numa joint venture com a Galp para produzir biocombustível a partir do óleo de dendê.
O casal nega qualquer irregularidade. Em entrevistas recentes, Isabel afirmou que é vítima de uma perseguição política do atual governo e não descarta se candidatar a um cargo político.
Fonte: Folha - Créditos: Solar - Publicado por: Amara Alcântara

“Todo mundo se dá mal com ele”

OPERAÇÃO CALVÁRIO: Em áudio, Ricardo Coutinho afirma que deputado Aguinaldo Ribeiro é uma pessoa inconfiável


capa 22012020204108 - CALVÁRIO: Em áudio, Ricardo Coutinho afirma que Aguinaldo Ribeiro é uma pessoa inconfiável; OUÇA
Assim como fez com Coriolano Coutinho, o delator na Operação Calvário, Daniel Gomes, gravou conversa com o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), oportunidade em que tratavam do plantio de maconha em terras da Universidade Federal da Paraíba, voltada para o estudo das propriedades farmacêuticas da erva, a sintetização e até mesmo a venda da cannabis para laboratórios que produzem medicamentos a base de canabindol.
O áudio faz parte dos arquivos pertencentes às investigações da Operação Calvário, disponibilizados à imprensa.
Durante a conversa, Daniel Gomes pergunta sobre Aguinaldo Ribeiro, se existe alguma forma de Ricardo Coutinho facilitar andamentos no Ministério da Saúde. Ricardo Coutinho diz que Aguinaldo é uma pessoa “inconfiável” e que “todo mundo se dá mal com ele”. Eles discutem sobre o PP e Ricardo Coutinho diz que é melhor eles não saberem sobre a empresa porque eles (o PP) querem só dinheiro.
Confira a transcrição:
DANIEL: … só pra o senhor entender, ô… o ministério hoje ele compra desse produto aqui 150 milhões de reais por ano… que… qual que é o acordo… ele vai garantir a compra pra CRISTÁLIA… a CRISTÁLIA… durante os 5 primeiros anos… por que enquanto a TECNIMED transfere a tecnologia pra gente… depois do quinto ano nós assumimos a compra… nesse meio tempo a gente já fica com parte do resultado… mas, a CRISTÁLIA fica com a parte da produção… depois desses 5 anos ficamos com o resultado e a produção… então é… é muito legal esse projeto… eu não sei como é que tá sua relação com AGNALDO RIBEIRO… eu não sei se tem alguma relação com ele hoje…
RICARDO COUTINHO: Tenho não…
DANIEL: …por que o PP é que tá comandando o ministério…
RICARDO COUTINHO: É, eu não tenho… AGNALDO é uma pessoa inconfiável…
DANIEL: É… todo mundo já me falou isso…
RICARDO COUTINHO: É inconfiável… e… todo mundo se dá mal com ele…
DANIEL: É, e eu… e eu… eu confe… o PP, de um modo geral, é difícil…
RICARDO COUTINHO: É!
DANIEL: …eu confesso… que eu não… não… não procurei nenhum caminho por lá…
RICARDO COUTINHO: Eles… sem… se não… se não puder… se eles puderem não saber de nada sobre…
DANIEL: É melhor…
RICARDO COUTINHO: … a empresa… o que é que eles querem!!?? Eles querem só dinheiro…
DANIEL: É, eu sei disso… PP é complicado…
RICARDO COUTINHO: Só… só isso… eles num… num
DANIEL: Eu até tenho uma boa rela… eu sempre tive uma boa relação com CIRO (provavelmente Senador no PIAUI)… eu até que eu tinha contratos no PIAUI… mas é igual, é o mesmo problema…
RICARDO COUTINHO: É, eles são inconfiáveis…
DANIEL: É…
RICARDO COUTINHO: … é muito difícil…
DANEL: Eu perguntei… já, mais ou menos sabendo a resposta…
RICARDO COUTINHO: Eu aí num … eu particularmente num…
DANIEL: Não, deixa quieto… a gente não vai participar com eles… .
RICARDO COUTINHO: Desde 2010 que eu num… eu num vejo…
DANIEL: A gente tá andando normal pelas diretorias do ministério… que eles tem que escolher um laboratório oficial mesmo… então, eles tão encantados com a gente… tá indo muito bem… o LIFESA tá… se hoje… sendo muito bem visto… esse negócio do ministério tá andando… era só pra lhe dar um feedback dos PORTUGUESES, o quê que é… são essas moléculas… vou deixar com o senhor essa apresentação… terceiro ponto… esse é que é muito legal… o quê que acontece… UFPB… GOVERNADOR, demos um tiro maravilhoso… o que acontece… o CANABIDIOL… que é na realidade da MACONHA…
RICARDO COUTINHO: É…
Ricardo Coutinho seria sócio oculto do LIFESA
Após ser preso, em delação ao Ministério Público, Daniel Gomes deu detalhes de um esquema envolvendo a compra do Laboratório Público da Paraíba (Lifesa), numa “sociedade oculta” com o ex-governador Ricardo Coutinho. A operação foi feita por meio da empresa Troy SP Participações, em nome de dois funcionários seus: Sergio Motta e Maurício Neves.
Confira documentos
ricardo coutinho 3 - CALVÁRIO: Em áudio, Ricardo Coutinho afirma que Aguinaldo Ribeiro é uma pessoa inconfiável; OUÇA
ricardo coutinho - CALVÁRIO: Em áudio, Ricardo Coutinho afirma que Aguinaldo Ribeiro é uma pessoa inconfiável; OUÇA
ricardo coutinho 2 - CALVÁRIO: Em áudio, Ricardo Coutinho afirma que Aguinaldo Ribeiro é uma pessoa inconfiável; OUÇA
Fonte: Paraíba Rádio Blog - Publicado por: Larissa Freitas

