segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Operação bilionária e ilegal

Aécio Neves envolvido em esquema milionário de extração de Nióbio em Minas Gerais


O Nióbio, riqueza que poderia significar a redenção da economia mineira e nacional, foi entregue, através de operação bilionária e ilegal, a empresa estatal japonesa, Japan Oil, Gas and Metals National Corporation, em parceria com um fundo de investimento coreano que representa os interesses da China. Este é o final de um ruidoso conflito instalado no centro do Poder de Minas Gerais que vem sendo, nos últimos dois anos, de maneira omissa e silenciosa, testemunhado pelo governador Antônio Anastásia.
AÉCIO E A CODEMIG
Desde 2002 o então governador e atual senador Aécio Neves entregou a condução das principais decisões e atividades econômicas do Estado de Minas a Oswaldo Borges da Costa, que assumiu a função estratégica de presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (CODEMIG). Criou um governo paralelo, onde as principais decisões sobre obras e investimentos das estatais CEMIG, COPASA, DER/MG, DEOP e das autarquias de MG ficaram a cargo de “Oswaldinho”.
PALÁCIO DA LIBERDADE E OS MILIONÁRIOS
Para sede da CODEMIG, caminharam nos últimos 10 anos investidores internacionais que tinham interesse no Estado. O Palácio da Liberdade transformou-se apenas em cartão postal e símbolo de marketing publicitário de milionárias campanhas veiculadas na mídia. Por trás deste cenário artificial operou um esquema de corrupção, que contou com a cumplicidade até mesmo da Procuradoria Geral de Justiça, que impedia a atuação do Ministério Público Estadual.
DISPUTA ENTRE FAMÍLIA NEVES FORTUNA DUVIDOSA
Foi necessária esta longa introdução, uma vez que à imprensa mineira jamais foi permitido tocar neste assunto para que se entenda o que agora, uma década depois, está ocorrendo.
Após a morte do banqueiro Gilberto Faria, casado em segunda núpcias com Inês Maria, mãe de Aécio, iniciou uma disputa entre a família Faria e a mãe de Aécio, sob a divisão do patrimônio deixado. Oswaldo Borges da Costa, casado com uma das herdeiras de Gilberto Faria, passou a comandar inclusive judicialmente esta disputa.
Diante deste quadro beligerante, as relações entre Aécio Neves e Oswaldo Borges da Costa acabaram, o que seria natural, pois Aécio fatalmente ficaria solidário com sua mãe. Mais entre Aécio Neves e Oswaldo Borges da Costa é público que existia muito mais, desta forma deu-se início a divisão do que avaliam ser uma fortuna incalculável.
ORIGEM DA FORTUNA…
No meio desta divisão estaria “a renda” conseguida e a conseguir através da diferença entre a venda subfaturada e o valor real no exterior do Nióbio. Peça chave neste esquema, a CBMM pertencente ao Grupo Moreira Salles, que sem qualquer licitação ou custo renovou o contrato de arrendamento para exploração da mina de Nióbio de Araxá pertencente ao Governo de Minas Gerais por mais 30 anos.
INVESTIDORES NÃO IDENTIFICÁVEIS?
Meses depois venderia parte de seu capital a um fundo Coreano, que representa investidores, não identificáveis.
Para se ter idéia do que significou, em matéria de ganho, a renovação para Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), que tem com atividade exclusiva a exploração da mina de Nióbio de Araxá – sem a mina cessa sua atividade – depois da renovação a empresa vendeu 15% de suas ações por R$ 2 bilhões, ou seja, levando em conta apenas o valor de suas ações a empresa valeria hoje R$ 28 bilhões, R$ 4 bilhões a menos que o Estado de Minas Gerais arrecada através de todos os impostos e taxas em um ano. Mas esta operação já havia causado desconfiança principalmente nas forças nacionalistas que acompanhavam de perto a movimentação.
