terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Falecimento

MORRE NA MANHÃ DE HOJE EM ÁGUA BRANCA O SENHOR LUIZ PIRES DE ALMEIDA

Resultado de imagem para falecimento
Faleceu às 08h20 desta terça-feira (06), o senhor Luiz Pires de Almeida, residente na cidade de Água Branca - PB, onde o seu corpo está sendo velado.
Consternados com a irreparável perda, seus familiares convidam parentes e amigos para o seu sepultamento que acontecerá amanhã no Cemitério São João Batista, na cidade de Juru, em horário que deverá ser comunicado após confirmação da vinda dos filhos que residem em São Paulo.
Antecipadamente, agradecem a todos que comparecerem a esse ato de solidariedade e fé cristã.

Flamenguista em Mari

Paraibano que atua no Flamengo fará partida beneficente na cidade de Mari

Jogador promoverá evento em sua cidade natal
Jogador Thiago santos  promoverá evento em Mari, na Paraíba, sua cidade natal
O atacante paraibano Thiago Santos, que atua no Flamengo, participará de um jogo beneficente em sua cidade natal, Mari, no próximo dia 13, no estádio ‘O Lebrão’.
O evento, que já ficou conhecido com a ‘Pelada de Thiago’, reunirá convidados e amigos do jogador. A partida tem o objetivo de promover a doação de alimentos para famílias carentes de Mari.
O jogo está programado para iniciar às 15:30. Para ter acesso ao evento, basta doar dois quilos de alimentos não perecíveis.
Na oportunidade, o atacante sorteará camisas do Flamengo, chuteiras e outros brindes.
MaisPB

Senador recorre ao STF

Renan Calheiros recorre da decisão que o afastou da presidência do Senado

 
Senador Renan Calheiros, presidente do SenadoO presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recorreu nesta terça-feira (6) da decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello que o afastou da presidência do Senado no final da segunda-feira.
O recurso ao STF foi apresentado por meio da advocacia do Senado.
Segundo o recurso, a decisão do ministro Marco Aurélio violou os princípios do “devido processo legal e da separação de poderes”. A defesa de Renan ao STF argumenta que , para afastá-lo com base no argumento de que réus no Supremo não poderiam ocupar a linha de substituição do presidente da República, também deveria ser exigido que o processo penal contra o presidente do Senado passasse por autorização de ao menos 2/3 dos deputados, como ocorreria com o presidente da República.
Segundo o documento, a decisão do STF violaria “os pontos cardeais do Estado de Direito: 1) o princípio da legalidade; 2) o princípio do devido processo legal; 3) o princípio da Separação dos Poderes; 4) o princípio da inafastabilidade da jurisdição”.
O texto ainda acrescenta: “caso se admita essa excrecência, o raciocínio lógico e ao princípio de justiça vão obrigar que se aplique a analogia por inteiro. Na espécie, só se poderia admitir denúncia contra quem estiver na linha sucessória do Presidente da República mediante prévia autorização de dois terços dos membros da Câmara dos Deputados”.
Seu afastamento ainda poderia provocar  “prejuízo” ao “equilíbrio institucional”, segundo o texto do recurso, e ameaçar a votação de projetos importantes, como a PEC do Teto de Gastos, que congela os gastos do governo pelos próximos 20 anos.
Afastamento
A decisão do ministro Marco Aurélio atendeu a ação movida pelo partido Rede Sustentabilidade. O argumento foi o de que Renan não poderia permanecer na linha de substituição do presidente da República sendo réu em processo criminal.
“Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de presidente do Senado o senador Renan Calheiros. Com a urgência que o caso requer, deem cumprimento, por mandado, sob as penas da lei, a esta decisão. Publiquem”, escreveu o ministro em sua decisão.
Na semana passada, o STF decidiu abrir processo e transformar Renan em réu pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público).
Uol

Miguel Quiroga era desertor

Piloto do avião da Chapecoense tinha mandado de prisão por desertar da Força Aérea

O boliviano Miguel Quiroga, de 36 anos, era piloto e um dos sócios da Lamia - Reprodução Facebook
O boliviano Miguel Quiroga, de 36 anos, era piloto e um dos sócios da LaMia – Reprodução Facebook
Miguel Quiroga, piloto do avião da Lamia que transportava a delegação da Chapecoense e uma das 71 vítimas da tragédia, tinha um mandado de prisão por ter desertado da Força Aérea, disse, nesta segunda-feira, o ministro boliviano da Defesa, Reymi Ferreira.
O ministro explicou que os pilotos militares assumem compromisso de, após formados, não se retirarem da Força Aérea até cumprirem com os anos de serviço militar previstos. Ele evitou a prisão com recursos na Justiça.
Domingo, em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, a viúva de Quiroga, Daniela Pinto, disse ter certeza de que o marido fez de tudo para evitar a tragédia:
– Eu entendo a dor de todas as pessoas, mas meu marido nunca colocaria por vontade própria a vida e a de outras pessoas em risco. Meu marido era um homem responsável, que amava o que fazia. Ele não era uma pessoa má. Não era um assassino – disse.
Natural de Cobija, o boliviano Quiroga – que era um dos sócios da LaMia – tinha 36 anos.
G1