Ex-secretário de Saúde do governo Ricardo faz acordo de delação

OPERAÇÃO CALVÁRIO: Revista Crusoé revela que Waldson de Sousa celebrou acordo de delação premiada com a força tarefa da operação


waldson souza2 - CALVÁRIO: Revista Crusoé revela que Waldson de Sousa celebrou acordo de delação premiada com a força tarefa da operação
O ex-secretário de Saúde da Paraíba Waldson de Sousa celebrou acordo de delação premiada com a força tarefa da Operação Calvário, responsável por desbaratar um amplo esquema de desvios milionários de recursos no estado. Na tarde da última quinta-feira, 23, Waldson compareceu à sede da Superintendência da Polícia Federal para dar início aos depoimentos. O ex-secretário foi preso em 17 de dezembro junto com o ex-governador Ricardo Coutinho  e mais 15 integrantes do esquema criminoso. Coutinho, no entanto, foi solto depois de um habeas corpus concedido pelo ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do Superior Tribunal de Justiça.
Em um dos áudios reunidos pela Operação Calvário, Waldson Souza aparece combinando com o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, e um empresário não identificado, como seria o procedimento para que a empresa em questão fosse a ganhadora de uma licitação na área da saúde.
A organização criminosa comandada por Ricardo Coutinho teme pelo que Waldson possa revelar. O ex-secretário era um dos auxiliares mais próximos do ex-governador, a ponto de ter sido escalado para coordenar a campanha do PSB no estado. Com a eleição de João Azevedo ao governo da Paraíba, Waldson virou secretário de Planejamento.
Fonte: Crusoé - Publicado por: Gerlane Neto

Revelação de empresário ao Gaeco

Organização criminosa trabalhou para ex-procurador-geral Gilberto Carneiro se tornar desembargador na Paraíba 


Capturar 52 - DANIEL REVELOU AO GAECO: Organização criminosa trabalhou para Gilberto Carneiro se tornar desembargador na Paraíba - VEJA VÍDEO
O ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, foi acusado pelo mandatário da Cruz Vermelha Brasileira, Daniel Gomes da Silva, de ter recebido propinas, é o que conta Daniel em um trecho de vídeo de sua delação.
Carneiro está preso desde o ano passado, quando foi desencadeada a operação Calvário – Juízo Final. Gomes disse ao Ministério Público que contribuiu com recursos desde 2011, quando passou a ter relação mais próxima com o ex-auxiliar dos governos de Ricardo Coutinho (PSB) e João Azevêdo.
O delator relatou, inclusive, uma ajuda para que o ex-procurador se tornasse desembargador na Paraíba. Para isso, Daniel conta que Gilberto deveria “se livrar de processo criminal” no qual ele estava respondendo na época. Ele conta que indicou um escritório de advocacia de Brasília e pagou parte dos gastos, para que ele se livrasse do processo e pudesse se tornar desembargador.
Confira o trecho da delação: 


Fonte: Polêmica Paraíba - Publicado por: Gerlane Neto

Novas revelações de diálogos de Ricardo Coutinho

ARQUIVOS SECRETOS: Fernando Catão se ofereceu para ser sócio de Ricardo Coutinho e Daniel em troca de blindagem no TCE-PB