Acrescentando: “Circula por aí versão segundo a qual só as jazidas de nióbio dos “Seis Lagos” valem em torno de 1 trilhão de dólares. Necessário esclarecer que por sua localização e facilidade de exploração a jazida de Araxá vale muito mais que a “Seis Lagos”.
CADE – MINISTÉRIO DA JUSTIÇA OMISSO, FAVORECE AS CLASSES INTERNACIONAIS
Evidente que o Ministério Público mineiro já está investigando esta renovação do arrendamento celebrado pela CODEMIG, porém, ela nada significa perto do crime praticado contra a soberania nacional que foi a venda de parte das ações da CBMM, dando poder de veto a uma empresa estatal japonesa. Foi uma operação cheia de irregularidades com a questionável participação de órgãos que deveriam fiscalizar este tipo de operação como o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), subordinado ao Ministério da Justiça.
A operação foi aprovada em prazo recorde e com base em um parecer de folha única, que desrespeitou toda legislação existente no País. A menor das irregularidades cometidas foi conceder “Confidencialidade” aos termos da operação aprovada. Foi desrespeitada a determinação legal para que não ocorra a cassação da autorização da sociedade estrangeira funcionar no País; esta deverá tornar público todos os seus dados econômicos, societários e administrativos, inclusive de suas sucursais (art. 1.140, CC).
SOCIEDADES ESTRANGEIRAS FUNCIONANDO NO TERRITÓRIO BRASILEIRO CONTRÁRIAS A ORDEM PÚBLICA DO BRASIL
E mais, conforme constante do artigo 1.134 do Código Civil, se faz necessária para que a sociedade estrangeira possa funcionar no território brasileiro prévio exame da legitimidade de sua constituição no exterior e a verificação de que suas atividades não sejam contrárias a ordem pública no Brasil.
O Poder Executivo poderá, ou não, conceder a autorização para uma sociedade estrangeira funcionar no Brasil, estabelecendo condições que considerar convenientes à defesa dos interesses nacionais (art. 1.135, CC). Segundo a assessoria de imprensa do CADE, na tramitação da analise foi-se observado o regimento, evidente que um regimento não pode se sobrepor a lei.
PORQUE O CADE NÃO ANALISOU Á CRITÉRIO?
Nada disto foi observado e agora, a exemplo da briga instaurada entre as famílias Faria e Neves, o divorcio entre Aécio Neves e Oswaldo Borges da Costa fatalmente se transformará num dos maiores escândalos da historia recente do País e poderá levar Minas Gerais a perder a propriedade sobre a jazida de Nióbio.
Principalmente as Forças Armadas veem promovendo gestões para federalizar, a exemplo da Petrobras, a exploração de Nióbio. [O nióbio é um minério estratégico. Principalmente para a fabricação de armas cibernéticas, nucleares e conquista espacial]
RELATÓRIOS COMPROVAM ESQUEMA CRIMINOSO DE SUBFATURAMENTO DO NIÓBIO
Relatórios confidenciais da Abim e da área de inteligência do Exército demonstram como operou o esquema criminoso de subfaturamento montado pela CODEMIG/ CBMM, através da Cia de Pirocloro de Araxá. A assessoria de imprensa da CBMM, da CODEMIG e do senador Aécio Neves foram procuradas e não quiseram comentar o assunto.
O assunto “Nióbio” é amplo, não tendo como esgotá-lo em apenas uma matéria, desta forma Novojornal publicará uma série de reportagens ouvindo as diversas áreas envolvidas no tema.
Nota da Redação (atualizado às 15:26 de 21/12/2012)
O valor da venda de 15% da CBMM, ao contrário dos R$ 2 bilhões de reais, constante na matéria, foi de US$ 2 bilhões de dólares. Desta forma, 100% das ações da CBMM equivalem a US$ 28 bilhões de dólares, levando em conta que a arrecadação total anual do Estado de Minas Gerais é de R$ 32 bilhões de reais, o valor das ações da CBMM representa quase o dobro do arrecadado.
(US$ 28 bilhões de dólares x R$ 2 reais = R$ 56 bilhões de reais).
Fonte: www.noticiasbrasilonline.com.br

