quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Mais uma condenação de Lula

Ex-presidente é condenado por prestar informações falsas à Justiça e terá de pagar indenização de R$ 1 mil


Lula é condenado por prestar informações falsas à Justiça
O petista terá de pagar R$ 1 mil por litigância de má-fé, de acordo com informações do portal G1. Ele alegava ter havido abuso de autoridade, cometido pela prefeitura do município, que mandou embargar a construção de sua “unidade residencial para lazer”.
"O imóvel está localizado em zona urbana; é imperiosa a necessidade do alvará de obras e compete ao município o licenciamento ambiental. Requer a denegação da segurança, juntando documentos", diz a sentença.
O juiz ainda argumentou que Lula “assegurara” em seu projeto que as obras não demandariam movimentação de terra, “o que não correspondeu à verdade”. A defesa do ex-presidente nega a acusação e diz que vai recorrer.
Notícias ao Minuto

Cadê os senadores que não foram reeleitos?

Políticos não reeleitos ‘desaparecem’ e Senado Federal sofre para conseguir quorum


naom 5bc773fc97b80 - Não reeleitos ‘desaparecem’ e Senado sofre para conseguir quorum
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, tem sofrido para conseguir quorum no plenário. O motivo, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal ‘O Globo’, é que boa parte dos senadores não reeleitos “desapareceram” da Casa após o resultados das eleições deste ano.
Na terça-feira (16), por exemplo, a votação da indicação do defensor público federal de Santa Catarina quase não aconteceu.
Fonte: Notícias ao Minuto - Publicado por: Larissa Freitas

Fim dos carros movidos a gasolina e diesel no Brasil

Proibição de venda de veículos a gasolina e diesel a partir de 2030 avança no Senado

Medida é necessária para reduzir o aquecimento global, diz senador Telmário Mota (PTB-RR), autor do projeto de lei.


engarrafamento iguatemi - Proibição de venda de carros a gasolina a partir de 2030 avança no Senado
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (16) uma proposta que proíbe a venda de veículos movidos a gasolina e diesel gradualmente a partir de 2030 até chegar a zero em 2060.
O Projeto de Lei do Senado 304/2017 ainda será analisado pela Comissão de Meio Ambiente (CMA). Se for aprovado, segue direto para a Câmara dos Deputados, se não houve pedido para para ser analisado no plenário do Senado.
“O que nós estamos fazendo aqui é a marcha do tempo que vai levar a substituição de combustível fóssil por fontes renováveis de energia”, afirmou o relator do texto na CAE, senador Cristovam Buarque (PPS-DF). De acordo com ele, Alemanha, Inglaterra e outros países europeus têm prazos ainda mais curtos para a mudança.
Em seu relatório, o parlamentar defende o uso de carros elétricos e uma transição da indústria pela produção de carros híbridos abastecidos com etanol. “De acordo com dados apresentados em estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) sobre carros elétricos, o setor de transportes é responsável por 15% das emissões de gases de efeito estufa – GEE no mundo”, diz o texto.
Segundo a proposta, a venda desse tipo de veículo deverá ser limitada a 90% a partir de 1º de janeiro de 2030. O percentual cai para 70% em 2040; 10% em 2050 e chega a zero em 2060. A vedação não se aplica a veículos movidos exclusivamente por biocombustíveis.
Autor do projeto, o senador Telmário Mota (PTB-RR) afirma que a medida é necessária para reduzir o aquecimento global. “Ademais, contribuirá para a redução de doenças causadas pela poluição atmosférica, especialmente em crianças e idosos, nos grandes centros urbanos”, escreveu na justificativa da proposta.
O texto diz ainda que a frota brasileira de veículos passou de pouco menos 32 milhões, em 2001, para mais de 93 milhões de veículos, em 2016, segundo dados da Confederação Nacional do Transporte (CNT).
Em enquete no site do Senado, 18 votos são a favor e 2 contra. Já o Projeto de Lei do Senado n° 304, de 2017, proposta similar, conta com 2.451 apoios e 1.783 votos contra. O texto, de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI) estabelece a vedação da partir de 2040 e aguarda para ser votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Fonte: Huffpost Brasil - Publicado por: Alana Yaponirah 