Execução

Ex-presidiária é assassinada na frente de casa em João Pessoa nesta segunda-feira

Imagem: reprodução rede social
Imagem: reprodução rede social
Uma mulher, identificada como Luana Paulino da Silva, 20 anos, foi assassinada na noite dessa segunda-feira (5), no bairro de Mandacaru, em João Pessoa.
De acordo com informações de populares, o crime aconteceu próximo à vila da associação do bairro.
A vítima havia ficada reclusa por 11 meses no presídio feminino do Bom Pastor, na Capital.
O Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU) foi acionado, mas quando chegou ao local a jovem já estava sem vida.
A Polícia Militar efetuou buscas na região, mas até o momento não conseguiu localizar o suspeito.
Isaac Pinto – MaisPB

'Vergonha'

Situação em Aleppo é ‘vergonha’ para o mundo, diz chanceler alemã Angela Merkel

aleppo5A chanceler alemã, Angela Merkel, classificou nesta terça-feira (6) de vergonhosa a incapacidade da comunidade internacional de ajudar a cidade síria de Aleppo.
“Aleppo é uma vergonha (…), é uma vergonha que não tenhamos conseguido estabelecer corredores humanitários, mas devemos seguir lutando”, disse.
“O combate contra a ameaça assimétrica do terrorismo islamita deve ser travado em comum (…), mas ao invés disso Rússia e Irã apoiam o regime (de Bashar al) Assad em sua atuação brutal contra sua própria população”, lamentou durante o congresso de seu partido, que deve aprovar sua candidatura para um quarto mandato em 2017.
Merkel também criticou a sociedade civil de seu país que não se mobiliza diante do sofrimento da população síria e prefere encher as ruas para denunciar “um projeto de acordo de livre comércio com os Estados Unidos”, o TTIP, contra o qual dezenas de milhares de alemães protestaram nos últimos anos.
A situação em Aleppo, onde as forças governamentais retomaram uma grande parte dos bairros rebeldes, volta a provocar tensões diplomáticas.
A Rússia acusou nesta terça-feira os Estados Unidos de terem cancelado as conversas sobre Aleppo que especialistas dos dois países deveriam realizar na quarta-feira em Genebra.
G1

Aposentadoria

Brasileiro terá de trabalhar 49 anos para se aposentar; confira mudanças

inss
O secretário-executivo da Secretaria de Previdência Social, Marcelo Caetano, explicou hoje (6) as principais regras de concessão das aposentadorias, de acordo com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) número 287, que será apreciada pelo Congresso. Confira a íntegra da proposta aqui.
Ficou definida a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria com um tempo mínimo de 25 anos de contribuição. O valor integral, igual a 100% da média das contribuições, só vale para quem tiver 49 anos de contribuição, além da idade mínima de 65 anos.
O valor do benefício será um percentual da média de todas as contribuições feitas pelo trabalhador desde julho de 1994, atualizadas pela inflação, este é o chamado salário de benefício.
O ponto de partida da tabela de cálculo é de 76% do valor da média. Por exemplo, um trabalhador com 65 anos de idade e, no mínimo, 25 anos de contribuição que recolheu a vida toda por valor equivalente a R$ 2 mil vai receber R$ 1.520.
Pelas regras atuais, este trabalhador com 65 anos de idade e os 35 anos de contribuição, na regra 85/95, teria direito a uma aposentadoria de R$ 2 mil.
Segundo a proposta do governo na PEC 287, para ter um valor maior de benefício, o trabalhador vai ter que contribuir por mais tempo. Com 26 anos de contribuição, o percentual sobre a média será de 76%. Com  30 anos, o percentual é de 81% da média. Com 40 anos, sobe para 91%. O valor integral, igual a 100% da média, só vale para quem tiver 49 anos de contribuição.
Caetano explicou também que ficou mantido o valor mínimo da aposentadoria igual a um salário mínimo. Por exemplo, se fosse aplicada hoje a média de 76% sobre o cálculo de um trabalhador que contribuiu sobre R$ 1.000, o valor da aposentadoria será de um salário mínimo, atualmente em R$ 880, mesmo que o cálculo defina R$ 760. “Ninguém vai receber menos de um salário mínimo”, disse o secretário.
R7

Um excelente segredo

Mulher Melão diz que segredo de pele ‘bonita e viçosa’ é dormir nua; "a pele respira melhor"

Reprodução/Instagram 
Reprodução/Instagram
Renata Frisson, a Mulher Melão, acaba de completar 32 anos e está cada vez mais gata! Fã de vários procedimentos estéticos, a funkeira agora revelou um “tratamento” inusitado: dormir nua.
De acordo com a beldade, o hábito de dormir sem roupas “ajuda a pele a respirar melhor, consequentemente deixando-a mais bonita, mais viçosa”, explica a gata. Melão está de passagem por Las Vegas, onde fará um show. Ela foi clicada por uma de suas bailarinas em um hotel da cidade.
Bol

