sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Esclarecido o motivo de prisão de advogada paraibana

Tribunal de Justiça diz que advogada Catharine Rolim tem duas conduções e continuava à prática delitiva

Advogada acusada de estelionato contra clientes tem prisão preventiva decretada pelo Juízo de Cajazeiras

O juiz da 1ª Vara Mista da Comarca de Cajazeiras, Francisco Thiago da Silva Rabelo, decretou a prisão preventiva da advogada Catharine Rolim Nogueira, ré já qualificada nos autos pela prática de estelionato, em tese, contra os próprios clientes. A expedição do mandado de prisão foi feita nessa quarta-feira (17) e o cumprimento, nesta quinta-feira (18). O pedido foi formulado pelo Ministério Público, aduzindo que Catharine responde a vários processos penais na Comarca, possui duas condenações, sem trânsito em julgado, e vem dando continuidade à prática delitiva, conforme processo 0001896-89.2017.815.0131, recentemente protocolado. 
Ainda de acordo com o MP, a advogada esteve afastada de suas funções por determinação da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba (OAB/PB), contudo, durante o período, teria praticado estelionato contra sua cliente Francilene Gomes Martins, recebendo a quantia de dois salários mínimos para praticar ato processual que não foi realizado. 
Ao decretar a prisão, o magistrado reiterou que a prisão preventiva é constitucional, não fere o princípio da presunção da inocência e pode ser decretada em qualquer estágio em que se encontre o processo. Atentou, também, que há prova da existência do crime e fortes indícios de autoria do delito por parte da representada, sobretudo quando analisados os depoimentos constantes nos autos. 
O juiz citou, ainda, a violação à ordem pública como pressuposto necessário para decretação da prisão preventiva. “Requisito que pode ser entendido, basicamente, pela gravidade concreta da infração, repercussão social e periculosidade do agente”,complementou. 
Diante da ficha de antecedentes criminais da acusada por fatos semelhantes, o juiz também apontou a necessidade de evitar a ocorrência de novos delitos. “Quando tal tranquilidade se vê ameaçada, deve ser decretada a prisão preventiva, a fim de evitar que o agente, solto, continue a delinquir. A necessidade de se prevenir a reprodução de novos delitos é motivação bastante para prendê-lo”.

Polêmica Paraíba com tj - Publicado por: Gutemberg Cardoso

Boas notas para alunos em troca de sexo

Professora é presa após ser acusada de dar boas notas para alunos em troca de sexo

Publicado por: Anderson Costa 
O caso aconteceu em Medellín, Colômbia. Uma professora casada foi presa após acusações de que tinha relações com alunos menores de idade e, em troca, dava notas boas a eles.
Pais de um aluno viram textos e imagens trocados entre ela e o filho. Ao perceber do que se tratava, denunciou a docente à polícia.
Segundo a emissora Canal 4, a professora utilizava uma tática para atrair os alunos, com idade entre 16 e 17 anos. Nas redes sociais, ela adicionava os estudantes como amigos e, em seguida, pedia o telefone deles. Momentos depois, dizia que ia “ajudá-los com os estudos”.
Depois de adicioná-los no Whatsapp, a professora mandava fotos vestindo apenas calcinha e sutiã ou biquíni. Algumas vezes, ela cobria as partes íntimas com as mãos ou bichinhos de pelúcia.
Após a denúncia, vários alunos resolveram falar sobre o assunto e postaram a seguinte mensagem nas redes sociais: “Essa é a professora Yokasta. Ela nos disse que nos reprovaria se não tivéssemos relações com ela”. Além do texto, publicaram fotos da docente. Yokasta está presa, e o marido dela já pediu o divórcio. A escola não se pronunciou sobre o caso.

