terça-feira, 14 de agosto de 2018

Mandado de prisão de Moro a Lula

Diretor Geral da Polícia Federal diz sobre prisão de Lula: ”Foi o pior dia da minha vida”



Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo publicada neste domingo (12), o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Rogério Galloro, contou que no dia em que o ex-presidente Lula foi preso, Moro o pressionou para que o mandado de prisão fosse cumprido e que 30 agentes do Comando de Operações Táticas (COT) estavam a postos para entrar no Sindicato dos Metalúrgicos.
Logo após ter sua prisão decretada por Moro, Lula permaneceu durante mais de 24 horas na sede do Sindicato, em São Bernardo do Campo (SP), seu berço político.
“Chegou o sábado, Moro exigiu que a gente cumprisse logo o mandado. A missa não acabava mais. Deu uma hora [da tarde] e eles disseram: ‘Ele vai almoçar e se entregar’”, contou Galloro a Andreza Matais, editora da Coluna do Estadão.
O diretor da PF também afirmou na entrevista que, após Lula não ter se entregado na sexta (6 de abril), a PF entrou em contato, no dia seguinte, com a empresa de um galpão ao lado do sindicato, onde 30 agentes do COT estavam prontos para invadir o Sindicato e prender o ex-presidente.
Após a tentativa frustrada de Lula sair do Sindicato para se entregar, Galloro deu um ultimato para que ele se entregasse. “Quando deu 17h30, eu liguei para o negociador e disse: ‘Acabou! Se ele não sair em meia hora nós vamos entrar’. E dei a ordem para entrar. Às 18h, ele saiu”, relatou Galloro sobre o fim da tarde do dia 7 de abril, um sábado, quando Lula foi preso.
Imagem relacionada
No início daquele mês, Moro determinou o início da execução da pena de Lula, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em segunda instância. O juiz responsável pelos casos da Lava Jato havia dado até o fim da tarde de 6 de abril, uma sexta-feira, para que Lula se entregasse à PF. Lula foi para a sede do Sindicato para se encontrar com apoiadores. Após o local ter sido cercado por militantes petistas e simpatizantes do ex-presidente, Lula pernoitou no Sindicato e decidiu ficar até o fim da missa que seria realizada na manhã do dia seguinte, em homenagem à sua falecida esposa, dona Marisa.
O acordado era que Lula saísse em segredo pelos fundos do prédio, mas alguém dentro do Sindicato alertou a multidão que Lula sairia. “Foi um susto. A multidão começou a cercá-lo e eu vi que ali poderia acontecer uma desgraça”, disse o chefe da PF.
Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br

Detalhes sobre prisão de Lula

'Lula está lá de visita, de favor', diz diretor da Polícia Federal sobre prisão do ex-presidente

Rogério Galloro diz que 30 policiais estavam prontos para invadir o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em abril e prender Lula