Destino de Temer parece ser Curitiba: o mesmo de Lula

Polícia Federal vê indícios de que Michel Temer recebeu R$ 5,9 milhões em propina


naom 5bad44ce0ffc8 - PF vê indícios de que Temer recebeu R$ 5,9 milhões em propina
O relatório final da Polícia Federal vê indícios de que o presidente Michel Temer (MDB) recebeu diretamente R$ 5,9 milhões de propina no setor portuário.
De acordo com o texto, assinado pelo delegado Cleyber Malta Lopes, os valores teriam sido pagos pela Rodrimar, pelo grupo J&F e pelo grupo Libra, em doações oficiais e em dinheiro vivo.
A PF afirma que “o setor portuário sempre foi área de influência e interesse do MDB e do presidente” e por isso as indicações até hoje são feitas pelo partido.
O relatório da polícia aponta que o coronel João Baptista Lima Filho é o intermediador do emedebista há pelo menos 20 anos.
A PF enviou nesta terça (16) ao STF (Supremo Tribunal Federal) o indiciamento do presidente e mais dez pessoas. O relator do caso é o ministro Luís Roberto Barroso. O Ministério Público é quem tem competência para fazer a denúncia.
A polícia pediu a prisão de quatro investigados, entre eles, o coronel Lima. Eles estão impedidos de deixar o país.
No relatório, que tem quase 900 páginas, Malta Lopes descreve que havia uma engenharia financeira para a lavagem de dinheiro, à disposição principalmente de Temer, que funciona há pelo menos 20 anos.
O delegado coloca em dúvida, no entanto, que os donos sejam os que aparecem no papel, Lima e seu sócio, Carlos Costa.
“Lima e Costa criaram uma dezena de outras empresas, já identificadas, utilizando-se da estrutura oficial da Argeplan, visando transferência de recursos ou patrimônio, de forma oculta ou dissimulada e em benefício próprio e de terceiros. Numa engenharia que tem servido para lavagem de dinheiro, posta principalmente a disposição do Senhor Michel Temer, ao longo dos últimos 20 anos”.
Aberto em 2017, o inquérito buscava esclarecer se Temer recebeu, por meio do militar aposentado, propina em troca da edição de um decreto que teria beneficiado companhias que atuam no porto de Santos.
A medida assinada por Temer permitiu ampliar de 25 para 35 anos os prazos dos contratos de concessões e arrendamentos no porto firmados após 1993.
Outro ponto do relatório da PF é uma reforma realizada na casa da filha do emedebista, entre 2013 e 2015. Conforme a Folha de S.Paulo revelou em abril, a mulher do coronel, Maria Rita Fratezi, pagou em dinheiro vivo despesas da obra do imóvel de Maristela Temer.
Os indiciados pela PF são: Michel Temer, sua filha, Maristela Temer, Rodrigo Rocha Loures, seu ex-assessor, Antonio Greco, ex-diretor da Rodrimar, Ricardo Mesquista, também da Rodrimar, Gonçalo Torrealba, diretor do grupo Libra, o coronel João Baptista Lima Filho e sua mulher, Maria Rita Fratezi, amigos de Temer, Carlos Alberto Costa e seu filho, diretor da Argeplan, e Almir Ferreira, contador da Argeplan.