Fonte: Papo TV

Aumento da pena de Lula

Procuradoria tentará aumentar pena do ex-presidente Lula em julgamento na próxima quarta-feira

Sessão ocorrerá no próximo dia 24, no TRF-4, na cidade de Porto Alegre

Procuradoria tentará aumentar pena de Lula em julgamento
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, julgará o líder petista no dia 24 de janeiro, após ter sido condenado em primeiro grau a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.
Gerum será o representante da Lava Jato diante dos desembargadores federais da 8ª Turma Penal da Corte. O procurador é um dos integrantes do Ministério Público Federal (MPF) em julgamentos de segunda instância.
De acordo com o jornal "O Estado de S.Paulo", o texto de Gerum possui 81 páginas e ele terá 30 minutos para discursar. Nele, o procurador pretende apresentar provas de que Lula cometeu mais três delitos de corrupção passiva.
Ele alegará que a Petrobrás assinou três contratos com a construtora OAS e, segundo a denúncia, ofereceu um apartamento e bancar as reformas no imóvel para Lula. Em outro ponto, Gerum vai argumentar que há relação entre os contratos e o recebimento da proprina pelo petista.
"A cada contrato fechado entre as empreiteiras consorciadas e a Petrobrás, que no caso da OAS foram três, o oferecimento e a promessa de vantagem se renovam, constituindo crime autônomo", indicou Gerum.
Política ao Minuto com ANSA

Menos mal para ex-presidente Lula

Procurador regional da República diz que não vê razão para pedir prisão cautelar de Lula

Informação consta em nota divulgada pelo Ministério Público Federal

Procurador diz que não vê razão para pedir prisão cautelar de Lula
O procurador afirma que, em caso de condenação do petista, qualquer medida relativa ao cumprimento da pena seguirá o andamento normal da execução penal, "não havendo razões para precipitá-la".
O ex-presidente será julgado pelo TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) na próxima quarta-feira (24), em Porto Alegre.
Em julho do ano passado, ele foi condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A corte já informou que Lula só poderá ser preso, caso condenado, após a tramitação de todos os recursos. 
Política ao Minuto com informações da Folhapress

Assassinada a facadas em Santos

Marido ajudou esposa a matar 'rival' em Santos, conclui Polícia Civil nesta quinta-feira

Homem identificado como Ronaldo será indiciado e poderá ser preso

Marido ajudou esposa a matar 'rival' em Santos, conclui polícia
A investigação sobre a morte a facadas de Érica Oliveira da Silva, ocorrida no sábado (13), em Santos (SP), está próxima do fim. Nesta quinta-feira (18), a Polícia Civil da cidade chegou à conclusão de que Angélica da Cruz teve a ajuda do marido, até o momento identificado apenas como Ronaldo, para cometer o crime - ele será indiciado e poderá ser preso.
Além da morte de Érica, a ação provocou ferimentos em duas das irmãs da vítima fatal, que tentaram defendê-la durante a confusão.
"Eu ouvi as vítimas que sobreviveram e, a partir do que cada uma disse, podemos concluir que o marido de Angélica, identificado como Ronaldo, vulgo Dinho, ajudou a matar Érica e a ferir uma das duas. Por isso, ele também será indiciado", explicou ao G1 o delegado Marcos Alexandre Alfino.
"Cada família apresenta uma versão antagônica, mas estamos ouvindo testemunhas para entender o que houve. Sabemos, por ora, que o companheiro da presa foi o único que ajudou efetivamente", complementa.
ENTENDA O CASO
A briga entre as vizinhas e "rivais" ocorreu no sábado (13). Segundo a versão da família da vítima fatal, Angélica estaria inconformada por não ter conseguido o emprego de Érica como assistente administrativa de uma empresa do bairro de Monte Cabrão, em Santos.
"Ela estava desempregada e queria a vaga da minha irmã. Sempre que a Érica passava, elas se provocavam. Isso acontecia todos os dias", explicou, em entrevista ao G1, a irmã da Érica, Rafaela Oliveira da Silva.
Momentos antes do crime, Érica, Rafaela e outras duas irmãs voltavam pra casa, quando foram abordadas por Angélica. "Eu não lembro o que foi que ela disse, mas sei que ela gritou algo e minha irmã começou a retrucar. Elas começaram um bate-boca e o pai, o irmão e o marido da agressora saíram para ajudar", relembrou Rafaela.
Angélica está presa preventivamente.
Justiça ao Minuto