'Lula está lá de visita, de favor', diz diretor da PF sobre prisão
Na primeira entrevista desde que assumiu o cargo, há cinco meses, o diretor-geral da PF, Rogério Galloro, relata detalhes das negociações para levar o petista a Curitiba naquele sábado, 7 de abril. O número um da polícia se aproximou dos negociadores de Lula: "Acabou! Se não sair em meia hora, vamos entrar". Em seguida, ordenou que os agentes invadissem o prédio no fim do prazo estipulado.
Como foi o episódio da prisão do ex-presidente Lula?
Foi um dos piores dias da minha vida. Quando eles (interlocutores de Lula) pediram detalhes da logística da prisão, nos convenceram de que havia interesse do ex-presidente de se entregar ainda na sexta (6 de abril, prazo dado pelo juiz Sérgio Moro). Acabou o dia e ele não se apresentou. Nós não queríamos atrito, nenhuma falha. Chegou o sábado, Moro exigiu que a gente cumprisse logo o mandado. A missa (improvisada no sindicato) não acabava mais. Deu uma hora (da tarde) e eles disseram: 'Ele vai almoçar e se entregar'.
O sr. perdeu a paciência em algum momento?
No sábado, nós fizemos contato com uma empresa de um galpão ao lado, lá tinha 30 homens do COT (Comando de Operações Táticas) prontos para invadir. Ele (Lula) iria sair em sigilo pelo fundo quando alguém, lá do sindicato, foi para a sacada e gritou para multidão do lado de fora, que correu para impedir a saída. Foi um susto. A multidão começou a cercá-lo e eu vi que ali poderia acontecer uma desgraça. Ele retornou.
Qual era o risco?
Quando tem multidão, você não tem controle. Aquele foi o pior momento, porque eu percebi que não tinha outro jeito. A pressão aumentando. Quando deu 17h30, eu liguei para o negociador e disse: 'Acabou! Se ele não sair em meia hora nós vamos entrar'. E dei a ordem para entrar. Às 18h, ele saiu.
Houve alguma exigência?
Eles pediram para não haver muita exposição, que não humilhasse o ex-presidente, nós usamos tudo descaracterizado. Ele estava quieto o tempo todo, bastante concentrado.
Por que o ex-presidente está na superintendência da PF?
Isso não nos agrada. Nunca tivemos preso condenado numa superintendência. É uma situação excepcional. O juiz Moro me ligou, pediu nosso apoio, ele sabe que não temos interesse nisso. Mas, em prol do bom relacionamento, nós cedemos.
Recentemente, Lula mandou chamar dirigentes do PT para discutir, dentro da superintendência, a eleição presidencial. É um tratamento diferenciado?
Não somos nós que organizamos isso (as regras para visitas), mas o juiz da Vara de Execuções Penais. O Lula está lá de visita, de favor. Nas nossas novas superintendências não vão ter mais custódia. No Paraná, não vamos mexer agora. Só depois da Lava Jato.
O sr. conversou com o ex-presidente na prisão?
Eu estive na superintendência, mas não fui vê-lo. É um simbolismo muito ruim.
O segundo momento tenso para a PF envolveu a ordem de soltar Lula dada pelo desembargador Rogério Favreto e a contraordem de Moro e dos desembargadores Gebran Neto e Thompson Flores, do TRF-4.
Eu estava no Park Shopping, em Brasília, dei uma mordida no sanduíche, toca o telefone. Avisei para a minha mulher: 'Acabou o passeio'.
Em algum momento a PF pensou em soltar o ex-presidente?
Diante das divergências, decidimos fazer a nossa interpretação. Concluímos que iríamos cumprir a decisão do plantonista do TRF-4. Falei para o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública): 'Ministro, nós vamos soltar'. Em seguida, a (procuradora-geral da República) Raquel Dodge me ligou e disse que estava protocolando no STJ (Superior Tribunal de Justiça) contra a soltura. 'E agora?' Depois foi o (presidente do TRF-4) Thompson (Flores) quem nos ligou. 'Eu estou determinando, não soltem'. O telefonema dele veio antes de expirar uma hora. Valeu o telefonema.
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, blindou o delegado da PF Cleyber Malta Lopes ao autorizar a prorrogação do inquérito dos Portos, que investiga o presidente Michel Temer. O sr. tentou trocar o delegado?
Não. Eu estive com o Cleyber antes de me tornar diretor-geral. Depois disso sequer o vi. Houve um momento em que eu coloquei 25 policiais para ajudá-lo. Foi no período anterior à decisão do ministro de prorrogar por mais 60 dias.
Não lhe pareceu um recado o fato de o ministro especificar em sua decisão que o delegado deveria continuar à frente do caso?
Acho que o ministro quis dizer que Cleyber toca bem o caso. Na linha: 'Olhe, não tire ele, não. Se ele entrar de férias, não põe outro no lugar'.
A PF está perseguindo professores da UFSC que fizeram protestos contra agentes da operação que investigou o ex-reitor Luiz Carlos Cancellier?
Depois que o reitor se suicidou, uma situação terrível, começou um movimento de muita crítica às autoridades que participaram da investigação, a delegada, a juíza, o corregedor da universidade. Foram colocadas fotos deles dizendo: 'autoridades que cometeram abuso de poder e mataram o reitor'. E essa faixa é exposta toda vez que fazem uma manifestação. E essas autoridades se sentiram ofendidas.
Houve necessidade de abertura de inquérito?
É a mesma coisa de colocar, por exemplo, a foto de servidores e dizer: 'Esses indivíduos estupraram alguém'. É uma acusação seríssima. E esses indivíduos, cada vez que saem da oitiva, dizem que estão sendo perseguidos. Não é uma investigação contra a universidade. É de crime contra a honra.
Mas o inquérito não pode ser uma forma de censura?
Tem outros meios de protestar que não acusar uma autoridade de abuso.
O sr. é um gestor, um técnico. Como evitar que o próximo presidente nomeie um delegado amigo para a diretoria da PF?
Tem policial com viés político. E isso é legal. Mas será que um desses, se tornando diretor-geral, é bom para a instituição? A gente teve um exemplo recente que se provou que não é. Se o gestor não tiver legitimidade interna, ele não consegue permanecer. Eu não tenho influência nas investigações. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Notícias ao Minuto