Custo do jantar de Temer com senadores

Jantar do presidente Michel Temer por apoio à PEC custou R$ 35,4 mil aos cofres públicos

Uma semana depois do jantar a deputados, Michel Temer ofereceu um banquete para senadores aliados no qual pediu votos para aprovar a PEC do teto de gastos (Foto: Beto Barata / Presidência)
Uma semana depois do jantar a deputados, Michel Temer ofereceu um banquete para senadores aliados no qual pediu votos para aprovar a PEC do teto de gastos - (Foto: Beto Barata / Presidência)
O jantar oferecido em 9 de outubro pelo presidente Michel Temer a deputados para pedir apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos federais nos próximos 20 anos custou R$ 35,4 mil aos cofres públicos, informou a Presidência da República ao G1 por meio da Lei de Acesso à Informação.
Segundo o Palácio do Planalto, o jantar reuniu cerca de 300 convidados, entre deputados da base aliada, ministros e economistas.
Parlamentares que foram ao Palácio da Alvorada relataram que no cardápio tinha filé mignon, camarões, arroz, legumes e salada.
Os garçons que circulavam pelos salões da residência oficial serviram um vinho tinto produzido no Rio Grande do Sul que custa, em média, R$ 100 a garrafa. Além disso, havia uma mesa à disposição dos convidados com café e licores.
 O G1 consultou três empresas de Brasília especializadas em serviços de buffets que apresentaram orçamentos para jantares semelhantes ao servido por Temer no Alvorada.
No levantamento feito pela reportagem, o banquete para o mesmo número de convidados custaria entre R$ 38,4 mil e R$ 42 mil. O valor por convidado nos buffets consultados pelo G1 oscilaram entre R$ 128 e R$ 140.
O Palácio do Planalto se limitou a fornecer, por meio da Lei de Acesso à Informação, o que teria sido o custo total do jantar.
A assessoria da Presidência não quis informar, por exemplo, o que foi servido às autoridades, o nome da empresa que forneceu o buffet e o número exato de convidados. Para negar essas informações, a Presidência argumentou que o detalhamento dos serviços é “classificado como reservado”.
Jantar aos senadores
O jantar oferecido aos deputados foi o primeiro organizado pelo presidente da República para atrair votos para a chamada PEC do teto de gastos, que barra, nas próximas duas décadas, o crescimento das despesas federais à inflação do ano anterior.
Uma semana depois do jantar servido aos deputados, Temer abriu os salões do Palácio da Alvorada para um segundo evento, desta vez com cerca de 80 senadores, deputados e ministros.
Atualmente, o texto já foi aprovado em dois turnos na Câmara e em uma rodada no Senado. Ainda falta uma votação no plenário do Senado para a proposta do governo entre em vigor. A previsão é de que a análise da PEC seja concluída em 13 de dezembro.
A proposta é alvo de críticas da oposição e de movimentos sociais e estudantis por impor cortes de gastos nas áreas de saúde e educação.
Coquetel
Às vésperas da votação do segundo turno da PEC do teto de gastos na Câmara, foi a vez do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), oferecer, em sua residência oficial, um coquetel para pedir votos para a proposta do governo.
O evento custou R$ 4,7 mil aos cofres da Câmara, informou a assessoria da presidência da Casa. No coquetel do presidente da Câmara foram servidos sanduíches, dois tipos de caldos, sucos, refrigerantes, água, café e chá.
Segundo a presidência da Câmara, o custo do evento se refere apenas aos gastos com alimentação e aluguel de toalhas. Serviços e materiais de limpeza e segurança, afirmou a casa legislativa, foram os habitualmente disponibilizados para a residência de Rodrigo Maia, sem custos adicionais.
G1

"Crime de honra"

Irmão é acusado de matar estrela erótica da internet paquistanesa e governo muda lei