Lula critica presidente do TRF4

Em ato no Rio de Janeiro, Lula ameaça presidente do TRF4: ”Ele é bisneto do general que invadiu Canudos”

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS)  
O ex-presidente Lula usou parte de seu discurso em evento no Rio na noite desta terça-feira (16) para atacar o desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, presidente do TRF4, tribunal que julgará o petista em segunda instância. Lula disse que Flores é bisneto do coronel que ordenou a invasão de Canudos, na Bahia, no final do século 19, e que resultou na morte do líder local Antônio Conselheiro. “Esse cidadão é bisneto do general que invadiu Canudos e matou Antônio Conselheiro. Talvez ele ache que eu seja cidadão de Canudos”, disse Lula. Segundo o site do TRF4, o desembargador é trineto do coronel Tomás Thompson Flores, que teve atuação destacada na Guerra de Canudos, quando foi o comandante de uma das tropas do Exército Brasileiro enviada para o interior da Bahia.
O presidenciável discursou em evento organizado em apoio a permanência de sua candidatura, no teatro Oi Casagrande, no Leblon, zona sul do Rio. Lula falou a uma plateia de artistas e intelectuais. O teatro, com 976 lugares, estava lotado. A menção a Flores ocorreu depois que Lula disse que não faria críticas aos juízes de Porto Alegre, justamente porque não os conhecia. O ex-presidente disse achar estranho que em seis dias Flores tenha alegado ter conseguido ler todas as páginas do processo.
“Eu acho estranho um juiz dizer que não leu a sentença do Moro, mas dizer acreditar que ela é irretocável”, disse. Lula criticou ainda o juiz Sergio Moro, que o condenou por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do triplex a nove anos e seis meses de prisão. Também direcionou críticas aos procuradores e delegados da Lava Jato que atuaram especificamente nas investigações do inquérito que o ex-presidente faz parte. Ele chegou a dizer que eles mereceriam ser exonerados.
Resultado de imagem para Em ato no Rio, Lula ataca presidente do TRF4
Lula também aproveitou para criticar a imprensa e a chamada elite brasileira que, segundo ele, teria proporcionado o que ele considerou como golpe contra a presidente Dilma Rousseff. Ele aproveitou para criticar o deputado Jair Bolsonaro (PSC), que está em segundo lugar nas pesquisas de opinião. Segundo Lula, depois de incitar a oposição contra Lula e Dilma, a imprensa teria criado o ambiente para o surgimento da candidatura de Bolsonaro.
“Será que depois que eles extirparam os ‘tumores’ que eram eu e Dilma eles não pensaram que ia surgir uma coisa como o Bolsonaro.”, questionou. Lula comentou as reportagens sobre Bolsonaro. “O Bolsonaro vai agora comer o pão que o diabo amassou. A mídia vai fazer com ele o que tentou fazer comigo durante anos sem encontrar nada”, disse. Entre os atores presentes estavam Osmar Prado, Herson Capri, Bete Mendes, Cristina Pereira, Tonico Pereira, Gregório Duvivier, Dira Paes, Chico Dias e Mônica Martelli.
O ator Antônio Pitanga foi acompanhado de sua mulher, a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ). Também participaram do evento os sambistas Noca da Portela e Beth Carvalho, que compareceu de cadeira de rodas em razão de um problema de saúde. A escritora Conceição Evaristo, a filósofa Marcia Tiburi, e o escritor Eric Nepomuceno também participaram. O coordenador-geral do MTST Gulherme Boulos, o produtor de cinema Luiz Carlos Barreto e diretor teatral Aderbal Freire Filho estiveram no evento, assim como o ex-prefeito do Rio Saturnino Braga.
O ex-ministro Celso Amorim foi ovacionado pela plateia que cantou “Eô eô, Amorim governador”, num sinal de que haveria apoio a uma eventual candidatura do ex-chanceler para o governo do Estado do Rio. A presidente do PT, Gleisi Hofman, sentou-se ao Lado de Lula no palco. Lula discursou para uma platéia lotada no teatro Oi Casagrande, que tem 976 lugares. Do lado de fora, no fim da tarde, um grupo de cerca de cem apoiadores de Lula aguardavam sua chegada com bandeiras e camisas vermelhas.
Do outro lado da rua, um grupo de oposição também compareceu após convocação nas redes sociais. De início, apenas 20 pessoas gritavam palavras de ordem e estendiam cartazes pedindo a prisão de Lula. Logo os grupos de apoio e oposição se igualaram em número. Apesar disso, não foram registradas maiores desavenças. Sempre que um integrante de um dos lados atravessava a rua para provocar os rivais, a polícia afastava os que estavam com ânimos mais exaltados.
Imagem relacionada
Jornal do País com /www.bemparana.com.br

