quarta-feira, 23 de maio de 2018

PM é encontrado morto com perfurações de arama de fogo

Policial militar que estava desaparecido desde o último domingo é achado morto


O corpo do sargento militar Lucimário Ferreira da Silva foi encontrado na manhã desta terça-feira (22), em uma rodovia estadual que liga a BR à cidade de Pedras de Fogo. A perícia constatou duas perfurações causadas por projétil de arma de fogo, sendo uma na cabeça.
O militar estava desaparecido desde o último domingo (20), quando saiu de casa e não deu mais notícias. A Polícia Civil investigará se o policial foi vítima de homicídio ou latrocínio.
De acordo com informações da Polícia Militar, as roupas de Lucimário dão conta que ele estava à paisana. Ele usava um blusão preto, capacete e colete. No local, não foram identificadas marcas de sangue ou outro indício que ajude a entender como o crime aconteceu.
O local foi isolado e a perícia deve investigar a causa da morte. O sargento Lucimário morava em Alhandra e pertencia à Força Tática da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar. Ele tinha 46 anos de idade, sendo 26 na Polícia.
MaisPB

'Quem não apoiar, saia do partido'

Michel Temer lança Henrique Meirelles pré-candidato do MDB à Presidência da República


Pressionado pelos correligionários de MDB a desistir da reeleição e assumir publicamente a pré-candidatura à Presidência de Henrique Meirelles, o presidente Michel Temer seguiu o desejo do partido e lançou na manhã desta terça-feira o nome do ex-ministro da Fazenda. Ao discursar para uma plateia de emedebistas no lançamento do documento “Encontro com o futuro”, realizado na Fundação Ulysses Guimarães, Temer se referiu a Meirelles como “o melhor entre os melhores” para representar o partido e o campo de centro nas eleições presidenciais de outubro. Ao declarar apoio ao ex-ministro da Fazenda, Temer abandona suas pretensões eleitorais e, por consequência, sua carreira nas urnas.
– Ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado, pelo voto popular, presidente do Brasil. O Meirelles é o melhor entre os melhores. Por isso, tem condições de estar à frente do nosso partido e à frente da nossa campanha eleitoral. Chamamos você e chamamos para ser presidente do Brasil! – discursou Temer.
Além de referendar o nome do ex-ministro, o presidente mandou um recado direto aos partidos de centro, ao defender que Meirelles seja o “único candidato” desse conjunto de partidos.
– Que você, queira Deus, seja o único candidato do centro para continuar o que começamos. Se produzirmos agora 1/3 do que já produzimos, Meirelles, você vai pegar o país com tranquilidade absoluta – disse.
Temer também mandou um recado para a ala do partido que deseja relegar seu governo ao passado e seguir nas eleições sem um candidato que defenda a gestão de Temer. Hoje, esse grupo está materializado nos diretórios de Alagoas, do senador Renan Calheiros; no Paraná, do senador Roberto Requião; e do Ceará, comandado pelo presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira.
– Será que o MDB tem o direito de ignorar tudo que fizemos ou de levar adiante? Levar adiante. Não podemos negar, melhorou e em pouquíssimo tempo. Imagina em mais quatro anos. E não podemos brincar que a crise volta. O MDB nunca faltou ao país — disse Temer.
Temer destacou por vários minutos a “competência” de Meirelles.
– Se há dois anos atrás dissesse que esse nome conseguiria baixar a inflação, os juros e ainda fazer a Bolsa bater recordes, com 86, 87 pontos, se há dois anos dissesse que o Meirelles viria para o MDB e estaria aqui lançando o Encontro com toda certeza diriam: Temer, conta outra. E foi por isso que escolhi o Meirelles para conduzir a economia e fiz a escolha corretíssima. É correto, homem simples de Goiás que ganhou o mundo, nome mais do que honrado – disse Temer.
O presidente disse que ele continuará enfrentando os ataques ao governo:
– Escolhas sempre foram marcas do nosso governo. Sou realista: sei o que fiz e o que não fiz; o que falei e o que falam por mim. Se estou resistente, é porque estamos com a verdade e ela nos fortalece. A dor da acusação injusta não vai nos paralisar. Do meu momento cuido eu, do país cuidamos todos nós, o MDB.
‘QUEM NÃO APOIAR, SAIA DO PARTIDO’
Em seu discurso, Temer fez uma cobrança aos membros do partido para que deixem de querer ir cada um para uma direção e se una em torno da candidatura de Meirelles. Para ele, quem não estiver unido, que saia do MDB. De acordo com o presidente, o ex-ministro será uma surpresa nas eleições, quando começar a percorrer o Brasil.
– O Meirelles é o melhor dentre os melhores, não tenho dúvida. Por isso você tem condições de estar à frente no nosso partido e na disputa eleitoral, e será uma surpresa quando ele andar por aí com a força dos nosso líderes — disse, emendando em seguida a cobrança:
– Nos gabamos por sermos um partido democrático. Tudo bem. Por isso é que conseguimos essa unidade absoluta. Temos que aproveitar a campanha eleitoral para mostrar a unidade. Vamos parar com essa história de eu não apoio o Meirelles. Dizer: “Ah, eu não apoio o Meirelles?” Saia do partido. Temos que ter unidade absoluta, não podemos contemporizar. O povo brasileiro está atento — concluiu.
O Globo