Fonte: Noticias ao Minuto - Publicado por: Suedna Lima

Homenagem a Chiquinha Gonzaga

Compositora Chiquinha Gonzaga é lembrada pelo Google no dia de seu aniversário


download 1 4 - Chiquinha Gonzaga é lembrada pelo Google no dia de seu aniversário
É difícil encontrar um brasileiro que nunca tenha cantado a música “Ó abre alas, que eu quero passar…” em um carnaval por aí (ouça a música abaixo). Nesta quarta (18) a compositora e maestrina carioca Chiquinha Gonzaga, a autora desta marchinha de carnaval, foi homenageada hoje pelo Google relembrando a data em que completa 171 anos do seu nascimento.
Chiquinha Gonzaga destaca-se na história da cultura musical brasileira por ser a criadora da primeira marcha de carnaval do país, a primeira pianista de choro e a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil. Chiquinha começou sua carreira na música por volta de 1877 e despontou com a marcha “Ó Abre Alas” em 1899. Em 1934, aos 87 anos, escreveu sua última composição, a partitura da peça “Maria”.
Francisca Edwiges Neves Gonzaga, nasceu em 17 de outubro de 1847, no Rio de Janeiro e faleceu em 28 de fevereiro de 1935. Sua obra é tida como referência até hoje, sendo retratada como personagem no cinema e na televisão. 
Veja na playlist abaixo algumas das músicas de Chiquinha Gonzaga:



Fonte: G1 - Publicado por: Larissa Freitas

Dia da Música Popular Brasileira

Nesta quarta-feira é comemorado o Dia da Música Popular Brasileira

Data homenageia Chiquinha Gonzaga, primeira compositora oficial do país

Dia da Música Popular Brasileira 300x200 - Hoje é comemorado o Dia da Música Popular Brasileira
Não importa qual seja a sua idade, em algum momento da sua vida, você já deve ter escutado um trechinho da marchinha de carnaval, intitulada de Ó Abre Alas, composta por Francisca Edwiges Neves Gonzaga, mais conhecida como Chiquinha Gonzaga. E graças a ela, hoje (17.10), é comemorado o Dia da Música Popular Brasileira.
Chiquinha nasceu em 17 de outubro de 1847 e, por esse motivo, em 9 de maio de 2012, foi sancionada a Lei nº 12.624 que oficializou a data como o Dia da MPB. Além de ser a primeira compositora oficial da música popular brasileira, ela também foi pianista, regente, fundadora da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais e inspiração para outros grandes nomes da MPB, como Elis Regina, Chico Buarque e Caetano Veloso.
A música popular brasileira resulta de um conjunto de manifestações culturais de influência indígena, africana e europeia. A década de 60 é considerada um período de ebulição para esse estilo musical. Foi nesse momento que passou a coexistir o samba, o jazz, a Bossa Nova, e outros ritmos; período que compositores e intérpretes passaram a contestar o regime militar. A sigla MPB foi popularizada como um movimento próprio de contestação social e política.
Amor pela composição
Alef de Brito Protasio, de 21 anos, começou sua trajetória na música há 8 anos. Hoje, assim como Chiquinha Gonzaga, ele ama a arte da composição e já assinou em média, 40 músicas. Autodidata, ele começou a tocar violão sozinho e dedicava de 4 a 6 horas por dia quando ainda estava aprendendo e conhecendo o novo instrumento. “Quando fui me aperfeiçoando no violão, senti a necessidade de fazer coisas novas e quis me expressar através das palavras”, conta.
Além de cantar e compor, Alef também é estudante de Publicidade e Propaganda e, quando era mais novo, também levava o título de menino do violão. “Meu violão estava 24 horas comigo. Com essa notoriedade, eu era chamado para tocar nos eventos do colégio e em concertos”. As primeiras composições do futuro publicitário começaram com as paródias no colégio e, aos 14 anos, ele fez sua primeira música autoral.
A composição entrou na vida de Alef como um hobby e, apesar de já ter escrito algumas músicas, só esse ano começou a enxergar o dom profissionalmente. “Estou criando um projeto de divulgação. Esse é um mercado um pouco fechado, mas estou buscando conquistar”. Os ritmos musicais que Alef mais se identifica são o sertanejo e o arrocha, mas ele também têm algumas composições de pagode, MPB e outros estilos.
Em relação aos desafios da área, Alef citou que a profissão de compositor é muito complexa, principalmente, nas formas de remuneração. “Esse fator depende muito do acordo entre o compositor, cantor e da arrecadação do Ecad – direitos autorais. Na minha opinião, o mercado musical passa por uma crise. Tudo é bastante efêmero, temporal, as pessoas enjoam muito rápido das músicas e dos artistas. Isso é consequência da produção em massa”, avalia.
Trabalhar com música sempre foi o seu sonho? Saiba que com a ajuda de programas como o Educa Mais Brasil, você pode realizar esse desejo. O programa educacional oferta bolsas de estudo de até 70% para você ter a oportunidade de começar uma graduação. Se interessou? Acesse o site do Educa Mais Brasil e confira todas as oportunidades disponíveis na sua região.