Romance homossexual

Ator Reynaldo Gianecchini cansa e assume sua relação com Ricardo Tozzi

Gianecchini e Tozzi já viveram boatos de que seriam casal gay.

Viver na televisão pode ser uma tarefa muito difícil para algumas celebridades. O ator #Reynaldo Gianecchini, por exemplo, é um dos maiores atores da Rede Globo de Televisão. O galã é um dos principais da dramaturgia brasileira. Ele já fez muitos papéis importantes, mas vive uma tarefa difícil, que é ter que correr contra diversos boatos sobre a sua carreira.
Desde que atuou junto com o ator Ricardo Tozzi na novela ‘’A Lei do Amor’’, exibida no horário das nove da TV Globo, o galã tem que enfrentar informações maliciosas de que vive um romance homossexual com o profissional da mídia, que, por acaso, também é considerado um dos maiores galãs da atualidade.
Reynaldo Gianecchini fala sobre relação com o ator Ricardo Tozzi e surpreende com carinho especial
Após a novela famosa, os atores não se separam mais. Eles adoram fazerem programas juntos e já foram flagrados em climas de intimidade, apesar de nunca terem confirmado que vivem um romance. Ricardo Tozzi e Reynaldo Gianecchini preferem dar entrevistas falando sobre o lado profissional e os trabalhos dos dois juntos não param de aumentar, como mostra uma reportagem do site RD1 Audiência publicada nessa segunda-feira (8).
No domingo (7), os dois realizaram uma première do espetáculo “Os Guardas do Taj”, com direção de Rafael Primot e João Falcão, no Teatro Raul Cortez, em São Paulo. Gianecchini falou sobre a relação com o colega e revelou detalhes que o público nem imaginava.
Reynaldo Gianecchini supera boatos e revela que carinho por Tozzi é mais que especial
De acordo com o ex-namorado da apresentadora Marília Gabriela, ele e Tozzi vivem uma relação parecida com outras.
O ator contou, por exemplo, que eles brigam muito, mas que os melhores momentos são que, apesar das brigas, sempre existem as reconciliações e, com isso, o carinho entre eles fica explícito. Reynaldo falou que ele e o galã da TV Globosão amigos especiais, quase irmãos, mas que mesmo assim existem atritos.
Ele lembrou que, em certos momentos, entre uma e outra briga, eles se divertem e pedem perdão um para o outro, deixando tudo simples e pronto para continuar de novo. A parceria entre eles fez com que a peça que tem os dois atores virasse sucesso internacional. A dupla agora está viajando junta para Portugal, um dos territórios mais românticos da Europa, conhecido pela boa comida e, é claro, pelos bons vinhos. Tozzi contou que está adorando poder viajar com Giani. “Adorei”, disse ela aos jornalistas.
Resultado de imagem para Gianecchini e Tozzi
Jornal do País com http://br.blastingnews.com

Moro manda Sérgio Cabral para Curitiba


Sérgio Moro acaba com ‘luxo’ do ex-governador Cabral no Rio de Janeiro e ele é transferido