balochbalochA justiça do Paquistão acusou o irmão de Qandeel Baloch, conhecida pelos vídeos sensuais que publicava na internet, de assassiná-la com a ajuda de mais duas pessoas, em um “crime de honra” que levou o governo a mudar a lei do país, informou o promotor Jam Salahuddin.
“Um tribunal acusou segunda-feira três pessoas do assassinato de Baloch: seu irmão Muhammad Wasim e dois cúmplices, Haq Nawaz e Abdul Basit”, disse Salahuddin à Agência Efe, acrescentando que o julgamento começará nesta quinta-feira.
Muhammad foi detido em 17 de julho, um dia depois de a jovem, de 25 anos, ter sido estrangulada na casa dos pais. Em entrevista coletiva após a prisão, ele afirmou que não se arrependia de ter matado a irmã, já que ela tinha manchado a honra da família.
A jovem ganhou fama postando vídeos dançando e cantando com roupas provocantes no Facebook. Ela tinha mais de 700 mil seguidores.
Para os segmentos mais liberais da sociedade, Qandeel era uma inspiração por suas abordagens desinibidas, enquanto outros setores mais conservadores a criticavam por isso.
Os chamados “crimes de honra” são muito frequentes no sul da Ásia e costumam envolver familiares.
De acordo com a ONG Comissão de Direitos Humanos do Paquistão (HRCP), em 2015 foram cometidos quase 1.000 “crimes de honra” no país, mas esses números escondem uma realidade muito pior que fica de fora dos registros por falta de denúncias.
Em outubro deste ano, o governo paquistanês aprovou uma lei que proíbe o perdão dos familiares das vítimas neste tipo de crime, uma brecha legal que deixava muitos homens impunes após matar uma mulher, em geral irmã ou esposa. A lei estabeleceu ainda uma pena obrigatória de 25 anos de prisão para aqueles que cometam estes crimes e a criação de vias rápidas nos tribunais.
G1

Cena inusitada

Carro despenca e cai em cima de telhado de terminal de ônibus no ABC Paulista

Carro cai e fica preso em telhado de terminal de ônibus no ABC (Foto: Reprodução/TV Globo)
Carro cai e fica preso em telhado de terminal de ônibus no ABC - (Foto: Reprodução/TV Globo)
Um carro despencou em cima do telhado do Terminal de Ônibus Santo André Leste, no ABC Paulista, no final da noite desta segunda-feira (5).
Segundo o Bom Dia São Paulo, o carro trafegava pelo Viaduto Adib Chammas, que passa por cima do Terminal de Ônibus Santo André, passou por cima da mureta de concreto e despencou no telhado, onde ficou preso. As telhas de metal ficaram retorcidas e funcionários da Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU) retiraram o veículo na madrugada desta terça-feira.
O carro caiu pouco antes da meia-noite, horário de menor movimento no terminal, mas mesmo assim assustou passageiros, segundo a EMTU.
Uma pessoa ficou ferida, mas a EMTU não soube informar se era o motorista ou algum passageiro.
G1

Papai Noel escapou dessa

Helicóptero que caiu com noiva voou horas antes com Papai Noel em São Paulo

Helicóptero que caiu com noiva a bordo transportou Papai Noel horas antes em Santo André (Foto: Ednaldo Brito/Divulgação/ EC Santo André )
Helicóptero que caiu com noiva a bordo transportou Papai Noel horas antes em Santo André - (Foto: Ednaldo Brito/Divulgação/ EC Santo André)
O helicóptero que caiu na tarde de domingo (4) em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo, matando quatro pessoas, entre elas, uma noiva a caminho do altar, tinha transportado horas antes um Papai Noel do estádio Bruno Daniel, em Santo André, no ABC, até o campo da sede social do Esporte Clube Santo André, na mesma cidade.
O helicóptero modelo Robinson R44 Raven II prefixo PR-TUN chegou ao clube por volta do meio-dia com o Papai Noel a bordo. Um sócio do clube ganhou um sorteio e teve direito a dar uma volta panorâmica com o helicóptero, acompanhada de uma criança. Depois, o helicóptero foi embora sem o Papai Noel, que seguiu de carro.
Gabriel Ortiz, coordenador de esportes do Santo André, não soube dizer se o piloto do helicóptero que pousou em Santo André era Peterson Pacheco, que morreu à tarde no acidente.
Noiva e irmão são enterrados em Embu das Artes
Os corpos de Rosemeire Nascimento Silva, noiva que morreu em um acidente de helicóptero em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo, e do irmão dela, Silvano Nascimento da Silva, que também estava na aeronave, foram enterrados na tarde desta segunda-feira (5), no Cemitério Parque Paulista, em Embu das Artes.
Rosemeire tinha o sonho de chegar ao seu casamento de helicóptero, segundo o dono do buffet e responsável pela organização da festa, Carlos Eduardo Batista. O noivo a aguardava no altar quando soube do acidente com o helicóptero que deixou a sua futura mulher, o irmão dela, a fotógrafa do casamento, que estava grávida de seis meses, e o piloto, mortos.
A cerimônia e a festa aconteceriam às 16h deste domingo (4), no Recanto Beija-Flor, espaço para eventos na cidade da Grande São Paulo, mesmo horário da queda da aeronave.
“O noivo não sabia que ela chegaria de helicóptero. Seria uma surpresa para ele e para todas as pessoas da festa. Todas as noivas tem um sonho e o dela era chegar de helicóptero a seu casamento sem que ninguém soubesse”, disse Carlos, um dos poucos que sabia da surpresa para poder organizá-la.
Segundo informações da delegacia de Itapecerica da Serra, que apurou o caso, morreram no acidente:
  • Peterson Pinheiro (piloto)
  • Rosemeire Nascimento Silva (noiva)
  • Silvano Nascimento da Silva (irmão da noiva)
  • Nayla Cristina Neves Lousada (fotógrafa)
G1