Desembargadores determinam prisão imediata de ex-governador

Justiça Federal determina prisão do ex-senador e ex-governador  Eduardo Azeredo




Os cinco desembargadores da 5ª Câmara Criminal rejeitaram, nesta terça-feira (22), o recurso da defesa do ex-senador e ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) no processo do mensalão tucano e determinaram a execução imediatada da prisão.
Este foi o último recurso com efeito suspensivo de ser apresentado pela defesa de Eduardo Azeredo na segunda instância, na Justiça de Minas Gerais. Ainda cabe, por parte da defesa, um recurso chamado “embargos de declaração de embargos de declaração”, mas ele não muda nenhuma das decisões tomadas pela Corte. Os advogados dizem que o político é inocente.
Os desembargadores decidiram que a súmula do julgamento vai ser publicada ainda na tarde desta terça-feira e, portanto, a prisão deve ser executada imediamente.
Azeredo foi condenado em segunda instância a 20 anos e um mês de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, no mensalão tucano, em agosto passado. A condenação em primeira instância foi em 2015.
O julgamento
Nesta terça-feira (22), a 5ª Câmara Criminal foi formada pelos desembargadores Julio César Lorens, Alexandre Victor de Carvalho, Pedro Vergara, Adilson Lamounier e Fernando Brant. Lorens é o relator do processo de Azeredo e Carvalho, o desembargador revisor.
Um dos desembargadores que participou do julgamento dos recursos infringentes, Eduardo Machado, está em licença médica e foi substituídos por Fernando Brant. No julgamento de abril, Machado votou pela absolvição de Azeredo.
Lorens votou nesta terça-feira pela rejeição dos embargos de declaração e pela prisão imeadiata e seu voto foi acompanhado pelos demais.
Após os votos, o advogado Castellar Guimarães Neto, que defende Azeredo, teve a palavra concedida pelo relator, apesar de não ser uma manifestação prevista, para pedir que a prisão seja executada quando se esgotarem todos os recursos na segunda instância ou somente após a publicação do acórdão deste julgamento no Diário do Judiciário.
No entendimento do advogado, ainda cabem os “embargos de declaração dos embargos de declaração”.
O relator respondeu o advogado dizendo que este “embargos dos embargos” é uma medida que não tem efeito suspensivo e que, por isso, não pode ser considerado como etapa para o início da execução provisória.
No entendimento de desembargadores, este julgado nesta terça-feira é o último recurso possível na segunda instância e os “embargos dos embargos” é uma medida protelatória.
Durante a discussão, o desembargador Alexandre Victor de Carvalho voltou atrás no voto pela prisão imediata e disse que vota por aguardar a decisão dos “embargos dos embargos” antes da expedição do mandado de prisão. Com isso, o placar pela prisão imediata ficou em 4 a 1 em desfavor de Azeredo.
A denúncia
De acordo com a denúncia, o mensalão tucano teria desviado recursos para a campanha eleitoral de Azeredo, que concorria à reeleição ao governo do estado, em 1998.
O esquema envolveria a Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig), a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) e teria desviado ao menos R$ 3,5 milhões por meio de supostos patrocínios a três eventos esportivos: o Iron Biker, o Supercross e o Enduro da Independência. Todos os réus negam envolvimento nos crimes.
G1

'O amor e a diferença de gerações'