Magistrado paranaense foi contundente ao proferir determinação que complica a situação do ex-governador do estado do Rio de Janeiro, que está preso
Um dos mais respeitados magistrados brasileiros e um dos maiores símbolos do combate à corrupção no país, o juiz Sérgio Moro, responsável pela condução em primeira instância, da Operação Lava Jato, a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no estado do Paraná, proferiu “forte” decisão, em relação ao processo de corrupção que envolve o ex-governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Vale lembrar que o ex-governador fluminense encontra-se sob regime fechado de prisão, no complexo penitenciário de Benfica, no Rio. Entretanto, sérias acusações de crimes de corrupção, relacionados a “colarinho branco”, o que acabou resultando em desvios e rombos bilionários dos cofres públicos do estado.
A Lava Jato é considerada a maior operação anticorrupção em toda a história contemporânea do Brasil e uma das maiores operações anticorrupção já desencadeadas em todo o mundo. Entretanto, pairam sérias dúvidas de como estaria se dando o regime disciplinar de Cabral na prisão fluminense.
Nova determinação do juiz Sérgio Moro
Resultado de imagem para Sérgio Moro Cabral
O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro se manifestou a respeito da situação do ex-governador fluminense, baseado uma ação civil pública implementada no estado. A solicitação do Ministério Público se refere à transferência de Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro para o Paraná. O juiz Sérgio Moro acatou o pedido e determinou que Cabral seja transferido para o Complexo Médico Penal, de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.
As acusações que pesam sobre Sérgio Cabral se referem a supostas “regalias” que ele teria tido no sistema prisional carioca.
Dentre as regalias, pode-se mencionar que havia, até mesmo, uma “sala de cinema” instalada na Cadeia Pública de Benfica. Além disso, alguns produtos finos chegavam até o político fluminense, como queijos de alta qualidade, além de pescados, como bacalhau.
O juiz Sérgio Moro  justificou a decisão pela transferência de Cabral do Rio para o Paraná, ao considerar que o político possui relações altamente relevantes com autoridades estaduais fluminenses, o que representaria um “risco considerado concreto de que ele possa utilizar essas relações para obter, de forma contínua, ou mesmo tentar privilégios no cárcere”.
Ao escrever sua decisão, Sérgio Moro foi ainda mais longe, ao afirmar que “mantendo-se no estado do Rio de Janeiro, constituirá um verdadeiro às autoridades prisionais cariocas ou de controle, de modo que possa prevenir a ocorrência de supostas irregularidades e privilégios”. Um dos exemplos mencionados pelo magistrado paranaense, trata-se da transferência do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, para o Paraná, o que possibilitou que ele se mantivesse “distante de seu local de influência e de antigos parceiros do crime”.
Resultado de imagem para Sérgio Moro toma forte decisão e acaba com ‘luxo’ do ex-governador Cabral no RJ
Jornal do País, via: blastingnews e newsatual.com

Revelação

Ida de Neymar para o Barcelona superou 200 milhões de euros, revela jornal 'El Mundo'

Barça admitia ter gasto 86 milhões de euros



A ida de Neymar para o Barcelona, em 2013, teria superado o valor de 200 milhões de euros (R$ 789 milhões na cotação atual) - incluindo a transferência e pagamentos ao jogador -, revelou o jornal espanhol “El Mundo” nesta quinta-feira.
O diário teve acesso aos documentos enviados à justiça brasileira por Eduardo Musa, ex-funcionário do Santos, da empresa do pai de Neymar e nome importante na gestão da carreira do craque até 2015, quando foi demitido (um ano depois, entrou na Justiça pedindo indenização pelo período trabalhado). Segundo estes documentos, o atual camisa 10 do Paris Saint-Germain teria sido contratado pelo Barcelona por 134 milhões de euros e com salário total chegando a 71 milhões de euros.
Os valores são mais que o dobro que o admitido pelo ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, que atualmente está preso por corrupção. Em 2013, quando Neymar assinou contrato com o time catalão por cinco anos, Rosell declarou que a negociação foi de 57,1 milhões de euros. Só depois admitiu que a transferência chegou a 86 milhões de euros.
No documento apresentado à justiça com o título “Contratação de Neymar Jr”, o jornal espanhol afirma que o valor de 200 milhões de euros foram informados pelo pai de Neymar e seus assessores. Procurada, a assessoria de imprensa da família de Neymar afirmou que não se manifestaria sobre a reportagem do "El Mundo" já que o processo corre em segredo de Justiça.
SporTV