Queda de pontuação

Brasil cai em ranking mundial de educação em ciências, leitura e matemática

Foto ilustrativa (internet)
Foto ilustrativa (internet)
Os resultados do Brasil no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês), divulgados na manhã desta terça-feira (6), mostram uma queda de pontuação nas três áreas avaliadas: ciências, leitura e matemática. A queda de pontuação também refletiu uma queda do Brasil no ranking mundial: o país ficou na 63ª posição em ciências, na 59ª em leitura e na 66ª colocação em matemática.
A prova é coordenada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) foi aplicada no ano de 2015 em 70 países e economias, entre 35 membros da OCDE e 35 parceiros, incluindo o Brasil. Ela acontece a cada três anos e oferece um perfil básico de conhecimentos e habilidades dos estudantes, reúne informações sobre variáveis demográficas e sociais de cada país e oferece indicadores de monitoramento dos sistemas de ensino ao longo dos anos.
Top 5 do Pisa em CIÊNCIAS:
  1. Cingapura: 556 pontos
  2. Japão: 538 pontos
  3. Estônia: 534 pontos
  4. Taipei chinesa: 532 pontos
  5. Finlândia: 531 pontos
Top 5 do Pisa em LEITURA:
  1. Cingapura: 535 pontos
  2. Hong Kong (China): 527 pontos
  3. Canadá: 527 pontos
  4. Finlândia: 526 pontos
  5. Irlanda: 521 pontos
Top 5 do Pisa em MATEMÁTICA:
  1. Cingapura: 564 pontos
  2. Hong Kong (China): 548 pontos
  3. Macau (China): 544 pontos
  4. Taipei chinesa: 542 pontos
  5. Japão: 532 pontos
Especialistas ouvidos pelo G1 afirmam que não há motivos para comemorar os resultados do país no Pisa 2015, e afirmaram que, além de investir dinheiro na educação de uma forma mais inteligente, uma das prioridades deve ser a formação e a valorização do professor. “Questões como formação de professores, Base Nacional Comum e conectividade são estratégicas e podem fazer o Brasil virar esse jogo”, afirmou Denis Mizne, diretor-executivo da Fundação Lemann.
“É fundamental rever os cursos de formação inicial e continuada, de maneira que os docentes estejam realmente preparados para os desafios da sala de aula (pesquisas mostram que os próprios professores demandam esse melhor preparo)”, disse Ricardo Falzetta, gerente de conteúdo do Movimento Todos pela Educação.
Para Mozart Neves Ramos, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna, parte da solução “passa também em superar a baixa atratividade dos jovens brasileiros pela carreira do magistério, ao contrário do que ocorre nos países que estão no topo do ranking mundial do Pisa. Nesses países, ser professor é sinônimo de prestígio social”.
Participação do Brasil
No país, a prova fica sob responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A amostra brasileira contou com 23.141 estudantes de 841 escolas, que representam uma cobertura de 73% dos estudantes de 15 anos.
Em cada edição, o Pisa dá ênfase a uma das três áreas. Na deste ano, o foco foi ciências. Em 2015, a nota do país em ciências caiu de 405, na edição anterior, de 2012, para 401; em leitura, o desempenho do Brasil caiu de 410 para 407; já em matemática, a pontuação dos alunos brasileiros caiu de 391 para 377. Cingapura foi o país que ocupou a primeira colocação nas três áreas (556 pontos em ciências, 535 em leitura e 564 em matemática).
Segundo o Inep, não existem “evidências empíricas” para afirmar que houve “diferenças estatisticamente significativas” entre a pontuação dos estudantes brasileiros nas três áreas do Pisa entre 2015 e as três últimas edições da prova (2012, 2009 e 2006).
De acordo com os dados, os resultados dos estudantes em ciências e leitura são distribuídos em uma escala de sete níveis de proficiência (1b, 1a, 2, 3, 4, 5 e 6). Em matemática, a escala vai de 1 a 6. De acordo com a OCDE, o nível mínimo esperado é o nível 2, considerado básico para “a aprendizagem e a participação plena na vida social, econômica e cívica das sociedades modernas em um mundo globalizado”.
G1

Tu ainda perguntas, Maria?

Ex-participante do BBB provoca fãs com foto de calcinha e sutiã: ‘Gostaram?’