Tragédia

Casal de jovens morre ao cair com carro em riacho em estrada vicinal


content 9e977986 2187 49f1 9124 32186be9cc8d 1 - TRAGÉDIA: Jovens morrem ao cair com carro em riacho
Dois jovens, um rapaz de 22 e uma garota de 20, morreram após o carro onde estavam cair em um rio em uma estrada vicinal que tem acesso pelo quilômetro 122 da rodovia Padre Guilherme Howell (SP-79), em Piedade (SP), na tarde deste domingo (12).
Conforme o Corpo de Bombeiros, as vítimas foram resgatadas com vida, mas não resistiram durante atendimento no hospital da cidade.
Segundo o G1, o avô da menina chegou a pular no riacho para tentar salvar a neta.
De acordo o boletim de ocorrência, a idoso esperava a neta, Milena Leite Rocha, na Rodovia Padre Guilherme Howell (SP-79). Quando o veículo passou pelo local onde ele estava, o idoso ligou para a neta avisando que eles tinham perdido a entrada correta.
O condutor do carro, Guilherme Rafael Figueira Motta, começou a dar marcha à ré para voltar ao lugar combinado. Quando ele chegou à beira do rio, o carro saiu da estrada de terra e caiu no riacho com as rodas para cima.
Em depoimento, o avô disse que correu e pulou para salvar a neta. Testemunhas que estavam próximas também fizeram o mesmo.
Acionado, o Corpo de Bombeiros chegou ao local e fez os primeiros socorros. Ela foi levada para o hospital, mas não resistiu.
Rafael também foi retirado do veículo por pessoas que ajudaram no resgate. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) mas, apesar das tentativas de reanimação, também morreu.
As causas das mortes, segundo o G1, foi parada respiratória por afogamento.
Fonte: papo tv - Publicado por: Suedna Lima 

Mulher do ex-goleiro Júlio César posa de fio dental

Susana Werner posa de fio dental em Búzios, no Rio de Janeiro, e é elogiada pelos fãs

A ex-modelo viajou com o marido e os filhos


Susana Werner posa de fio dental em Búzios e é elogiada
Na legenda, a ex-modelo de 41 anos se despedia do lugar. "Até breve, Búzios. Praia da Ferradura", disse.
Susana viajou para Búzios com o marido, o ex-goleiro Julio César, e os dois filhos Giulia e Cauet. 
Fama ao Minuto

"Mentiras de uma ex-funcionária amargurada"