Prisão de advogada paraibana

Advogada é presa dentro de Fórum da cidade de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba

“Não podemos passar informações sobre o motivo para a prisão porque o processo segue em segredo de Justiça”, disse o delegado.

A assessoria do juiz informou que ele só irá se pronunciar sobre o caso após a publicação da sentença - (Foto: Walla Santos)

Uma advogada foi presa, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo Ministério Pública da Paraíba (MPPB), na manhã desta quinta-feira (18), dentro do Fórum de Cajazeiras, município do Sertão paraibano, a 490 quilômetros de João Pessoa. O motivo da prisão é mantido sob segredo de justiça.
O delegado Miroslav Soares, do Grupo Tático Especial da Polícia Civil (GTE), afirmou que o mandado de prisão foi cumprido dentro do Fórum e a advogada foi encaminhada para a Polícia Civil.
“Não podemos passar informações sobre o motivo para a prisão porque o processo segue em segredo de Justiça. Agora, ela passará por audiência de custódia, onde o juiz Thiago Rabelo vai determinar os próximos passos do processo”, disse o delegado.
A assessoria do juiz informou que ele só irá se pronunciar sobre o caso após a publicação da sentença.
Portal Correio

Constrangimento

Silvio Santos cria conta no Twitter para detonar apresentadores famosos do SBT

Na postagem, o famoso detonou o peso dos apresentadores Leão Lobo, 63, e Mamma Bruschetta, 68, dizendo que ambos iriam “explodir de tanta gordura”

“Me perdoa, por favor!”, ainda disparou a baiana Mara Maravilha, 49, que foi cortada essa semana do “Jogo dos Pontinhos” pelo próprio Silvio Santos - (Foto: Reprodução)

Na tarde desta quarta-feira (17), Silvio Santos, 87, voltou a aprontar. Desta vez, o dono do SBT pediu para alguns funcionários criarem uma conta para ele no Twitter e postarem algumas mensagens nas redes sociais.
De acordo com o portal “UOL”, foi o próprio comunicador quem escreveu um texto que se destacou na web antes de solicitar que alguém o digitasse em seu nome. Além disso, exigiu que o conteúdo fosse lido ao vivo durante o programa “Fofocalizando”. Na postagem, o famoso detonou o peso dos apresentadores Leão Lobo, 63, e Mamma Bruschetta, 68, dizendo que ambos iriam “explodir de tanta gordura”.
Constrangidos com a publicação que foi lida na TV, os famosos mandaram um beijo para o patrão. “Me perdoa, por favor!”, ainda disparou a baiana Mara Maravilha, 49, que foi cortada essa semana do “Jogo dos Pontinhos” pelo próprio Silvio Santos.
ClickPB

Julgamento de Lula será transmissão pelo Youtube

Julgamento do ex-presidente Lula na próxima quarta-feira será transmitido em vídeo pelo Youtube

O TRF-4 informa que faz transmissões de sessões em seu site desde 2015 e em seu canal no Youtube desde 2012

O último a apresentar seu voto é o desembargador Victor Laus. Paulsen proclama o resultado. Caso haja pedido de vista, o julgamento é adiado para sessão futura - (Foto: Reprodução/jornalconexaoaeroporto)