Ex-BBB Maria Melilo posa de calcinha e sutiã
Ex-BBB Maria Melilo posa de calcinha e sutiã
A ex-BBB Maria Melilo presenteou seus seguidores no Instagram com uma foto sua bem sensual. A ex-participante do “Big Brother Brasil” aparece só de lingerie em imagem divulgada na madrugada desta terça-feira, 6, na rede social.
Na legenda, ela perguntou a seus fãs: “Gostaram disso?”. “Gosto e não é pouco”, afirmou um admirador. Maria ainda foi chamada de “linda”, “gostosa” e “gatíssima” por seus seguidores.
Ego

A solidariedade de um técnico

Levir Culpi se oferece para comandar a Chapecoense: “De forma voluntária”

Levir Culpi
 
A solidariedade na tentativa de reerguer a Chapecoense após a tragédia na Colômbia rendeu o apoio de um treinador. Sem clube desde que saiu do Fluminense, Levir Culpi declarou, na manhã desta terça-feira, que está disposto a comandar a equipe de maneira voluntária até maio, durante a disputa do Campeonato Estadual de 2017.
O técnico destacou que está à disposição da diretoria da Chape. Mas destacou: “essa é uma escolha que cabe ao clube, ao seu tempo…”.
“Ontem pela manhã acordei decidido a oferecer meu trabalho de forma voluntária à Chapecoense até o final do Campeonato Estadual em maio.”
— Levir Culpi (@LevirCulpi) 6 de dezembro de 2016
“Nesse momento de consternação, ofereço apenas uma mão e me coloco à disposição. Porém, essa é uma escolha que cabe ao Clube, ao seu tempo…”
— Levir Culpi (@LevirCulpi) 6 de dezembro de 2016
Em entrevista coletiva na última segunda-feira, o presidente em exercício do clube, Ivan Tozzo, afirmou que o novo treinador precisará ter ‘bagagem internacional’ para comandar a equipe.
Terra

Assassinado em show de banda baiana

Dançarino é morto em casa de show durante evento da banda 'A Vingadora'; veja vídeo

(Foto: Reprodução/Youtube)
(Foto: Reprodução/Youtube)
Um vídeo postado por um internauta mostra o momento da confusão após os disparos que mataram no último sábado (3) o dançarino Marcelo Tosta, de 37 anos, na casa de shows Coliseu do Forró, na orla do bairro de Patamares, em  Salvador. Nas imagens publicadas no You Tube, é possível ver o momento em que a cantora Tays Reis, da banda A Vingadora, que se apresentava no local, é retirada do palco minutos antes dos tiros. [Veja o vídeo aqui]
O vídeo foi postado na rede social no domingo (4) e, até às 22h desta segunda-feira (5), já tinha mais de 11.600 acessos. Nas imagens, também é possível ouvir uma gritaria após os tiros.
De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a polícia já teve acesso ao vídeo, que está sendo analisado para ajudar nas investigações.
A SSP-BA informou que um guarda municipal que está internado no Hospital Geral do Estado (HGE) foi autuado em flagrante, na tarde de domingo, e é suspeito de participar do homicídio. O guarda foi baleado no joelho.
As investigações apontam que o guarda, de 30 anos, e um amigo discutiram com Marcelo. Os três trocaram socos e em um determinado momento foram efetuados os disparos contra a vítima. As investigações iniciais apontam que outro homem fez os disparos.
Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apreenderam uma pistola 380 de uso pessoal do agente municipal, que pode ter sido utilizada no crime.
Ainda segundo a SSP-BA, o guarda foi ouvido pela segunda vez neste domingo e ele não disse quem participou da briga contra Marcelo. Informou ainda que o suspeito apresentou diversas contradições a cada versão contada.
O diretor do DHPP, José Bezerra, informou que solicitou ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) exame para saber se o guarda fez disparos recentes com arma de fogo. O procedimento será realizado pela Coordenação de Química, através do Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV).
O delegado ainda disse que a polícia não tem dúvida da participação de outro homem no assassinato, mas que ele ainda não foi identificado. Marcelo Tosta dos Santos foi enterrado na manhã de domingo (4), no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador.
Crime
Segundo informações da polícia, o crime ocorreu por volta das 3h da manhã de sábado. O evento que ocorria no Coliseu do Forró durante o crime era o lançamento do CD da banda A Vingadora, que ficou conhecida nacionalmente com o hit “Metralhadora”.
Uma testemunha que assistia à apresentação e preferiu não ser identificada, relatou a situação ao G1. “Primeiro começou uma briga em uma área descoberta [da casa de shows], já perto da praia. Foi confusão, empurra-empurra. O cara que foi baleado estava perto de onde vende as fichas para bebida. Nisso, um rapaz de camisa azul tirou a arma que estava na cintura e atirou no cara. Ele estava a dois metros do cara. A vítima caiu, uma pessoa chegou a abraçar o cara no chão, tentando proteger, aí o cara que estava armado ainda deu um chute na cabeça da vítima e começou a atirar várias vezes no cara que ainda estava no chão”, relata.
Ainda de acordo com a testemunha, após os tiros, todo mundo começou a gritar e a sair da casa de shows correndo para todos os lados. “Teve gente quebrando a cerca para fugir pela praia”, contou a testemunha.
Quando começou o tumulto, a banda A Vingadora parou de tocar e saiu do palco imediatamente. Segundo a polícia, o criminoso conseguiu fugir em um carro. O grupo fez show para lançar seu novo CD “Esquenta”. A vocalista Tays Reis havia convidado para participações especiais Mari Antunes do Babado Novo, Lucas e Orelha, Jeanne Lima e do grupo Fitdance. Na hora da confusão, apenas o Fitdance já havia subido ao palco.
O Coliseu do Forró e a banda A Vingadora divulgaram comunicados oficiais sobre o ocorrido. Leia na íntegra:
“Comunicado
O Coliseu do Forró lamenta o tumulto gerado na madrugada deste sábado. Como acontece em todos os eventos promovidos pelo Coliseu, a noite contava com uma equipe de seguranças e antes de entrar na casa todos passaram por revista, seguindo protocolo adequado. Uma pena um show que seguia sem maiores transtornos acabar desta forma. O estabelecimento se coloca à disposição da polícia para apurar o ocorrido o mais breve possível.
Coliseu do Forró”
“A Banda Vingadora lamenta o tumulto gerado durante apresentação em Salvador quando houve o incidente na madrugada deste sábado (03). A banda estava no palco e foi surpreendida pela confusão. A Banda Vingadora pede que tudo seja devidamente investigado pela polícia e apresenta suas sinceras condolências aos familiares e amigos da vítima”.
G1