Demitida da adminisração Tromp, ex-funcionária revela bastidores da Casa Branca


A ex-funcionária trabalhou na administração Trump entre janeiro de 2017 e janeiro de 2018, antes de ser demitida. Mas os dois já se conheciam, pois Omarosa participou do reality show The Apprentice, quando o programa era apresentado pelo atual chefe da Casa Branca.
No livro, a autora descreve Trump como machista, intolerante e, principalmente de racista. Omarosa, que era uma das únicas funcionárias afro-americanas no alto escalão do governo, revela que o presidente usou várias vezes, durante as gravações de programa de televisão, a palavra “nigger“, expressão altamente pejorativa nos Estados Unidos. A ex-conselheira disse que o chefe da Casa Branca nunca pronunciou o insulto em sua presença, mas que foi informada por colegas e ouviu gravações que confirmam as declarações. “Quando Trump fala assim, isso confirma que ele é realmente racista”, afirma a autora do livro.
Convidada durante o fim de semana do programa de televisão Meet The Press no canal NBC, Omarosa deu vários detalhes sobre sua demissão. Ela conta que gravou escondida uma conversa que teve com o chefe do gabinete de Trump, John Kelly, na qual o superior hierárquico se recusa a explicar os motivos da demissão. A Casa Branca respondeu dizendo que trata-se apenas de mentiras de uma ex-funcionária amargurada após ter sido licenciada.
Já Trump foi além, chamando a Omarosa de “crápula” e “louca”. “Ela foi demitida três vezes no The Apprentice e agora foi demitida mais uma vez. Ela nunca vai conseguir nada. Me suplicou pedindo um emprego e eu a contratei. Mas o pessoal da Casa Branca a detestava. Ela era feroz, mas não era inteligente”, escreveu o presidente. “Eu não a via nunca, mas ouvia comentários negativos”, completou.
Nessa segunda-feira (13), o programa Today do canal NBC divulgou uma gravação, na qual Trump afirma que não sabia que a conselheira havia sido demitida, e expressa pesar pela notícia. “Omarosa, o que está acontecendo? Acabo de ver as notícias de que você está pensando em sair? O que aconteceu?”, questiona Trump durante conversa com a ex-funcionária, aparentemente sem saber que ela já havia sido demitida. “Ninguém me disse”, completa o presidente. “Você sabe que eles comandam uma grande operação, mas eu não sabia (…) Não gosto que você vá embora”.
Além de mostrar um presidente que tem um conhecimento reduzido do que acontece dentro da Casa Branca – ou que está disposto a mentir para evitar um confronto –, o episódio levanta a questão da segurança e da confidencialidade das reuniões com Trump. Afinal, todas as gravações divulgadas até agora foram feitas dentro da “Situation room”, sala de crise da Casa Branca, onde teoricamente os aparelhos eletrônicos são proibidos.
rfi

Transformação do Planeta Vermelho para receber humanos

Planos ambiciosos: Saiba como será a transformação de Marte para receber humanos

Ideia inicial é estabelecer bases simples com elementos modulares, como conteineres, enviados da Terra

Saiba como será a transformação de Marte para receber humanos
A Nasa e iniciativas privadas, como a SpaceX, acreditam que Marte será habitado por humanos dentro de 20 a 30 anos. Para que isso seja possível, existem planos ambiciosos para uma rápida transformação do Planeta Vermelho.
A ideia inicial é estabelecer bases simples com elementos modulares, como conteineres, enviados da Terra. Como explica o G1, estas estruturas deverão fornecer água, oxigênio e calor, além de terem uma blidagem reforçada, pois Marte não tem campo magnético.
O nosso planeta tem um campo magnético que, apesar de não ser 100% eficiente, ajuda a defletir partículas solares e raios cósmicos que podem causar danos ao DNA quando absorvidos pelo corpo humano. Marte também não tem proteção contra os raios UV do Sol, pois não possui uma camada de ozônio como a Terra.
Essas bases devem se tornar pequenas vilas e, posteriormente, cidades protegidas por redomas que consigam manter condições de habitabilidade iguais às da Terra.
Outra ideia, denominada de terraformação, quer deixar Marte com as mesmas condições de habitabilidade da Terra, iniciando com a criação de uma atmosfera, que aumentará a pressão atmosférica e manterá a água em estado líquido.
Como explica a publicação, mesmo que a temperatura seja alta para a água descongelar, com a atual pressão atmosférica de Marte (menos de 1% da pressão atmosférica terrestre) o gelo não derrete, ele passa direto de sólido para vapor, em um processo de sublimação.
Para aumentar a densidade de pressão da atmosfera e disparar o processo de aquecimento global através do efeito estufa, os cientistas planejam liberar o gás carbônico preso sobretudo nas calotas polares sob a forma de gelo seco.
Tanto o efeito estufa quando o aquecimento global são normalmente associados à degradação do meio ambiente, mas, na verdade, são elementos importantes para a manutenção da vida, desde que estejam regulados.
Com água em estado líquido, lagos e mares poderiam se formar e algas e bactérias poderiam converter o gás carbônico em oxigênio, como aconteceu com a Terra. Plantas poderiam ajudar na terraformação.
Os pesquisadores não sabiam, no entanto, se o gás carbônico é suficiente para promover todo esse processo. Em um artigo publicado na revista "Nature Astronomy", os autores do trabalho, Bruce Jakosky e Cristopher Edwards, esclarecem que não há gelo seco suficiente nas calotas polares para fazer a atmosfera marciana atingir a pressão mínima para manter a água no estado líquido.
Jakosky e Edwards acharam uma possível solução: vaporizar o gelo seco e os claratos dos polos, que podem aprisionar moléculas de água e gás carbônico. Feito isto, eles calculam que a atmosfera de Marte possa se tornar habitável.
Os dois cientistas da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, resolveram então incluir rochas, minerais que estão um pouco abaixo da superfície, além da areia que cobre Marte. Assim, a pressão conseguiria atingir níveis muito altos.
De acordo com o estudo, apenas se as rochas profundas no subsolo do planeta todo liberarem o carbono aprisionado é que a pressão atingiria o valor necessário para impedir que a água se evapore ao descongelar. Esse valor é o equivalente à pressão atmosférica ao nível no mar na Terra.
A ideia então é aquecer as calotas polares, fazendo os claratos liberarem água e gás carbônico. Para liberar o gás do carbono aprisionado no subsolo não muito profundo, seria necessário aquecer as rochas a uma temperatura de 300ºC. O que nunca ocorreria naturalmente, sendo necessário um alto investimento de energia e, mesmo assim, não chegaria nem perto.
Segundo os pesquisadores, há uma forma de produzir toda essa energia. Para tanto, seria necessário desviar pequenos asteroides de suas órbitas para colidir com Marte. A energia do impacto esquentaria as rochas e resolveria o problema.
Em resumo, a terraformação de Marte não é possível com as tecnologias existentes. O que significa que os colonizadores do Planeta Vermelho precisarão viver confinados em módulos durante muito tempo.
TECHAOMINUTO