O julgamento da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), marcado para a próxima quarta-feira na sede do órgão, em Porto Alegre, será transmitido em vídeo pelo Youtube. É a primeira vez que a corte exibe um julgamento de um réu que recorre contra sentenças do juiz Sergio Moro na Operação Lava-Jato.
A informação foi confirmada pela assessoria do TRF-4, que ainda não deu detalhes da transmissão. O tribunal já havia exibido outros julgamentos, mas nunca nas audiências de casos criminais.
O TRF-4 informa que faz transmissões de sessões em seu site desde 2015 e em seu canal no Youtube desde 2012.
A 8ª Turma do Tribunal, que responde pelas análises das apelações das sentenças da Lava-Jato, deverá analisar o recurso apresentado pela defesa de Lula e dos demais réus no processo. Em primeira instância, o juiz Sergio Moro condenou Lula a nove anos e meio de prisão no caso do tríplex do Guarujá.
O julgamento da apelação criminal do ex-presidente e mais seis réus condenados na ação começará às 8h30m. Será a primeira sessão desta turma em 2018 e a 24ª apelação julgada pelo TRF-4 contra sentenças nas ações derivadas da Operação Lava Jato.
A sessão será aberta pelo desembargador Leandro Paulsen, presidente a 8ª Turma. Em seguida, o relator, desembargador João Pedro Gebran Neto, fará leitura do relatório do processo. O primeiro a se manifestar será o Ministério Público Federal (MPF), responsável pela acusação, que terá 30 minutos.
Além de Lula, foram condenados também o ex-presidente da OAS, José Aldemario Pinheiro Filho (10 anos e 8 meses de prisão), o ex-diretor da área internacional da OAS, Agenor Franklin Magalhães Medeiros (6 anos). Paulo Okamotto, ex-presidente do Instituto Lula, foi absolvido mas apelou e pediu troca dos fundamentos da sentença. O Ministério Público Federal recorreu contra a absolvição de outros três executivos da OAS: Paulo Roberto Valente Gordilho, Roberto Moreira Ferreira e Fábio Hori Yonamine.
Depois do MPF, se pronunciam os advogados de defesa de todos os réus. Cada um deles tem 15 minutos para falar e reforçar seus argumentos.
Ao término das manifestações das defesas, Gebran lê seu voto e passa a palavra para Paulsen, que é revisor do processo e profere seu voto. O último a apresentar seu voto é o desembargador Victor Laus. Paulsen proclama o resultado. Caso haja pedido de vista, o julgamento é adiado para sessão futura.
ClickPB com O Globo

Ex-prefeito é investigado pelo MPF

Ministério Público Federal investiga desvio de R$ 500 mil em recursos públicos por ex-prefeito de Curral de Cima

O procurador da República Antônio Edílio Magalhães instaurou inquérito civil, tendo por objetivo apurar possíveis atos de improbidade administrativa praticados pelo ex-prefeito Nadir Fernandes de Farias

Ex-prefeito Nadir Fernandes de Farias do município de Curral de Cima - (Foto: Reprodução)


O Ministério Público Federal (MPF) investiga o ex-prefeito Nadir Fernandes de Farias do município de Curral de Cima sobre o suposto desvio de verbas públicas federais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a construção de quadra poliesportiva no valor total de pouco mais de R$ 500 mil.
O procurador da República Antônio Edílio Magalhães instaurou inquérito civil, tendo por objetivo apurar possíveis atos de improbidade administrativa praticados por Nadir, durante sua gestão (2012-2016), “consistentes na não aplicação de recursos recebidos do FNDE para a construção de quadra poliesportiva (valor R$ 101.918,90), bem como na ausência de prestação de contas do Termo de Compromisso PAC 7801/2014”. As obras da quadra de esportes nunca foram iniciadas.
Segundo o prefeito Totó Ribeiro, outras inadimplências também foram detectadas pela atual administração, como a falta de recursos no valor de R$ 800 mil para compra de ônibus escolar, também advindo do FNDE. 
“Herdamos muitas dívidas e muito indício de desvio e mau uso do dinheiro público. Entramos com várias ações, pois não vamos admitir que o povo de Curral de Cima seja lesado”, disse.
ClickPB