Fonte: Ascom Educa Mais Brasil - Créditos: Bárbara Maria - Publicado por: Érika Soares 

Sorvete especial capaz de aliviar sintomas da quimioterapia

Conheça o sorvete especial que ajuda a aliviar os efeitos colaterais da quimioterapia


alx sorvete original1 - Conheça o sorvete que ajuda a aliviar os sintomas da quimioterapia
Uma equipe de nutricionistas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desenvolveu um sorvete especial capaz de aliviar os efeitos colaterais da quimioterapia – náuseas, vômito, feridas na boca, aftas, lesões na mucosa e sensação de boca seca. Além disso, atende as necessidades nutricionais dos pacientes que, por causa do tratamento, apresentam redução do apetite e perda de peso.
A equipe realizou extensa pesquisa sobre as necessidades dos pacientes com o intuito de criar um alimento economicamente viável e prático para o hospital e capaz de amenizar os efeitos colaterais mais comuns do tratamento quimioterápico. A ideia inicial era preparar geladinhos caseiros, mas uma fabricante de sorvetes de Florianópolis (SC) se interessou pelo produto e resolveu produzi-lo. O sorvete ainda atende os principais desejos alimentares dos pacientes: frutas, sucos e sorvetes.
“O principal objetivo da criação desse produto é proporcionar aos pacientes o consumo de um alimento saboroso e nutritivo, que contemple não apenas a questão nutricional, pois ele tem alta densidade energética e é fonte de fibras e de proteínas, mas que também seja saboroso – considerando que durante o tratamento o paladar encontra-se alterado e são inúmeras as queixas de falta de apetite -, que contribua com a redução dos efeitos colaterais da quimioterapia e proporcione um tratamento mais humanizado”, explica disse Paloma Mannes, especialista em Saúde com Ênfase em Alta Complexidade, à BBC.
Segundo o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), durante o tratamento contra o câncer, os pacientes podem seguir uma série de recomendações que ajudam a aliviar os sintomas da quimioterapia, como ingerir alimentos gelados ou em temperatura ambiente, além de beber sucos e chupar gelo ou picolé de frutas cítricas (quando não houver feridas na boca) nos intervalos das refeições.
Valor nutricional
Os ingredientes utilizados na composição do sorvete são diferentes dos convencionais. Na receita, as pesquisadoras adicionaram açúcar orgânico (a polidextrose é uma fibra solúvel que ajuda a regular a digestão e a flora intestinal), proteína isolada de soro do leite (whey protein) e azeite de oliva sem sabor.
Em entrevista à BBC, Francilene Gracieli Kunradi Vieira, orientadora do trabalho de conclusão de residência (TCR) de Paloma, a combinação de ingredientes resultou em um alimento altamente calórico (assim como os sorvetes tradicionais) que consegue ser fonte de proteína de alto valor biológico e fibra, além de ter baixo teor de gordura total, sem gordura trans, glúten ou lactose. O sorvete está disponível nos sabores morango, chocolate e limão, por serem mais populares.
Apesar de ter sido criado em 2017, todo o processo de desenvolvimento e análise de aceitação sensorial levou um ano.
Análise sensorial
Para investigar a aceitação do produto, a equipe recrutou 138 participantes (30 pacientes em quimioterapia e 108 consumidores saudáveis. Cada provador recebeu uma amostra dos três sorvetes para os quais deveriam atribuir notas a partir de uma escala sensorial que variava de 1 a 7 pontos. Para aprovação era necessário que pelo menos 75% dos participantes dessem notas acima de 5 (valor que indicava aceitação). De acordo com Francilene, os resultados foram positivos, e os três sabores obtiveram uma média que variou de 77% a 98% de aprovação.
“Esse resultado está possivelmente associado ao fato de que o sorvete faz parte de um repertório alimentar reconhecido e apreciado pela população. Por isso, ele representa uma possibilidade terapêutica promissora, tanto na prevenção como na recuperação do estado nutricional de indivíduos doentes, e também para a população em geral que prefere uma versão saudável do produto”, explicou.