Viagem em direção aos limites do Sistema Solar

Sonda da Nasa encontra 'parede' nos limites do Sistema Solar

Agência espacial norte-americana deve receber novas informações em breve

Sonda da Nasa encontra 'parede' nos limites do Sistema Solar
A sonda New Horizons continua a sua viagem em direção aos limites do Sistema Solar e, de acordo com dados recebidos pela Nasa, a sonda parece ter encontrado uma "parede" no seu caminho. A indicação é dada pela consistência de hidrogênio, semelhante à da missão Voyager, que aconteceu há 30 anos.
Os investigadores notaram a barreira ao tirar uma fotografia ultravioleta de 360º para detectar as emissões em volta da New Horizons, similar à detectada em missão anterior. Ainda que as informações iniciais sejam promissoras.
“Notamos que há alguma coisa lá fora, uma fonte extra de luminosidade. Se tivermos a oportunidade, com a New Horizons talvez consigamos ter uma imagem”, contou ao autor do estudo, Randy Gladstone, em conversa com o Gizmodo.
Notícias ao Minuto
© NASA / JPL-Caltech - TECHAOMINUTO

Lucélio Cartaxo registra candidatura

Pré-candidato ao Governo do Estado pelo PV, Lucélio registra candidatura nesta terça-feira


O pré-candidato ao Governo do Estado pelo PV, Lucélio Cartaxo, registra sua candidatura às 12h desta terça-feira (14), no edifício-sede do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), em João Pessoa.
Ao lado de Lucélio, estarão a pré-candidata a vice-governadora, Micheline Rodrigues (PSDB), e os pré-candidatos ao Senado, Daniella Ribeiro (PP) e Cássio Cunha Lima (PSDB).
Até esta segunda-feira (13), o TRE recebeu os registros de candidaturas de João Azevêdo (PSB), José Maranhão (MDB) e Tárcio Teixeira (PSOL).
MaisPB

Prazo para registro de candidaturas

Eleições 2018: prazo para registro de candidaturas termina nesta quarta-feira

Campanha nas ruas começa na quinta-feira (16)

Eleições 2018: prazo para registro de candidaturas termina nesta quarta
Com o início das campanhas, fica permitido aos candidatos: realizar comícios; carreatas; distribuir material gráfico; fazer propaganda na internet (desde que não paga), cita o 'G1'.
Lula
O PT deve registrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba, até esta quarta-feira (15). A candidatura do petista será questionada na Justiça, pois a Lei da Ficha Limpa considera inelegível quem for condenado por órgão colegiado, como é o caso do ex-presidente.
Mudanças no TSE
A ministra Rosa Weber vai assumir a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (14) e deve ditar as regras durante as eleições.
Calendário eleitoral
15/8 - Limite para os partidos e as coligações apresentarem junto à Justiça eleitoral o requerimento de registro de candidaturas.
16/8 - Passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral, como comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e propaganda na internet (desde que não paga), entre outras formas.
31/8 - Início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
9/9 - A primeira parcial da prestação de contas deve ser enviada para a Justiça Eleitoral.
17/9 - Data limite para a Justiça julgar todos os pedidos de registro de candidatos que vão concorrer ao pleito.
22/9 - A partir desta data, nenhum candidato pode ser detido ou preso, salvo em flagrante delito.
2/10 - Nenhum eleitor pode ser detido ou preso a partir desta data, salvo em flagrante delito, em caso de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.
4/10 - Data-limite para a realização de debates no rádio e na televisão. Também termina a propaganda política feita através de comícios.
6/10 - Data-limite para a distribuição de material gráfico e promoção de caminhadas, carretas, passeatas ou carros de som. Também é o último dia para o TSE divulgar comunicados e instruções ao eleitorado.
7/10 - Primeiro turno das eleições.
28/10 - Segundo turno das eleições.
Notícias ao Minuto