Marilene Saade mostra bom humor e revela intimidades com marido Stênio Garcia


Foto: Radio Globo
O clima esquentou nesta terça-feira no Papo de Almoço apresentado por Fernanda Gentil! O tema foi ‘O amor e a diferença de gerações’.
Marilene Saade abriu o jogo e mostrou bom humor: ‘Todo mundo me pergunta em que planeta eu vivo. Eu vivo na ‘Marilândia’. Eu só vejo aquilo que eu quero ver. Já tive câncer com 34 anos. Você acha que vou deixar as minhas células se incomodarem com isso? Eu não tô nem aí ponto com ponto br’.
Sobre o relacionamento entre quatro paredes com Stênio Garcia, ela falou: ‘Ele tem vários personagens’. O consagrado ator não ficou atrás e disse que já perguntou para a esposa na hora do ‘vamo ver’: ‘O que você quer hoje? Um alemão careca?’
Marilene Saade manteve a temperatura lá em cima e finalizou entregando que o marido gosta de fantasias: ‘Outro dia, ele brincou de menininha comigo’.
Rádio Globo

Brasil adotará medidas para alertar sobre excesso de açúcar

Alimentos com muito açúcar terão alerta para consumidor, anuncia ministro da Saúde 


Foto ilustrativa
O Brasil vai adotar medidas para alertar o consumidor, no rótulo de alimentos processados, sobre o excesso de açúcar. O anúncio foi feito hoje (22) pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, na plenária da 71ª Assembleia Mundial da Saúde, promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Durante o encontro, em Genebra, o governo brasileiro apresentou proposta de nova rotulagem de alimentos e também um acordo com a indústriaCOMIDA para a redução de açúcar em alimentos ultraprocessados. As medidas, segundo a pasta, visam facilitar a compreensão do consumidor e trazer orientações claras para escolhas mais saudáveis.
“Estamos engajados na adoção de políticas concretas e efetivas para conter o avanço da obesidade. O Brasil adotará medidas para alertar sobre o excesso de açúcar no rótulo de alimentos processados e, assim, os consumidores poderão fazer escolhas mais saudáveis. Também estamos estruturando medidas para reduzir o açúcar nesses alimentos”, disse Occhi, durante discurso.
supermercados
Alimentos deverão conter informações sobre quantidade de açúcares – EBC
Obesidade
Dados da pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) apontam que a excesso de peso atinge 54% da população nas capitais do país. Os números mostram ainda que, em 2017, 18,9% dos brasileiros estavam obesos.
No Brasil, a discussão sobre um novo modelo de rotulagem está sendo conduzida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A proposta da entidade é que o rótulo seja fixado na parte frontal do produto, com advertências em relação ao excesso de nutrientes que podem trazer malefícios a saúde, como sódio, gordura e açúcares.
Encontros paralelos
De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, Occhi deve se reunir ainda hoje com os ministros da Saúde de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.
Estão previstos, ao longo da semana, encontros com os ministros da Saúde do Reino Unido e dos Estados Unidos, com o objetivo de explorar possibilidades de ampliação da cooperação internacional em saúde. O representante brasileiro deve participar ainda de evento paralelo sobre os 100 anos da epidemia de influenza.
Também faz parte da agenda encontro com os ministros da Saúde da iniciativa Política Externa e Saúde Global (FPGH, na sigla em inglês), foro de discussão formado por África do Sul, Brasil, França, Indonésia, Noruega, Senegal e Tailândia, com o objetivo de discutir temas de interseção entre a política externa e a saúde em foros multilaterais.
Agência Brasil 

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Morre o fotógrafo tavarense Luiz Joca