Senador não recebe notificação do STF

Renan Calheiros recusa receber citação que o tira da chefia do Senado Federal

Renan se recusa a receber notificação do STF sobre afastamento da presidência do Senado - Andre Coelho / Agência O Globo
Renan se recusa a receber notificação do STF sobre afastamento da presidência do Senado – Andre Coelho / Agência O Globo
O oficial do Supremo Tribunal Federal (STF) foi na noite desta segunda-feira à residência oficial do Senado para entregar ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL) a notificação da decisão do ministro Marco Aurélio Melo sobre o afastamento da presidência do Senado. Renan se recusou a receber o oficial. O peemedebista foi até a porta e voltou sem a notificação. O oficial saiu alguns minutos depois com os papéis na mão.
Segundo o secretário geral da mesa Senado, Bandeira de Melo, Renan alegou que não se pode receber notificação judicial após as 18h, segundo a lei.
Perguntado sobre como Renan reagiu à decisão do ministro do Supremo, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, disse que ele está tranquilo e que vai receber a notificação amanhã às 11h.- Normalíssimo, frio, tranquilo. Marcou para receber a notificação amanhã às 11 horas.
Há um entra e sai de caciques e ministros do PMDB e outros partidos da base na residência oficial do presidente do Senado, para reunião de emergência. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que mora na casa ao lado, na residência oficial da Câmara, fez o deslocamento de poucos metros até a casa do Senado de carro e escolta oficial para driblar o batalhão de jornalistas de plantão na porta.
O vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), que assumirá a presidência da Casa no lugar de Renan, saiu da reunião e foi para uma reunião da bancada do PT no Senado. O ex-presidente do Senado José Sarney, o ministro Helder Barbalho, os senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Ciro Nogueira (PP-PI), Rose de Freitas (PMDB-ES), Garibaldi Alves, deputado Hugo Mota, também foram se encontrar com Renan.
Renan foi afastado da presidência do Senado por liminar concedida pelo ministro do Supremo Marco Aurélio Mello, que concordou com os argumentos da Rede Sustentabilidade, autor da ação, de que quem é réu não pode fazer parte da linha de sucessão do presidente da República – no caso, os presidentes da Câmara e do Senado e o presidente do STF. O STF abriu na semana passada ação penal para investigar Renan por peculato — ou seja, desviar bem público em proveito particular. O processo apura se a empreiteira Mendes Junior pagou pensão alimentícia à jornalista Mônica Veloso, com quem o parlamentar tem uma filha. No lugar de Renan, assumirá a Presidência do Senado o petista Jorge Viana.
Em uma decisão de seis páginas, o ministro narra o julgamento da ação que questiona se réus podem ocupar cargos na linha sucessória da Presidência da República. Lembra que já há maioria no STF para proibir réus de ocuparem as Presidências da Câmara e do Senado, mas o julgamento foi interrompido por um pedido de vista do ministro Toffoli e que Renan é réu no Supremo.
“Mesmo diante da maioria absoluta já formada na arguição de descumprimento de preceito fundamental e réu, o Senador continua na cadeira de Presidente do Senado, ensejando manifestações de toda ordem, a comprometerem a segurança jurídica”, diz o ministro Marco Aurélio.
G1

Da série 'Fenômenos Eleitorais'