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Atitude inesperada

Bruna Marquezine esnoba Anitta no Instagram e debocha da cantora


Bruna Marquezine tomou uma atitude inesperada ao curtir uma crítica contra a cantora Anitta. Sua atitude, no entanto, foi vista como um deboche, ainda mais porque, recentemente, a atriz chegou a ultrapassar a quantidade de seguidores da cantora no Instagram.
Hoje, Bruna é a brasileira mais seguida da rede social, com 30,5 milhões de fãs, enquanto a concorrente está com 30,1. Na crítica, o Portal Celebrities juntou vários comentários detonando a cantora pela sua atitude no show em Cocoal, Rondônia, com uma péssima apresentação.
Anitta cantou sem ânimo, com cara feia e esbanjou antipatia no local, sem sequer atender os fãs após o evento. Bruna Marquezine então não pensou duas vezes e deixou lá o seu like. Os fãs, que estão de olho em tudo, perceberam e não deixaram de comentar.
ENTENDA O CASO
Anitta se apresentou na noite da última sexta-feira, 10 de agosto, em Cacoal, em Rondônia, e causou muita confusão, de acordo com o presidente do evento. Em nota de repúdio no Instagram, Jonas Góes falou sobre a postura da jovem diante da 20ª Expoac.
“As dificuldades do dia de ontem se iniciaram já durante a tarde. Em contato com a assessoria da cantora já há mais de uma semana, na tarde desta sexta-feira (10), a assessoria de imprensa da ARCA foi informada que a cantora atenderia apenas uma emissora de TV, obrigando a Associação a negar o acesso às demais. A Associação Rural de Cacoal construiu ao longo de 20 anos de história um elo de parceria e companheirismo com a imprensa local, motivo pelo qual não poderia dar preferência a uma ou outra emissora específica. Assim, sem possibilidade de negociação e para não discriminar nenhuma emissora de TV da região, nossa assessoria optou por não realizar entrevistas no camarim pois para a ARCA nenhum parceiro é mais importante do que outro”, iniciou ele.
“Ao chegar no camarim, na noite do show, a cantora entregou 15 pulseiras ao Presidente da Associação informando que atenderia somente 15 pessoas após o show. Com as pulseiras em mãos o Presidente solicitou que, conforme todo artista que se apresentou no palco da EXPOAC em 20 anos de história, a cantora atendesse às pessoas com deficiência ou necessidades especiais, o que foi prontamente negado pela produtora de nome “Amanda”. A decepção tomou conta não apenas dos portadores de deficiência, mas de toda diretoria. Mas o show tinha que acontecer, pois cerca de 12 mil pessoas aguardavam na arena”, afirmou Jonas em mais um trecho da nota.
A esposa do empresário Thiago Magalhães se manifestou e respondeu. Anitta publicou fotos em seu Facebook onde aparece atendendo diversos fãs na Expoac, inclusive os deficientes.
Otvfoco

Saque do PIS/Pasep começa nesta terça-feira para trabalhadores de todas as idades

Resgate do PIS/Pasep começa a partir de amanhã e prazo ficará aberto até 28 de setembro