LUIZ JOCA MORRE AOS 91 ANOS NA NOITE DESTE DOMINGO EM CAMPINA GRANDE

Faleceu por volta das 23h00 deste domingo (20), o comerciante e fotógrafo tavarense Luiz Pessoa de Oliveira, conhecido por Luiz Joca. Ele tinha 91 anos de idade e residia no sítio Lagoinha, no município de Tavares, no Sertão da Paraíba.
Luiz Joca estava internado em uma UPA de Campina Grande onde veio a óbito, após passar mal quando retornava de João Pessoa na última sexta-feira para onde havia viajado para realizar exames médicos.
Além de agricultor, dedicado diuturnamente a sua bucólica chácara na zona rural de Tavares, Luiz Joca era um apaixonado por futebol, tendo dirigido durante muitos anos a equipe tavarense do Borborema.
O saudoso tavarense era admirado por todos que o conheciam por andar sempre de bicicleta da sua chácara para cidade, apesar da sua idade avançada.
Luiz Joca deixa a viúva e sete filhos.
O corpo de Luiz Joca será velado em sua residência, localizada no sítio Lagoinha, em Tavares, e o sepultamento acontecerá no cemitério público local, em dia e horário ainda não definidos pelos familiares. 
O blog JURU EM DESTAQUE informará o dia e horário do sepultamento logo após definição pela família.

Democracia brasileira tem uma face cada vez mais madura

Número de eleitores idosos no Brasil supera o de jovens, aponta pesquisa do IBGE

Idosos representam 18,6% do eleitorado, enquanto que os jovens são 15,3%

Por: O Globo

Ainda que prevaleça a ideia de que o Brasil é um país de jovens, que são decisivos nos processos eleitorais, dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) compilados pelo demógrafo José Eustáquio Alves, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE, mostram que a democracia brasileira tem uma face cada vez mais madura. Os idosos já representam 18,6% do eleitorado, ou 27,3 milhões de votos, enquanto que os jovens, de 16 a 24 anos, somam cinco milhões a menos: são 22,4 milhões ou 15,3% dos aptos a votar em outubro. Essa diferença é capaz de definir uma eleição. A mudança demográfica do eleitorado vem sendo percebida desde 2014, quando os dois grupos praticamente ficaram empatados no peso que têm nas urnas. Naquele ano, jovens representaram 16%, enquanto eleitores com 60 anos ou mais somaram 17%.
Essas novas proporções caminham juntas com a aceleração do envelhecimento da população, que ficará ainda mais evidente a cada eleição. O professor estima que o Brasil se tornará oficialmente um país envelhecido em 2031, quando o número total de idosos vai superar o de crianças e adolescentes de zero a 14 anos. Um ano antes, o eleitorado com 60 anos ou mais já terá dobrado em relação ao grupo que tem entre 16 e 24 anos.
— Em 2014, a vantagem dos idosos era muito pequena. Um empate técnico, estatisticamente. Essa é a primeira eleição com um aumento consistente de eleitores idosos, em que são maioria evidente. E, como vivemos cada vez mais, esse não é um eleitor que vai embora. Os candidatos terão de trabalhar questões próprias dos idosos e conhecer a realidade deles se quiserem conquistar e manter esse voto na eleição seguinte —observa o autor do estudo.
Na avaliação de cientistas políticos, ainda que idosos sejam mais conservadores em relação a valores e ao comportamento social, defendem o regime democrático e querem estabilidade econômica. Características que sugerem, nas urnas, a escolha de um candidato de centro por esse grupo.
— Nossas pesquisas indicam que indivíduos a partir dos 55 anos são os mais contrários à legalização do aborto, ao casamento de pessoas do mesmo sexo e à adoção de criança por casal gay. Mas também são os que mais apoiam o regime democrático como forma de organizar o sistema político, devido à experiência que tiveram nos anos de ditadura— complementa Rachel Meneguello, pesquisadora do Centro de Estudos de Opinião Pública da Unicamp.
O fato de as mulheres serem maioria no eleitorado idoso (55%) também reforça a tendência ao voto no centro, avalia David Verge Fleischer, professor da Universidade de Brasília (UnB).
— As mulheres tendem a ser mais ponderadas em seus votos do que os homens. Mas ainda não vejo um candidato (a presidente) com esse perfil. Do outro lado, as pesquisas de opinião têm mostrado que os jovens tendem a votar em um candidato como o (Jair) Bolsanaro, porque é um grupo que nunca ouviu falar em regime militar — observa o professor, em referência ao pré-candidato do PSL à Presidência da República, que por reiteradas vezes defendeu publicamente a ação dos militares naquele período.
A cientista política Helcimara de Souza Telles, coordenadora do grupo de pesquisa Opinião Pública, Marketing Político e Comportamento Eleitoral da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) reforça a observação de Fleischer. Ela diz que jovens podem ser mais conservadores do que seus pais:
— É um equívoco pensar que só os jovens são progressistas. Nas eleições de 2010, uma de nossas pesquisas identificou que um número considerável desse grupo estava abdicando da participação na esfera pública para atuar em associações religiosas e cuidar da vida pessoal. Achavam política algo desinteressante e apoiavam a obrigatoriedade do ensino religioso nas escolas.
Para a especialista, esse desinteresse pela política pode ser maior entre os jovens das eleições deste ano, pois estão amadurecendo em um momento de profunda crise política institucional. Ela acredita que esse desencanto pode levar mais jovens de 16 a 17 anos, para os quais o voto é facultativo, a adiarem a ida às urnas. Até março, apenas 22% ou 1,5 milhão do total de adolescentes nessa faixa etária tinham título de eleitor. Já os eleitores idosos costumam comparecer em peso nas urnas.
— Nossas pesquisas pós-eleitorais, em 2010 e 2014, mostraram que, em média, 70% das pessoas com 70 anos ou mais votaram nos dois turnos das eleições — diz Rachel, da Unicamp.
Para a pesquisadora, esse comportamento eleitoral ativo reflete o amadurecimento da consciência sobre o voto fazer a diferença para o país e para a vida cotidiana, apesar de obrigatório.