montagem689 1 - ARQUIVOS SECRETOS: Catão se ofereceu para ser sócio de Ricardo e Daniel em troca de blindagem no TCE-PB - OUÇA
Novas revelações dos diálogos mantidos entre o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho(PSB), e o operador da Cruz Vermelha na Paraíba, Daniel Gomes, seguem a surgir. Os fatos apresentados pelos dois em seus diálogos trazem informações sobre outras personalidades do poder na Paraíba como o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, Fernando Catão. Segundo os diálogos mantidos pelos dois, Catão teria buscado estabelecer sociedade com Ricardo e Daniel na empresa Troy, que ele não tinha conhecimento ser de posse dos dois.
Com exclusividade o Portal Polêmica Paraíba teve acesso aos áudios dos diálogos mantidos entre Ricardo e Daniel discutindo os pormenores dos fatos que tornariam-se o maior escândalo político do estado da Paraíba. A Operação Calvário investiga crimes de desvios de recursos públicos da saúde e da educação no estado através de contratos com Organizações Sociais, principalmente a sucursal do Rio Grande do Sul da Cruz Vermelha administrada por Daniel Gomes. A operação ganhou destaque na mídia nacional por envolver nomes do alto escalão na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho.
No áudio com o tom de quem confidencia uma descoberta com um colega de trabalho, Daniel revela para o então governador Ricardo Coutinho quem seria o dono do Grupo Lavieri. “Governador, isso aqui muito me chamou atenção. Se o senhor já ouviu falar nesse Grupo LAVIERI… ele é dono dessas empresas aqui…dono disso aqui? [Fernando] CATÃO!”, afirma Daniel.
Segundo Daniel a descoberta teria sido feita após Catão procurar pelo então diretor do LIFESA José Góes em busca da criação de uma relação de negócios. No encontro Fernando teria apresentado a Góes o seu filho Bruno Catão e o seu sócio Eduardo Lavieri. Segundo Daniel, Catão buscava estabelecer uma relação de sociedade na empresa Troy sem saber que a mesma pertenceria a ele e ao governador. “Efetivamente era CATÃO que tava por trás disso tudo”, afirma Daniel.
“Fico muito feliz, espero que dê tudo certo, mas nós queríamos fazer parte, queríamos realmente fazer parte e eu lhe garanto a minha blindagem”, teria sido a grande proposta feita pelo conselheiro em troca da sociedade. Segundo o diálogo, as negociações com Catão estariam paralisadas naquele momento esperando uma opinião do governador acerca da possibilidade de aceitar Catão como sócio em troca do apoio no TCE-PB. “A minha blindagem nesse projeto que a gente faça parte”. Ouça o trecho do diálogo entre o ex-governador e Daniel no áudio abaixo:
Tocador de áudio
00:00
00:00
O Portal Polêmica Paraíba entrou em contato com a assessoria do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba e tentou contactar o conselheiro Fernando Catão, mas até o momento da publicação desta reportagem não obteve resposta acerca das falas de Daniel.




Fonte: Polêmica Paraíba

Por que não te calas, hein, Lula?

Ex-presidente Lula diz que Ricardo Coutinho pode “sair mais forte” das acusações feitas na Operação Calvário


Lula e Coutinho - Lula diz que Ricardo Coutinho pode "sair mais forte" das acusações feitas na Operação Calvário

Em entrevista concedida ao Portal Uol, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre o caso do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, alvo da 7ª fase da Operação Calvário, realizada pelo Gaeco do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e pela Polícia Federal em dezembro de 2019. A ação investiga organização criminosa suspeita de desviar de R$134,2 milhões de serviços de saúde e educação.
Lula fez uma comparação dos seu caso e o de Ricardo, ele sugeriu que assim como ele, Ricardo poderia ter fugido do Brasil, mas decidiu enfrentar a mentira contada sobre ele.
“Pegando o caso do Ricardo Coutinho, você falou manchou… manchou ou não. Quando resolvi enfrentar a mentira contada sobre mim no caso da Lava Jato, disse várias vezes que poderia ter saído do Brasil. Eu não saí porque queria enfrentar a mentira, provar que o Moro é mentiroso, e está sendo aprovado cada vez que ele abre a boca”, disse.
Para o petista,  se a citação de Ricardo na “Operação Calvário” for mentira, ele pode sair mais forte deste caso.
“O companheiro Ricardo Coutinho pode sair mais forte se for mentira o que estão fazendo contra ele. Eu não pedi um ponto porque fui preso. Lá de dentro, falei o que eu tinha que falar e continuo falando: o Moro não foi juiz, ele foi um mentiroso no meu caso. A Lava Jato, o Ministério Público e a força tarefa não estavam cumprindo o papel grande que tem o Ministério Público, montou-se uma pequena quadrilha para mentir e mentiram — e tudo isso vou provar”, destacou.
Lula também falou sobre o PT não poder abrir mão de ter uma candidatura própria em 2022 em João Pessoa.
“O PT não pode abrir mão de ter uma candidatura própria em Recife Quando chegar em 2022, o PSB vai pedir outra ver para o PT não ter candidato a governador depois de quatro de quatro mandatos? Será que o PT não pode ter a oportunidade de ter candidatura própria? O PT vai ter candidatura própria, a Marília deve ser candidata do PT. Se ela não for para o segundo turno, ela apoia o João Campos ou outro candidato que fizer aliança com o PT. Isso vale para Fortaleza, João Pessoa, Natal, Salvador”.
Fonte: Polêmica Paraíba - Publicado por: Gerlane Neto