A partir desta terça-feira (14), trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) poderão sacar seus recursos. O prazo ficará aberto até 28 de setembro.
Desde o dia 8 de agosto, o crédito para correntistas da Caixa e do Banco do Brasil está sendo feito automaticamente. A partir de amanhã, todas as pessoas poderão sacar os recursos corrigidos. A partir de 29 de setembro, só será possível receber as quantias dos dois fundos nos casos previstos na Lei 13.677/2018.
Para saber o saldo e se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sites do PIS e do Pasep. Para os cotistas do PIS, também é possível consultar a Caixa Econômica Federal no telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No caso do Pasep, a consulta é feita ao Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 ou 0800-729-0001.
Têm direito ao saque as pessoas que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988. As cotas são os recursos anuais depositados nas contas de trabalhadores criadas entre 1971, ano da criação do PIS/Pasep, e 1988.
Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Até 2017, o saque das cotas era permitido quando o trabalhador completasse 70 anos, em caso de aposentadoria e em outras situações específicas. Desde o ano passado, o governo federal flexibilizou o acesso e até setembro pessoas de todas as idades podem retirar o dinheiro.
Em julho, o pagamento foi suspenso para o cálculo do rendimento do exercício 2017-2018. Na primeira etapa do cronograma, encerrada no dia 29 de junho, 1,1 milhão de trabalhadores fizeram o saque, retirando uma soma de R$ 1,5 bilhão.
Agência Brasil

Suspeito de extorquir mulher é preso em João Pessoa

Homem foi preso por tentar extorquir mulher para não vazar fotos íntimas dela


Central de Polícia, em João Pessoa
Um homem foi preso na tarde desta segunda-feira (13) suspeito de extorquir uma mulher para que não fossem divulgas fotos íntimas da vítima. O rapaz estava no Centro Comercial de João Pessoa quando foi detido.
De acordo com a Polícia, a mulher teve o celular roubado e o rapaz havia pedido que ela desse a senha do aparelho. Ao chegar em casa, o homem foi conferir o que tinha no telefone e encontrou imagens íntimas.
Em seguida, ele conseguiu telefonar para moça e exigir que ela desse dinheiro para que as fotos não fossem divulgadas, a extorsão chegou até R$ 1 mil.
A vítima procurou a Delegacia, prestou queixa e a polícia conseguiu prender o acusado.
MaisPB

Solteiro mais uma vez

Dançarina fala sobre fim de namoro com o funkeiro Nego do Borel e faz pedido


O cantor e ator Nego do Borel está solteiro mais uma vez! Após um ano e meio de namoro com Ju Schiavi, o rapaz decidiu colocar um ponto final no relacionamento e agora curte a vida sem a aliança. Nego anunciou Júlia como sua namorada em março do ano passado, mas os dois já estavam se relacionando bem antes.
Na internet, a dançarina se pronunciou sobre o término. “Em respeito aos nossos seguidores, eu e o Nego do Borel não estamos mais juntos! Peço apenas, de coração, que respeitem! Obrigada!”, escreveu ela em um story do Instagram.
No Carnaval deste ano, eles já haviam se separado, e até se excluído das redes sociais. Na ocasião, ela explicou porque deletou tudo do cantor. “Sempre fui assim com relacionamentos. Apago todas as fotos, faço a pessoa parar de me seguir (meu Instagram é bloqueado). E paro de seguir o próprio. Acho que se acabou, acabou. Não tem por que um ficar com as fotos ali pra alguns que ainda não se atualizaram achar que ainda existe algo”, publicou.
Desta vez, os dois não pararam de se seguir e nem apagaram as fotos juntos, por enquanto.
BEIJO POLÊMICO
Nego do Borel ainda está gerando enorme burburinho nas redes sociais e na imprensa após protagonizar um beijaço na boca no clipe ‘Me Solta’, divulgado na segunda-feira, 09 de julho. Jonathan Dobal, modelo e assistente de palco, foi o escolhido para viver o momento.
Nego havia escolhido outro homem para dar o beijo, mas não conseguiu. Felipe Titto, ator global, foi chamado e topou, mas na última hora não conseguiu aparecer nas gravações. Alguns apontaram uma proibição vinda da TV Globo, já que Titto figura entre os galãs da emissora e não pode se envolver em polêmicas na vida pessoal ou em trabalhos fora do canal carioca.
Mas o ator garantiu que não houve proibição nenhum e que apenas não pode aceitar. Agora, de acordo com informações do jornalista Leo Dias, chega a notícia de que antes mesmo de pensar em Titto, Nego cogitou beijar outro galã da Globo na boca. O eleito, no primeiro momento, foi Henri Castelli. O funkeiro chegou a ligar para o bonitão, mas a emissora carioca vetou a negociação.
Otvfoco