Atenção concurseiros!

Concursos oferecem mais de 160 vagas e salários de até R$ 19 mil na Paraíba; veja editais

São oferecidos cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior

Por: Blog do Gordinho

Concursos e seleções na Paraíba oferecem pelo menos 164 vagas de emprego entre esse domingo (20) e o dia 26 de maio. A remuneração oferecida entre os certames pode chegar até R$ 19 mil. São oferecidos cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Confira a lista completa de concursos e processos seletivos na Paraíba.
Professor visitante da UFPB
Estão abertas até esta segunda-feira (21) as inscrições no processo seletivo de professores visitantes nacionais e internacionais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com 89 vagas de emprego. A remuneração pode chegar a R$ 19 mil e as vagas são para os campi de João Pessoa, Areia, Bananeiras e Mamanguape – Rio Tinto.

Professor substituto da UFCG
A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) está com 12 vagas de professor substituto disponíveis nos campi de Campina Grande, Cajazeiras, Pombal e Sumé. As áreas são variáveis e os prazos de inscrição também. Confira abaixo os editais de acordo com a cidade.


Seleção para a Aesa
O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) está com inscrições abertas para pesquisadores do projeto “Aperfeiçoamento de Ferramentas Estaduais de Gestão de Recursos Hídricos no âmbito do Progestão”. Uma das seis vagas disponíveis é para atuar em João Pessoa, na Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).


Prefeitura de Serra Grande
A prefeitura de Serra Grande, no Sertão da Paraíba, está com inscrições abertas no concurso que oferece 42 vagas de emprego em cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Os salários base variam de R$ 954 a R$ 1.724,10, para cargos como professor e psicopedagogo.


Concurso da UEPB para analista de sistemas
Reabrem nesta segunda-feira (21) as inscrições no processo seletivo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) para 20 vagas de desenvolvedor analista de sistema, cujo edital foi retificado. Com a retificação, o edital agora reserva de 5% das vagas para pessoas com deficiência (física, auditiva, visual, mental ou múltipla).

Até tu, Alckmin!