Polêmica mansão de Huck no Rio

A mansão de Luciano Huck em Angra não existiria sem um decreto de Sérgio Cabral


Em fevereiro, o Ministério Público Federal enviou um pedido à Justiça para manter a condenação de Luciano Huck por “se apoderar de um bem da sociedade” em sua mansão em Angra dos Reis.
Como contou Helena Stephanowicz na Rede Brasil Atual, a Procuradoria Regional da República da 2ª Região defende, no STJ, a rejeição de um recurso de Huck por tratar-se apenas de “medida de inconformismo, caracterizando mera insatisfação do réu com a sentença”.
A juíza Maria de Lourdes Coutinho Tavares havia condenado o apresentador a pagar 40 mil reais por cercar com boias e redes a faixa costeira ao longo de sua casa na Ilha das Palmeiras. Tudo sem autorização ambiental.
Na terça, dia 17, o Ministério Públicod Federal do RJ solicitou a execução da sentença, já que todas as opções de recursos foram esgotadas.
Ele alegava que havia “o propósito de exercício futuro de atividade de maricultura” — ou seja, a criação de mariscos.
Não por coincidência, é a mesma desculpa usada pelos Marinhos para manter a Paraty House longe de estranhos. Uma paisagista que trabalhou lá escreveu um depoimento ao DCM.
“A maricultura dos Marinhos segue a mesma característica da de Luciano Huck”, disse.
“No caso da Paraty House, o que se fez foi uma fazenda marinha de fachada para impedir acesso das pessoas e embarcações à praia. As lanternas [estruturas onde os moluscos ficam armazenados] possuíam 4-6 animais completamente abandonados. Em suma, era uma aquicultura mentirosa.”
Huck também foi favorecido, em seu empreendimento, pelo então governador Sérgio Cabral. Reproduzo abaixo trechos de uma reportagem do Estadão de janeiro de 2010 sobre a “Lei Luciano Huck”.
PS: não consta que Huck tenha visitado Cabral na prisão.
“Alvo de ação civil pública movida pelo município de Angra dos Reis em outubro de 2007 por supostos danos ambientais e construções irregulares em sua casa de veraneio, o apresentador de TV Luciano Huck é representado pelo escritório de direito do qual é sócia a primeira-dama do Rio, Adriana Ancelmo Cabral.
Seu marido, o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), editou, em junho do ano passado, o Decreto 41.921, que alterava a legislação da Área de Proteção Ambiental (APA) de Tamoios, na Baía de Ilha Grande.
A medida, cuja constitucionalidade é questionada no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Procuradoria-Geral da República, beneficiaria proprietários de residências consideradas irregulares na região — caso de Huck e sua casa na Ilha das Palmeiras.
Ambientalistas contrários às mudanças determinadas por Cabral se referem ao decreto conhecido como “Lei Luciano Huck”. Na Ação 2007.003.020046-8, que tramita na 2ª Vara Cível de Angra, o apresentador é representado por dois integrantes do escritório Coelho, Ancelmo e Dourado Advogados.
O município obteve liminar, em maio de 2008, que obrigou Huck a paralisar as obras em sua casa, que incluíam a construção de bangalôs, decks, garagem de barcos e muro para criação de praia artificial, “o que pode ocasionar danos ambientais irreversíveis, assim como agravar os já existentes”, conforme despacho do juiz Ivan Pereira Mirancos Junior.
Desde domingo, o Estado vem mostrando a atuação da primeira-dama e de seu escritório de advocacia em ações judiciais, como a defesa do Metrô Rio e do grupo Facility, um dos maiores fornecedores do governo Cabral.
Resultado de imagem para mansao huck em angra
Fubre: http://www.diariodocentrodomundo.com.br

Processo de expulsão

Romário expulsa deputados do partido que votaram para salvar Picciani, Paulo Melo e Albertassi 


O senador Romário, presidente do Podemos no Rio de Janeiro, decidiu expulsar neste sábado, 18, dois deputados estaduais do partido que votaram para livrar os colegas Jorge Picciani, presidente da Alerj, Paulo Melo e Edson Albertassi da prisão. Os três foram alvo da Operação Cadeia Velha, que levou o Estado do Rio de Janeiro a deixar de arrecadar R$ 183 bilhões em tributos em um prazo de cinco anos.  Serão expulsos do Podemos os deputados Chiquinho da Mangueira e Jorge Moreira Teodoro, conhecido como Dica.
O senador Romário, presidente estadual do Podemos no Rio de Janeiro, abriu processo de expulsão dos deputados estaduais que votaram pela revogação da prisão de Jorge Picciani, presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), e mais dois parlamentares do PMDB.
Serão expulsos do Podemos os deputados Chiquinho da Mangueira e Jorge Moreira Teodoro, conhecido como Dica. Ambos votaram pela revogação da prisão e o retorno imediato à Alerj de Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi. A votação foi encerrada com 39 parlamentares a favor da soltura, 19 contra e uma abstenção, na sexta-feira (17).
A decisão do Legislativo fluminense reverteu o que determinou na quinta-feira (16) os cinco desembargadores da Primeira Seção do TRF-2 (Tribunal Federal da 2ª Região). A Corte mandou prender preventivamente os deputados a pedido do MPF (Ministério Público Federal), mas a decisão foi submetida à Alerj.
O trio foi preso durante a Operação Cadeia Velha, da Polícia Federal, em um dos braços da Lava Jato, que investiga o uso dos cargos públicos para corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em combinação com as empresas de ônibus.
Romário é pré-candidato ao Governo do Rio de Janeiro.
Resultado de imagem para Romário expulsa deputados do Podemos que votaram para salvar Picciani
Jornal do País