Fonte: VEJA - Publicado por: Larissa Freitas

Pesquisa preocupa amantes de cerveja em todo o mundo

Mudanças climáticas podem reduzir produção de cerveja, diz pesquisa publicada por renomada revista científica

Possível escassez de bebida é ‘alarmista’, segundo associação brasileira.


giphy - Mudanças climáticas podem reduzir produção de cerveja
Uma pesquisa publicada pela renomada revista científica Nature Plant preocupou amantes de cerveja em todo o mundo. As mudanças climáticas podem reduzir a produção da cevada, principal ingrediente utilizado para fabricar a bebida alcoólica mais amada pelos brasileiros.
O estudo, publicado na última segunda-feira (15), explica que eventos climáticos extremos, como ondas de calor, secas e aumento das temperaturas, podem impactar a produtividade global da cevada. A produção pode cair até 17% nas próximas décadas, em comparação aos níveis atuais.
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores examinaram a probabilidade de grandes secas e ondas de calor nas regiões de cultivo da cevada nos 6 continentes entre 2010 e 2099. Eles consideraram 4 possíveis projeções, dos níveis relativamente baixos do gases do efeito estufa até na pior das hipóteses, com emissões mais altas.
Nestes prováveis cenários, as descobertas não foram animadoras: globalmente, o clima extremo reduziria a produção da cevada entre 3% e 17%.
90796510 d16f 11e8 9fee f877adabb1d8 - Mudanças climáticas podem reduzir produção de cerveja
Alguns países se sairiam melhor que os outros: as áreas tropicais, como América Central e América do Sul seriam gravemente atingidas, enquanto colheitas em áreas de clima temperado, como o norte da China e os Estados Unidos, poderiam ter melhores rendimentos. Algumas áreas desses países registram aumentos de até 90% no rendimento, mas isso não seria suficiente para compensar a queda global, de acordo com a Nature.
A queda da produção da cevada significará escassez da cerveja e, com isso, aumento nos preços. Os preços subirão mais na Irlanda, Itália, Canadá e Polônia, preveem os pesquisadores.
“O que estou tentando mostrar aqui é que a mudança climática terá impacto sobre o estilo de vida das pessoas”, afirmou o autor do estudo, Dabo Guan, economista da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, à Nature. “Se as pessoas querem beber cerveja enquanto assistem futebol, então temos que fazer alguma coisa”, disse.
E no Brasil?
a5af3190 d16e 11e8 b32f bf9a970d5dc1 - Mudanças climáticas podem reduzir produção de cerveja
Como o estudo citou, a América do Sul deve ser uma das regiões mais afetadas pelas mudanças climáticas nas próximas décadas. Mas o panorama não causa apreensão a Carlo Lapolli, presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva).
Em entrevista ao HuffPost Brasil, Lapolli explica que as safras da cevada dependem muito do clima e de períodos de chuvas, mas que não há uma grande preocupação do setor brasileiro neste momento sobre a escassez da cevada causada pelas mudanças climáticas.
“O preço da cevada é bastante variável, às vezes tem quebra de safra, como trigo, soja e outros cereais. Mas não temos essa preocupação [com a escassez]. Não está na nossa pauta isso.”
[O estudo] me parece um pouco alarmista. Acredito que não vai ter alteração.
Hoje, o Brasil produz 40% da cevada utilizada em território nacional. Outros 60% são importadas do Uruguai, Argentina, Canadá e outros países. “Aumentamos bastante a produção nos últimos anos. Décadas atrás só usávamos cevada importada, hoje já produzimos 40%”, avalia.
Ele explica que é difícil prever a produção da cevada, mas que ela não tem apresentado um movimento de alta.
Por outro lado, ele diz que há outros problemas mais urgentes que embargam o aumento da produção da cerveja de qualidade no Brasil, como os impostos sobre as cervejas artesanais. Lapolli conta que 60% do valor de uma cerveja artesanal vai para impostos, em média.
Outro fator que influencia diretamente o preço da cerveja é o dólar, uma vez que uma grande parcela da cevada é importada. Quanto mais alto o dólar ante do real, mais cara fica a cerveja.
Hoje, a produção brasileira da cevada se concentra majoritariamente no Sul do País, onde o clima é mais frio e propício para o cultivo do grão.
As cervejarias artesanais também têm crescido nas últimas décadas. De 2007 a 2017, a procura por cervejas artesanais passou de 1% para 2%. Parece pouco em termos percentuais, mas o aumento impulsionou a abertura de mais cervejarias independentes, saindo de 80 para 800 indústrias em 10 anos.