Empresa de pedágio delata propina de R$ 5 milhões a Alckmin por meio do cunhado

Em São Paulo, as tarifas de pedágios estão entre as mais caras do mundo

Foto: autor desconhecido.
O candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, apontado como o “santo” das planilhas da Odebrecht, tem um novo problema para resolver, além da baixa popularidade. A CCR, maior concessionária de estradas do país, revelou ter doado R$ 5 milhões para o caixa dois da sua campanha ao governo paulista em 2010. O dinheiro teria sido entregue ao cunhado de Alckmin, Adhemar Ribeiro e a denúncia de propinas também atinge os tucanos José Serra e Aloysio Nunes.
Quem informa é Mario Cesar Carvalho. “A CCR, maior concessionária de estradas do país e quinta do mundo, deu cerca de R$ 5 milhões para o caixa dois da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) em 2010, segundo relatos feitos por representantes da empresa ao Ministério Público de São Paulo. O dinheiro teria sido entregue ao cunhado de Alckmin, o empresário Adhemar Ribeiro, segundo a narrativa feita à Promotoria, e não consta da prestação de contas. É a segunda vez que o cunhado é associado a arrecadações ilegais de campanha. A Odebrecht relatou em acordo de delação ter entregue R$ 10,7 milhões a ele, também na campanha de 2010”, diz ele.
“A CCR não pode fazer doações eleitorais por ser concessionária de serviços públicos, como estradas, metrô e barcas. Já era esse o entendimento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) à época da doação, em 2010. Três anos depois esse veto virou lei na minirreforma política. A empresa tem a concessão de algumas das principais rodovias paulistas, como o complexo Anhanguera-Bandeirantes e trechos da rodovia Castello Branco e da Raposo Tavares”, aponta ainda o jornalista.
Em São Paulo, as tarifas de pedágios estão entre as mais caras do mundo. “Nos relatos reunidos pelo promotor José Carlos Blat, a CCR aparece como doadora de R$ 23 milhões para três políticos tucanos de SP entre 2009 e 2012: além de Alckmin, são citados o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, e o senador José Serra. Os valores que teriam sido entregues a Serra e Aloysio ainda não foram apurados.”
Brasil 247

Resultado das eleições da venezuela é questionado

Estados Unidos não vão reconhecer resultado da eleição da Venezuela, diz Departamento de Estado

Os Estados Unidos consideram ativamente sanções de petróleo na Venezuela e Sullivan disse que uma resposta às eleições deste domingo seriam discutidas em um encontro do G20.

As eleições presidenciais da Venezuela são realizadas neste domingo               - (Foto: Reprodução)


Os Estados Unidos não vão reconhecer o resultado das eleições presidenciais da Venezuela neste domingo, disse o número 2 do Departamento de Estado, John Sullivan, a jornalistas.
Os Estados Unidos consideram ativamente sanções de petróleo na Venezuela e Sullivan disse que uma resposta às eleições deste domingo seriam discutidas em um encontro do G20 em Buenos Aires na segunda-feira.
Sullivan também disse não conhecer nenhum plano para retirar assistência dos EUA do noroeste da Síria.
Na sexta-feira, a CBS News divulgou que a administração Trump retirou toda a assistência do Noroeste da Síria, um movimento que demonstraria a intenção da administração de sair rapidamente uma vez que o Estado Islâmico esteja totalmente derrotado.

Adolescentes de 16 e 17 anos vão poder votar nas próximas eleições

Mais de 45 mil adolescentes paraibanos votam pela primeira vez nas próximas eleições

Os eleitores que possuem idades entre 16 e 17 anos e representam 12,8% do total do eleitorado no estado, que hoje é de 2.821.602 pessoas.

A quantidade de eleitores abaixo de 18 anos nas eleições deste ano é considerada expressiva pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba - (Foto: Reprodução)

O total de 45.609 adolescentes de 16 e 17 anos vão poder votar na Paraíba nas próximas eleições, em outubro, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB). Os adolescentes que votarão pela primeira vez poderão escolher nas urnas próximo governador, as bancadas de deputados federais e estaduais e ainda os representantes do Estado no Senado da República. 
Os eleitores que possuem idades entre 16 e 17 anos e representam 12,8% do total do eleitorado no estado, que hoje é de 2.821.602 pessoas.
A quantidade de eleitores abaixo de 18 anos nas eleições deste ano é considerada expressiva pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, mesmo sabendo que é menor em relação às demais faixas etárias. 
No caso de 18 a 40 anos serão 1.425.645 eleitores aptos a votar. De 41 a 55 anos, o TRE-PB computou 730.141 pessoas a irem ás urnas. Na faixa etária de 56 a 69 anos serão 423.256 eleitores regularizados. Também estão aptos a sufragar o voto 149.424 com idades entre 70 a 79 e 47.527 eleitores acima dos 79 anos de idade. 
ClickPB

Presos provisórios poderão ir às urnas nas próximas eleições

Quase cinco mil presos provisórios na Paraíba poderão votar nas próximas eleições

O total de encarcerados hoje na Paraíba, segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária é de 12.337.
No último processo eleitoral, foram instaladas urnas nas unidades penais onde os mesmos estão recolhidos - (Foto: Walla Santos)