Achada morta

Brasileira foi encontrada morta e nua com o corpo desfigurado no centro de Roma

Aldobrando Papi, de 55 anos, foi detido como suspeito na última sexta-feira (17), três dias depois do corpo ser encontrado

Brasileira é encontrada morta e nua no centro de Roma
Após uma autópsia realizada pelo Instituto Médico Legal da Universidade Sapienza, os peritos descobriram diversos traumas na cabeça sofridos pela vítima. Ela também tinha feridas leves espalhadas pelo corpo, segundo informações do Estadão. O corpo também será submetido a outros exames, que vão revelar se a vítima sofreu algum tipo de violência sexual.
Aldobrando Papi, de 55 anos, foi detido como suspeito na última sexta-feira (17), três dias depois do corpo ser encontrado. O italiano também é morador de rua e teria confirmado as agressões contra a brasileira. Papi deve responder por homicídio doloso.
Notícias ao Minuto

Mais um 'fim de mundo' que não aconteceu

'Fim do mundo' marcado para este domingo gera memes na web; afinal, quantos fins de mundo' já tivemos?

'Fim do mundo' marcado para este domingo gera memes na web; confira
© Reprodução / Twitter

Não é a primeira e nem a última vez que teóricos da conspiração preveem uma data para o 'fim do mundo'. Desta vez, o dia seria 19 de novembro de 2017. Neste domingo, o misterioso/suposto planeta Nibiru, ou Planeta X, destruiria a Terra. Teóricos afirmaram que terremotos apocalípticos acontecerão devido a uma colisão de Nibiru com Terra, extinguindo definitivamente o nosso planeta.
No entanto, o astrônomo do Nasa Ames Research Center David Morrison desmentiu o suposto “fim do mundo” e também afirmou que Nibiru não existe. “Se um grande objeto estivesse entrando no sistema solar, sua gravidade perturbaria as órbitas dos planetas e nós teríamos detectado isso muito antes de ele se aproximar. As órbitas dos planetas são muito reguladas e se algum objeto maciço surgisse de vez em quando e passasse pelo sistema solar interno tudo seria estragado”, explicou ao jornal britânico DailyMail.
Verdade ou mentira, o assunto rendeu memes no Twitter. 

Há 50 anos, infarto matou Guimarães Rosa com 59

Escritor Guimarães Rosa, recriador da linguagem literária brasileira, morria há 50 anos