Fonte: Huffpost Brasil - Publicado por: Alana Yaponirah 

Mulher assume traição depois de flagrada pelo marido


Homem descobre traição da mulher pelo Google Street View e pede divórcio


xblog google lima.jpg.pagespeed.ic .O3kzFCgxvR - Homem flagra traição da mulher pelo Google Street View e pede divórcio

Ser traído (a) pela pessoa que ama é uma grande decepção. E dependendo de como a traição é descoberta, o constrangimento pode piorar a situação. No Peru, um homem descobriu que estava sendo traído de uma forma – no mínimo – inusitada. Ele estava usando o Google Street View para encontrar a melhor maneira de chegar à localidade de Fuente de los Suspiros, em Lima, no Peru, e acabou vendo a esposa com outro.
Tudo começou quando ele passou por uma rua, no bairro de Barranco, e avistou um casal num momento romântico. Porém, prestando um pouco mais de atenção, percebeu que a mulher que fazia carinho na cabeça do “namorado” parecia familiar. Além do tipo físico, ela usava uma roupa idêntica ao da sua esposa.
A partir daí, não restou mais dúvida: ele estava sendo traído. Ele esperou a esposa chegar em casa e usou a imagem feita pela câmera do Google para cobrar explicações. Diante da situação, a mulher assumiu e o marido pediu o divórcio.
O Google Street View é uma ferramenta do Google que permite que os usuários tenham visão panorâmica de 360° de algumas regiões do mundo.

Fonte: O Viral - Publicado por: Larissa Freitas 

Afinal, quem é o pai da filha da atriz: o namorado ou o concunhado?

Letícia Almeida, Jonathan e Saulo farão novo teste de DNA para decretar que é o pai da filha da atriz


xleticia.jpg.pagespeed.ic .Yc4iUiTfaQ - Letícia Almeida, Jonathan e Saulo farão novo teste de DNA

Ausência do 'cuscuz nosso de cada dia' é reclamada nos EUA

Menina chama atenção na internet após reclamar da ausência de cuscuz no cardápio da Disney



menina disney cuscuz 01 - Menina chama atenção na internet após reclamar da ausência de cuscuz no cardápio da Disney

De que adianta um café da manhã mágico sem o seu prato predileto? Foi o que não entendeu Maria Julia, de dois anos, nascida em Fortaleza, no Ceará. A garotinha não se conformou por não ter cuscuz no cardápio da Disney, nos Estados Unidos.
Ela foi levada pela sua família para uma refeição com a presença dos personagens temáticos da Disney. Apesar de ser um momento fascinante para a maioria das crianças, Maria Julia se irritou por seu prato favorito não fazer parte do momento. O registro dessa situação viralizou nas redes sociais.
Após a repercussão do vídeo, Monique Teofilo, a mãe da garotinha, providenciou uma ‘marmita’ com cuscuz e levou a menina para a Disney novamente. Um novo registro foi feito: a menina sentada próximo ao Castelo da Cinderela, agora feliz, comendo a sua refeição favorita do café da manhã.
Fonte: OP9