Arrependimento tardio

Goleiro Bruno relembra morte da modelo Eliza Samudio: ‘Se eu pudesse voltar atrás’


blb8kfz9hkhi4rzjyein0ieji - Goleiro Bruno relembra morte de Eliza Samudio: 'Se eu pudesse voltar atrás'
Às vésperas do aniversário de 10 anos do assassinato de Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte da modelo, falou sobre o crime bárbaro, em reportagem do “Domingo Espetacular” (Record TV), que será exibido na noite deste domingo. O atleta disse buscar redenção.
“Se eu pudesse voltar atrás, e tivesse o meu domínio, sabe? Eu faria tudo diferente”, afirmou o goleiro, que foi condenado a 22 anos e três meses de prisão por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e uso de meio que dificultou a defesa da vítima), cárcere privado e sequestro de Eliza e do filho deles e ocultação de cadáver. O corpo da vítima nunca foi encontrado.
Bruno também revelou que a pensão alimentícia de seu filho com a modelo não foi a causa do assassinato. “O Bruninho nunca foi o problema. Nunca foi pensão alimentícia. A situação vai muito mais além do que você possa imaginar”, relembrou.
O atleta ainda afirmou que pretende explicar ao filho e à mãe da modelo o caso.”A única coisa que eu posso te falar, posso te afirmar, é que um dos maiores desafios da minha vida e eu peço a Deus sabedoria é, de um dia, eu ter a oportunidade de explicar toda a situação para o Bruninho. Eu ter a oportunidade de explicar toda a situação para dona Sônia””, disse.
Na última semana, o clube Operário, do Mato Grosso, desistiu de contratar o goleiro após uma repercussão negativa e perda de patrocinadores depois do acerto. Na terça-feira, as torcedoras do time fizeram um protesto contra a contratação do jogador. Gritos como “quem contrata um feminicida, apoia o feminicídio” eram entoados pelas protestantes.
Fonte: IG

Ex-procurador geral da Paraíba perde luta contra o câncer

Morre em João Pessoa, o Dr. Júlio Paulo neto, ex-procurador geral do estado da Paraíba


7ed173c1 eddd 4d35 b283 df59d8245434 - LUTO: morre em João Pessoa, o Dr. Júlio Paulo neto, ex-procurador geral do estado
Morreu neste domingo (26) o Dr. Júlio Paulo neto, ele enfrentava uma batalha contra o câncer, o advogado faleceu em casa ao lado da família após metástase.
Advogado inscrito na OAB/PB. Graduou-se em Direito pela Universidade Federal da Paraíba. Foi Promotor de Justiça e Procurador-Geral da Justiça na Paraíba por dois mandatos consecutivos e Corregedor-Geral do Ministério Público. No ano de 2002 foi nomeado Desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba, onde ocupou os cargos de Corregedor-Geral da Justiça, Vice-Presidente e Presidente. Presidiu ainda o Tribunal Regional Eleitoral, após o que voltou à advocacia.
O deputado estadual Trocolli Júnior era amigo pessoal do Dr. Júlio Paulo neto e presta solidariedade a família nesse momento de dor.
O sepultamento do Des. Júlio Paulo Neto será amanhã às 16h, saindo da Morada da Paz para o Cemitério Senhor da Boa Sentença.
Fonte: Polêmica Paraíba - Publicado por: Gerlane Neto

Deputado paraibano é internado às pressas e está na UTI

Deputado estadual Jeová Campos é internado as pressas em Hospital de Cajazeiras e está na UTI


jeova campos walla santos - URGENTE: Deputado estadual paraibano é internado as pressas em Hospital e está na UTI
Deu entrada no Hospital Regional de Cajazeiras na tarde deste domingo (26), o deputado estadual, Jeová Campos (PSB). Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa do HRC, o deputado chegou com desconforto respiratório, e outros sintomas.
Os médicos do Hospital de Cajazeiras avaliaram e foi diagnosticado uma hemorragia digestiva.
Jeová está bem, consciente e orientado. Ele será transferido para o Hospital Santa Terezinha em Sousa, onde fará uma endoscopia para seguir com o procedimento de acordo com o diagnóstico. Após isso, ficará na UTI do mesmo hospital para acompanhamento. A hemorragia foi controlada e cessada.
Fonte: Diário do Sertão - Publicado por: Gerlane Neto