Há meio século, em 19 de novembro de 1967, morria o escritor João Guimarães Rosa, apenas três dias depois de assumir a cadeira número 2 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Ele havia sido eleito quatro anos antes, por unanimidade, em 1963. No auge da carreira, o autor consagrado por sua recriação da linguagem da literatura temia a emoção de tomar posse como acadêmico e, de fato, um infarto o matou aos 59 anos de idade.
Naquele mês de novembro de 1967, os jornais da época destacavam o fato de que, em uma mesma semana, a filha do autor mineiro, Wilma Guimarães Rosa, lançaria seu primeiro livro, Acontecências, no dia 13, e três dias depois, seu pai tomaria posse na ABL.
“Eram duas maravilhosas acontecências em nossas vidas, eu lançando meu primeiro livro e meu pai tendo o coroamento da carreira literária dele. Infelizmente, para nossa tristeza, no domingo, Dia da Bandeira que ele tanto reverenciava, Deus o chamou. Foi uma semana que começou linda, mágica, entusiasmante, e terminou de um modo trágico para todos nós, família, amigos, leitores, admiradores. Porém, resta o consolo da frase que meu pai proferiu, junto com o discurso de posse na Academia Brasileira de Letras: as pessoas não morrem, ficam encantadas”, relembra Wilma, em depoimento na página do Facebook da editora Nova Fronteira, há três décadas responsável pela publicação da obra de Guimarães Rosa.
Em vários pontos do país, homenagens estão programadas para lembrar a data. Em Belo Horizonte, a Praça Guimarães Rosa, no bairro Cidade Nova, será reinaugurada hoje (19), passando a contar com uma estátua do autor. Também neste domingo, em São Paulo, a Livraria da Vila, no bairro dos Jardins, recebe a partir das 11h atores, entre eles Lima Duarte, para leituras de trechos do romance Grande Sertão: Veredas; às 16h, a escritora Noemi Jaffe dá uma palestra sobre o autor no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) da capital paulista.
Já no CCBB do Rio de Janeiro a homenagem será em janeiro de 2018, quando o centro cultural receberá o espetáculo/instalação Grande Sertão: Veredas, da diretora Bia Lessa. O espetáculo marca o reencontro de Bia com a encenação teatral – sua última peça foi Exercícios nº 2: formas breves, em 2009 – e com a obra do escritor mineiro: em 2006, ela foi a responsável pela exposição com o mesmo título do romance que inaugurou o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.
Travessia
Nascido em Cordisburgo (MG), em 27 de junho de 1908, João Guimarães Rosa se mudou aos 10 anos para Belo Horizonte, onde se formou em Medicina em 1930 e começou a trabalhar como capitão médico da Força Pública do Estado de Minas Gerais. Um ano antes da formatura, porém, ele já havia tido sua estreia literária, com a publicação na revista O Cruzeiro do conto O mistério de Highmore Hall.
Em 1936, a coletânea de versos Magma, obra inédita, recebe o Prêmio Academia Brasileira de Letras, com elogios do poeta Guilherme de Almeida (1890-1969). Nessa época, Guimarães Rosa já havia iniciado a carreira de diplomata, na qual ingressara por concurso em 1934.
Ao longo das duas décadas seguintes, foi sucessivamente cônsul em Hamburgo, na Alemanha; secretário de embaixada em Bogotá, na Colômbia; chefe de gabinete do ministro João Neves da Fontoura (a quem viria a suceder, na ABL), e representante brasileiro em conferências de Paz e da Unesco, em Paris. Em 1951, voltou ao Brasil e foi nomeado novamente chefe de gabinete do chanceler João Neves da Fontoura, e depois chefe da Divisão de Orçamento (1953) e do Serviço de Demarcação de Fronteiras do Itamaraty.
Paralela à carreira de diplomata, a de escritor já lhe havia garantido lugar de destaque na literatura brasileira desde 1946, com a publicação do livro de contos Sagarana. As inovações na linguagem, a estrutura narrativa e a riqueza nos simbolismos são características que marcam o novo significado da temática regionalista na literatura brasileira, trazido pelos contos de Guimarães Rosa.
Em 1952, o escritor fez uma longa excursão a Mato Grosso, que o colocou em contato com os cenários, os personagens e as histórias que ele iria recriar em sua obra-prima, o romance Grande Sertão: Veredas , lançado em 1956, juntamente com o ciclo novelesco Corpo de Baile . Indiscutivelmente um dos mais importantes textos da literatura brasileira e mundial, o livro foi o único brasileiro, entre obras de escritores de 54 países, a ser incluído em um ranking publicado em 2002 na Noruega dos 100 melhores romances do mundo.
Na tarefa de experimentar e recriar a linguagem literária, Guimarães Rosa inventou vocábulos, utilizou arcaísmos e palavras populares e recorreu a inovações semânticas e sintáticas. Primeiras Estórias (1962), Campo Geral (1964) e Tutaméia – Terceiras Estórias (1967) foram outras obras desse escritor universal, traduzido e publicado em diversas línguas, adaptado para o cinema e a televisão e detentor de vários prêmios literários.
Agência Brasil

Carteira Nacional de Habitação Digital

Veja como usar App da Carteira Nacional de Habilitação Digital liberado para Android e iOS

Depois de uma longa espera, o app finalmente foi oficializado e pode ser utilizado por quase qualquer motorista com uma CNH mais recente
App da CNH Digital é liberado para Android e iOS - (Foto: Reprodução)

E aí, lembra da tal história da Carteira Nacional de Habilitação eletrônica no Brasil? Ela foi anunciada no meio deste ano e até chegou a figurar em uma versão de testes para aparelhos Android, mas foi tirada do ar para não confundir os desavisados – que podiam achar que se tratava do produto final.
Depois de uma longa espera, o app finalmente foi oficializado e pode ser utilizado por quase qualquer motorista com uma CNH mais recente. Ok, mas por que “quase”? Porque, por enquanto, só o pessoal de Goiás e do Distrito Federal está incluso nessa fase inicial do programa do Denatran. Em breve, o serviço deve ser disponibilizado para o restante do país. A expectativa é que “até 1º de fevereiro de 2018, todos os Detrans dos 27 estados devam estar aptos a emitir a versão da CNH Digital”.
Seja como for, a ideia é boa e segue o que já vem sem feito há tempos com cartões de crédito e cartões de banco – que somem cada vez mais das carteiras. Isso porque a CNH-e (ou CNH Digital) permite dispensar de vez o documento físico, ficando armazenada de forma segura no seu celular e tendo a mesma validade legal do bom e velho item de papel. Ok, mas é fácil se preparar para fazer essa troca? Mais ou menos.
Como bem explicam os colegas da MacMagazine, primeiro é preciso ter a versão mais nova da CNH tradicional, com código QR. Caso você não faça parte desse grupo seleto, dá para solicitar uma 2ª via do documento junto ao Detran do seu estado, pagando uma pequena taxa (R$ 95) pela operação. Depois disso (ou caso já tenha essa CNH), basta se cadastrar no portal de serviços do Denatran, confirmar seus dados junto a uma agência do Detran e, aí sim, usar um código de ativação para liberar o uso do aplicativo como carteira de motorista oficial.
O software, aliás, já pode ser baixado tanto na loja de apps da Google quanto na da Apple. Vale notar que, como o documento fica atrelado a apena um dispositivo, é necessário bloquear o código do aparelho anterior e solicitar um novo para que os dados da sua CNH Digital possam ser migrados para outro smartphone. E aí, curtiu a novidade? Deixe a sua opinião sobre o assunto mais abaixo, na seção de comentários.
Por Tecmundo