Conselheiros se pronunciam sobre envolvimento em processo

Nominando Diniz diz que nunca foi procurado pelo empresário Roberto Santiago

Na sessão desta quarta-feira (17) os conselheiros Nominando Diniz e Fernando Catão se pronunciaram sobre o suposto envolvimento deles no processo da Operação Xeque-Mate.
Nominando foi o primeiro a se pronunciar. Ele leu um texto escrito pelo assessor jurídico do TCE, mas também falou de improviso e disse que nunca foi procurado pelo empresário Roberto Santiago para votar a favor da liminar que barrou a obra do Shopping de Intermares.
Nominando esclareceu que nem poderia votar, uma vez que o processo foi julgado pela Primeira Câmara e ele é membro da Segunda Câmara. “O interlocutor nunca me procurou. O processo era vinculado à Primeira Câmara e eu sou membro da Segunda Câmara. Jamais eu votaria nesse processo. Eu digo enfaticamente que nunca fui procurado por ninguém. Com absoluta convicção eu nem votei, nem votaria a favor dos interessados desta ação. Portanto, cai por terra toda e qualquer citação ao meu nome”, afirmou.
Já o conselheiro Fernando Catão, relator da medida cautelar, se disse surpreendido com a divulgação do seu nome no caso. Catão disse que exerce o cargo de conselheiro há 15 anos e relatou mais de seis mil processos, sem que tenha sofrido qualquer representação ou censura por parte dos seus pares.
Especificamente sobre o processo do Shopping de Intermares, ele disse que o seu voto, como relator, foi de conceder a liminar, amparado no parecer do Ministério Público de Contas. Em seguida, o processo foi julgado pela Primeira Câmara, que por unanimidade, revogou a cautelar, desatendendo os interesses da parte. “Ratifico a lisura de minha atuação institucional e me comprometo de no momento oportuno após o conhecimento do inteiro teor dos fatos que me atribuem trazer novos esclarecimentos aos meus pares e a sociedade paraibana.
Fonte: Os Guedes - Publicado por Lenilson Guedes

"Não votei, nem votaria neste processo", diz conselheiro do TCE-PB

Nominando Diniz afirma que não beneficiaria empresários sobre construção de shopping em Intermares 


Resultado de imagem para fotos de conselheiro do tce-pb nominando diniz filho
O conselheiro Nominando Diniz disse em sessão do Tribunal de Contas do Estado, nesta quarta-feira, dia 17, que não foi citado na investigação da Polícia Federal sobre esquema de corrupção na cidade de Cabedelo, na grande João Pessoa.
Durante sua fala, o conselheiro disse que presta esclarecimentos “em respeito a sociedade e às instituições que pertenço”. Ele afirmou ter consultado o advogado Eugênio Nóbrega, que escreveu uma nota, já que ele recebeu a recomendação para não fazer sua defesa de forma improvisada.
“Eu quero apenas dizer, antes de ler, que o interlocutor nunca me procurou e eu digo isso enfaticamente porque o processo era vinculado à primeira câmara e eu sou membro da segunda câmara, jamais eu votaria neste processo, jamais, e eu extrai a pauta, a ata das pessoas, dos conselheiros e dos conselheiros substitutos, que estavam na sessão, no dia em que foi referendada a decisão singular do conselheiro Fernando Catão, de abril de 2015”, disse.
Diniz afirmou ainda que se tivesse sido procurado por alguém, ele teria dito que não participa da 1ª Câmara, “portanto, eu não terei nenhum tipo de ingerência neste processo, e no dia que o processo veio para o Tribunal pleno, a procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz pede a suspensão da cautelar e o dito Fernando Catão suspende, eu votei a favor da suspensão, então com  absoluta convicção eu nem votei, nem votaria a favor dos interessados desta ação”.
cabedelo TCE - ‘EU NÃO VOTEI NEM VOTARIA A FAVOR’: Nominando Diniz afirma que não beneficiaria empresários sobre construção de shopping em Intermares - OUÇA
Fonte: Polêmica Paraíba - Publicado por: Ivyna Souto