Os detentos de unidades prisionais na Paraíba que ainda não receberam sentença e são considerados presos provisórios poderão ir às urnas nas próximas eleições. São quase cinco mil os presos provisórios que poderão computar seu voto em outubro. O benefício está contido na Resolução 23.219 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e se estende aos adolescentes infratores que estejam cumprindo medida socioeducativa em regime fechado. 
O total de encarcerados hoje na Paraíba, segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária é de 12.337, dos quais 4.647 são presos provisórios, o que representa 1/3 da população prisional do Estado e que, dependendo de suas situações documentais, terão direito a voto. No último processo eleitoral, foram instaladas urnas nas unidades penais onde os mesmos estão recolhidos. 
Do total geral de presos provisórios, 4.399 são homens, enquanto 248 são mulheres. Na Grande João Pessoa, conforme dados da SEAP, existem hoje 1.895 presos provisórios do sexo masculino e 153 do sexo masculino.
Nas eleições de 2010, 25 estados e o Distrito Federal realizaram votações nos presídios e centros de internações. A exceção foi o Estado de Goiás.
No caso do direito de voto aos adolescentes infratores que estejam cumprindo medida socioeducativa em regime foi assinado recentemente pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) e Secretaria de Desenvolvimento Humano, representado pela Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice Almeida- FUNDAC. O Termo objetiva estabelecer cooperação técnica para fazer o alistamento eleitoral (título de eleitor), promover a instalação de seções eleitorais especiais nas Unidades Socioeducativas, assegurando o direito ao voto. O documento também foi assinado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciaria, Procuradoria da República na Paraíba, Defensoria Pública da União e a Ordem dos Advogados da Paraíba.
Na reunião ficou pactuado que as entidades parceiras deveriam tomar algumas providências para viabilizar a instalação dessas seções eleitorais especiais. 
Até o último dia 6, coube ao TRE receber a relação nominal dos adolescentes e jovens em cumprimento de medidas, contendo dados de filiação, data de nascimento e inscrição eleitoral, quando houver.
Até o próximo dia 9, em conjunto com a Justiça Eleitoral, deverá ser definida uma data para o alistamento e revisões eleitorais. Até dia 23 de agosto as entidades parceiras deverão encaminhar ao TRE/PB a relação atualizada dos eleitores que manifestarem interesse na transferência temporária, acompanhada dos respectivos formulários e de cópia de documento de identificação com foto.
ClickPB

Barco à deriva com imigrantes africanos é resgatado no Maranhão

Embarcação à deriva com vinte e cinco imigrantes é resgatada na noite de sábado próximo a São José de Ribamar


Uma embarcação à deriva com 25 imigrantes africanos foi resgatada, na noite deste sábado (19), próximo ao município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís. A informação é do governo do Maranhão.
Foram encontrados estrangeiros vindos do Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde, além de dois brasileiros, de acordo com nota do governo. Inicialmente, a Secretaria de Direitos Humanos havia informado que havia imigrante da Guiana no grupo. A informação foi corrigida por volta das 13h.
A Polícia Federal investiga se houve crime no transporte dessas pessoas ao país e vai avaliar a situação jurídica delas no Brasil.
Segundo a Capitania dos Portos do Maranhão, a Marinha foi avisada, na manhã de sábado, que havia um barco, supostamente com a bandeira haitiana, com 27 pessoas a bordo perto de São José de Ribamar. Foram, então, iniciadas buscas pela embarcação chamada de “Rossana”.
Por volta das 19h, a Capitania recebeu a informação de que um barco pesqueiro do Ceará estava rebocando a embarcação e havia oferecido água e mantimentos para os imigrantes. Eles tentaram ir até o Porto do Itaqui, mas não conseguiram. Segundo o pescador, o barco já estava quase sem suprimentos, e “Rossana” estava em condições precárias. Eles tiveram autorização para atracar às 23h30 no cais de São de José de Ribamar.
Ao chegar ao cais, equipes do Corpo de Bombeiros, do Governo do Maranhão e das polícias Federal e Militar recolheram as primeiras informações com os imigrantes.
Lá também foram realizados os primeiros atendimentos médicos e servidas refeições. A equipe multidisciplinar do Centro Estadual de Apoio às Vítimas (Ceav) esteve prestando apoio psicológico.
O grupo recebeu atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, em São José de Ribamar. Eles estavam com quadro de desidratação.
Em seguida, eles foram encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues em São Luís, onde seguem assistidos pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em caráter temporário, até que os procedimentos realizados pela Polícia Federal sejam finalizados.
G1