Polonês é derrotado por brasileiro no UFC

Fabricio Werdum sofre, mas vence Marcin Tybura por unanimidade no UFC Sydney

Brasileiro domina o combate, mas mesmo sofrendo golpes duros do polonês dá mais um passo rumo à reconquista do cinturão de campeão mundial da categoria

Fabricio Werdum venceu Marcin Tybura por decisão unânime dos juízes no UFC Sydney - (Foto: Reprodução/Getty Images)

Foi mais difícil do que se esperava, mas Fabricio Werdum passou por mais uma dura prova no UFC. Com uma atuação inconstante, o brasileiro derrotou o polonês Marcin Tybura por decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45 e 49-46), dando mais um passo rumo à disputa do cinturão dos pesos-pesados da organização. Esta foi a 23ª vitória de Fabricio Werdum em 31 lutas na carreira - a segunda seguida no UFC. Já Tybura sofreu a terceira derota em 19 duelos como profissional.
- Esse país é incrível. Vou trazer a minha família para cá com certeza. Parabéns a Tybura, que é muito duro, mas eu sou mais velho, tenho três anos a mais (risos). No UFC toda luta é muito difícil, mas meu . Galera brasileira, muito obrigado. A comunidade aqui é muito grande. "Uh! Vai morrer!" - brincou Fabricio Werdum após a luta.
A luta começou com Werdum ameaçando dar uma "voadora" em Tybura logo no início, mas parou no meio do caminho. Tybura dava pisões no joelho de Werdum, que contra-atacava com chutes altos. O brasileiro encurtava a distância para preparar os clinches do muay thai e encaixar joelhadas. Após fintar o polonês com um single leg, Werdum tentou dominar as costas de Tybura, mas o polonês escapou e inverteu a posição, dominando as suas costas, mas já sem tempo de atacar.
No segundo round, após receber um direto de esquerda de Werdum no rosto, Tybura tentou um chute alto, desviado pelo brasileiro. Werdum tentou em seguida uma joelhada voadora, mas o polonês defendeu e contra-atacou, quase desequilibrando o brasileiro. O polonês acertou um chute de esquerda na cabeça de Werdum, que absorveu o golpe. O polonês repetiu o golpe, aproveitando a guarda baixo do brasileiro, acertando novamente. Werdum conseguiu conectar um upper de direita fintando o golpe. Os dois lutadores mostravam um bom repertório de golpes, e Tybura já mostrava cansaço.
Na volta para o terceiro round, enquanto Tybura aplicava pisões nos joelhos de Werdum, o brasileiro buscava os chutes na linha de cintura e o clinche para preparar as joelhadas, que não saiam como poderiam. Werdum dominava as ações, mas o polonês mostrava muito poder de absorção, não se abalando com os golpes recebidos.
No quarto round, após os dois lutadores trocarem golpes nas pernas, Werdum encurtou a distância e levou a luta para a grade, após tentar derrubar Tybura com um single leg. O polonês mantinha a estratégia dos pisões nos joelhos, enquanto o brasileiro variava mais os golpes. Na metade do round, o brasileiro enfim conseguiu derrubar, ficando por cima no chão. Após tentar a montada, o brasileiro não conseguiu segurar o polonês no chão, e a luta voltou a ser disputada em pé. Nos últimos segundos, Tybura tentou a derrubada, e Werdum se deixou derrubar, encaixando a guilhotina, mas já sem tempo de finalizar a luta.
No quinto e último round, já muito cansados, os dois lutadores se movimentavam mais lentamente, mas um chute alto de Tybura acertou a cabeça do brasileiro, que sentiu, mas se manteve de pé. O polonês se mostrava melhor na luta, e um novo chute novamente atingiu a cabeça de Werdum. O cansaço atrapalhava o brasileiro, que não se defendia como deveria. Na segunda metade do round a luta ficou mais equilibrada, com Tybura também mostrando cansaço e diminuindo o ritmo. O brasileiro aproveitou para desferir mais golpes, que acertaram o polonês. Nos últimos segundos da luta os dois lutadores trocaram golpes no centro do octógono, mas já sem potência para nocautear um ao outro.
ClickPB

domingo, 19 de novembro de 2017

O rock está de luto

Malcolm Young, guitarrista do AC/DC, morre neste sábado aos 64 anos de idade

Embora as causas da morte do músico não tenham sido divulgadas, ele sofria há tempos de demência, mal que o afastou dos palcos e dos estúdios de gravação desde 2015

O AC/DC nasceu em 1973 e tinha como principal característica a sólida base rítmica de Malcolm - (Foto: Reprodução)

Malcolm Young, guitarrista do AC/DC, morreu neste sábado aos 64 anos de idade. A informação foi divulgada na página oficial do grupo no Facebook. Embora as causas da morte do músico não tenham sido divulgadas, ele sofria há tempos de demência, mal que o afastou dos palcos e dos estúdios de gravação desde 2015.
Quando se fala em AC/DC, a primeira imagem que se tem é a do guitarrista principal, Angus Young, com seu uniforme de estudante ou performances que se assemelham a de um ataque epilético. Ou de Bon Scott (morto em 1980, afogado em seu próprio vômito) e seu substituto, cantores de voz rascante. Malcolm, no entanto, era a alma e o líder do AC/DC, atributos que ele carregava de maneira discreta. O grupo nasceu em 1973 e tinha como principal característica a sólida base rítmica de Malcolm, que dava liberdade para os solos desenfreados de Angus.
ClickPB - Por Veja

Preocupação da Igreja com casos de abuso sexual

Vaticano investiga supostas relações homossexuais entre menores do pré-seminário

Assunto voltou a ser preocupação da Igreja Católica após casos de abuso sexual serem revelados em livro de jornalista italiano lançado este mês

Vaticano é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado cujo território está dentro da cidade de Roma, capital da Itália - (Foto: Paulo Pinto-fotos públicas)

O Vaticano anunciou que iniciou uma investigação sobre supostas relações homossexuais mantidas entre menores no pré-seminário São Pio X, na Santa Fé, que acolhe coroinhas e possíveis seminaristas.
"Em consideração dos novos elementos surgidos recentemente está em curso uma nova investigação para que se lance toda a luz sobre o que realmente aconteceu", disse o Vaticano em comunicado. Os líderes da Igreja Católica afirmam também que, desde 2013, foram realizadas investigações em várias ocasiões depois que "algumas denúncias anônimas e não anônimas" foram efetuadas.
"Os fatos denunciados, que datavam de anos anteriores e nos quais estariam envolvidos alunos coetâneos entre si, alguns dos quais já não estavam presentes no instituto no momento das investigações, não encontraram uma confirmação adequada", acrescenta a nota.
Abuso sexual
O assunto voltou a ser preocupação da Igreja após casos de abuso sexual entre os alunos do pré-seminário, localizado a poucos metros da Casa Santa Marta, residência oficial do papa Francisco, serem o foco central de recentes investigações jornalísticas.
Neste mês, o jornalista italiano Gianluigi Nuzzi apresentou um livro intitulado "Peccato originale" ("Pecado Original", em tradução livre) no qual divulga o relato do jovem polonês Kamil Tadeusz Jarzembowski sobre supostos abusos cometidos na instituição.
Na polêmica publicação, o garoto conta sobre "os abusos no seu quarto a outro seminarista, mais de 140 vezes e dos quais ele era testemunha ocular". Os casos teriam ocorridos entre os anos de 2013 e 2014.
ClickPB - Por IG

Deputado anuncia afastamento voluntário do cargo

Após deixar prisão, Jorge Picciani anuncia afastamento da Assembleia Legislativa do Rio

Picciani, que está no sexto mandato, informou que vai dedicar o seu tempo "à sua defesa e à do filho

Picciani disse que aguarda a decisão com serenidade e, se for o caso, vai recorrer' - (Foto: Da Internet)


O deputado estadual e presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), Jorge Picciani, anunciou neste domingo (19), em nota, que vai se licenciar das atividades parlamentares até fevereiro do ano que vem. 
O afastamento voluntário começa na próxima terça-feira (21). Picciani, que está no sexto mandato, informou que vai dedicar o seu tempo "à sua defesa e à do filho, que permanece preso, e à sobrevivência da empresa de 33 anos da família". 
O presidente da Alerj é um dos acusados pelo Ministério Público Federal na Operação Cadeia Velha, que investiga corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.
O Ministério Público entrou ontem (18) com um pedido de anulação da sessão na Alerj que autorizou a soltura de Picciani, pois na ocasião foi desrespeitada uma liminar que garantia o acesso do público à Casa.
Leia a nota:
'O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Jorge Picciani (PMDB), comunica que vai tirar licença de suas atividades parlamentares a partir desta terça-feira (21/11), e só deverá retornar à Alerj em fevereiro de 2018, após o recesso de janeiro.
A razão imediata é o fato de querer se dedicar à sua defesa e à do filho, que permanece preso, e à sobrevivência da empresa de 33 anos da família. A empresa teve a conta bloqueada pela Justiça - apesar que arcar com gastos fixos como salário de funcionários, impostos, veterinários e alimentação dos animais.Sobre os movimentos em curso para que ele e os deputados Paulo Melo e Edson Albertassi sejam afastados do cargo, Picciani disse que aguarda a decisão com serenidade e, se for o caso, vai recorrer'. 
ClickPB - Por R7

Operação 'HAN'

Polícia Civil prende em Picuí, no seridó da Paraíba, comerciante com arsenal

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Picuí, que faz parte da 13ª Delegacia Seccional, desencadeou, na manhã desta sexta feira (28), na cidade de Picuí, no Seridó paraibano, a Operação ‘HAN’, que teve como objetivo coibir o comércio ilegal de armas de fogo e munições na região. Durante a ação, a polícia prendeu o comerciante Maurílio Lucena de Araújo, 54 anos, e apreendeu projéteis de armas de fogo e acessórios usados para fabricação de munições.
A operação foi motivada por uma ligação feita para o número 197 Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds). Segundo a ligação anônima, um homem conhecido como Neném dos Couros estaria vendendo ilegalmente munições e materiais como espoleta, pólvora e cartuchos vazios no comércio dele, e, de acordo com a pessoa, para não levantar suspeitas, o comerciante guardava o material no estoque da loja entre os produtos legais.
A partir dessa informação, os policiais iniciaram as investigações e encontraram a loja do suspeito, um comércio tradicional, localizado na avenida principal da cidade, que oferece para os clientes materiais de caça, pesca e couro. Com a identificação, foi pedido um mandado de busca e apreensão que foi expedido pela Justiça e cumprindo. No local, os policiais encontraram munições de vários calibres, entre eles 380, 38, 12 e materiais para fazer munições artesanais. O material estava embaixo do balcão na entrada da loja e no estoque guardado em caixas de papelão.
Com a descoberta do material, o comerciante foi preso em flagrante e os policiais seguiram até a casa dele, onde foram encontradas em um quarto que fica anexo da residência mais munições e material para recarga. “Os nossos levantamentos mostram que o comerciante estaria vendendo munições para os criminosos da região, já que vendia o material para todos que procuravam a loja, inclusive recebemos denúncias por meio do 197 de que os criminosos presos nos últimos dias pela prática de homicídios na cidade compraram as munições a Neném do Couro”, falou o delegado Rodrigo Monteiro.
O material encontrado na residência e no comércio de Maurílio é bastante explosivo e colocava em risco a vida dos moradores da área. Durante depoimento ele informou que comprou o arsenal na cidade Campina Grande a uma pessoa que veio de Caruaru, em Pernambuco. O crime praticado pelo comerciante não cabe fiança e ele foi autuado por comércio ilegal de munições e acessórios. Maurílio será apresentado ao Juiz na audiência de custódia.
Operação HAN – A operação recebeu este nome em alusão à dinastia HAN, período no qual a pólvora foi descoberta.
Secom-PB

Em boa forma

Aos 54 anos, Solange Frazão ostenta corpão em biquíni na praia de Trancoso, na Bahia 

Foto: Reprodução/ Instagram
Solange Frazão exibiu a boa forma na praia de Trancoso, na Bahia, nesse domingo (19).
A musa fitness de 54 anos também posou a filha, Thabata. “Arrasando em Trancoso. Mesmo depois da gestação, ela já está em forma e com saúde. ‘Mamis ensinou direitinho’. #filhaemaeemforma #emformaaos54 #emformaaos29”, comentou Solange.
Como sempre, a personal trainer e apresentadora recebeu inúmeros elogiso. “Inspiração”, escreveu um. “Maravilhosa! Minha musa desde adolescente!”, disse uma seguidora. “Perfeita! Idade não define ninguém. Você é prova viva. Parabéns”, comentou outro.
Quem