ADVOGADO DERRUBA 'REINADO' DE 40 ANOS DE JOSÉ MARANHÃO EM ARARUNA

Vital Costa é casado com a juruense América Loudal, irmã do ex-prefeito Dr. Toinho, e sobrinha do médico Bosco Teixeira, concunhado de Maranhão

vital-costa
Advogado Vital Costa, prefeito eleito de Araruna
A série de reportagens apresentando fenômenos eleitorais nas eleições municipais deste ano na região Nordeste, realizada pelo blog do Magno Martins, de Pernambuco, em parceria com o Portal MaisPB, mostra, nesta terça-feia (06), o advogado Vital Costa (PP), que derrotou o império de 40 anos do senador José Maranhão (PMDB) em Araruna.
Reinado dos Maranhão chega ao fim
ARARUNA (PB) – Senador da República com mandato renovado nas eleições de 2014, José Targino Maranhão (PMDB), que governou a Paraíba em três oportunidades, também dominava com mão de ferro Araruna, a sua terra natal, há 40 anos. O reinado chegou ao fim nas eleições deste ano por um velho adversário. O advogado Vital Costa, prefeito eleito pelo PP, tirou o clã do poder depois de disputar a Prefeitura pela quarta vez. Se somadas as três eleições proporcionais que perdeu também para deputado, Costa, na verdade, estava nesta luta há sete pleitos seguidos.
Em 2004, quase se elege prefeito.  Perdeu por pouco mais de 1% dos votos para Availdo Azevedo, do PSB, apoiado pelo grupo Targino Maranhão. O socialista teve 50,96% dos votos contra 49,04% dele. Enfrentando em 2012 a mesma adversária que agora derrotou, Vital perdeu por uma diferença bem maior: 44,5% a 34,77% dos votos válidos. Mas como “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”, foi à desforra no pleito de outubro passado e, finalmente, venceu a primeira batalha.
Nas ruas, o povo comemorou com samba, carnaval e até axé baiano. Era a certeza de que os Maranhão começavam a ser banidos e Wilma Maranhão, irmã do ex-governador e mãe do deputado federal Benjamim Maranhão (PMDB) e da ex-deputada estadual Olenka Maranhão (PMDB), carimbava sua aposentadoria como prefeita imposta pelo povo. “Não foi fácil derrotar um grupo tão forte, liderado por um ex-governador no exercício do seu segundo mandato de senador, mas, enfim, a população despertou”, traduz Costa.
Para ele, o sentimento de mudança imperou e Araruna se libertou. “Eles governaram durante décadas a Prefeitura com mão de ferro, sem diálogo e um modelo administrativo ultrapassado. Nossa gestão será transparente e democrática com permanente diálogo com a população de Araruna, diferente do que observamos nos últimos 40 anos em que o município teve que conviver com um governo único”, afirmou.
Para por abaixo a dinastia, que não conseguiu nas outras seis seguidas tentativas, Vital Costa desequilibrou o jogo atraindo o apoio do ex-prefeito Availdo Azevedo (PSB), para quem havia perdido em 2004. Também trouxe para a sua coligação o vice-prefeito Iran Motos, presidente municipal do PSL e considerado velho aliado dos Maranhão. Agregou, ainda, vereadores insatisfeitos e até parentes próximos da prefeita que não engoliram a escolha do seu candidato, Luiz Azevedo do Nascimento, o Lulinha, derrotado por uma frente de 1.443 votos.
Abertas as urnas, Vital obteve 5.860 votos (57.02%) contra 4.417 votos (42,98%). Em 51 seções, 492 eleitores anularam o voto e 198 votaram em branco. Dos 11 vereadores, a coligação majoritária vitoriosa elegeu seis, entre os quais o novato Caio Ludgerio (SD), terceiro mais votado, com 848 votos, que já teve toda a sua família no palanque da prefeita em eleições passadas.
“Historicamente, sou do grupo de Availdo”, diz, referindo-se ao primeiro nome escolhido por Vital para vice na chapa, mas trocado no prazo final devido a complicações envolvendo a lei da Ficha Limpa. Quando prefeito, Availdo as contas de 2007 rejeitadas pela Câmara de Vereadores e ficou inelegível. “A vitória de Vital se deve muito à prepotência e a arrogância do grupo Maranhão”, constata o vereador Caio.
Casado com uma irmã do senador José Maranhão, o médico João Bosco Teixeira foi um dos que se rebelaram na família, apoiando a candidatura do prefeito eleito. “Não concordei com a escolha do candidato e achei que havia chegado a hora de dar uma oportunidade a um político tão preparado”, justifica, para acrescentar: “A nossa terra carece de uma administração voltada para o progresso e para o desenvolvimento. Araruna é um celeiro de grandes homens, tem um marco histórico na história da Paraíba. Precisa de pessoas que realmente estejam compromissadas com o progresso e o desenvolvimento, como Vital”.
Wilma Maranhão, que está fazendo uma discreta e lenta transição, é acusada pela oposição de deixar um leque de obras inacabadas, a maior delas a Vila Olímpica e um calçadão ao lado, investimentos que, juntos, superam a cifra de R$ 4 milhões e que vinham sendo tocadas com verbas da Caixa Econômica Federal. Com vocação turística, devido ao seu clima e sua posição geográfica montanhosa, Araruna vive, hoje, um caos administrativo, na expressão do prefeito eleito.
“Araruna virou um canteiro de obras inacabadas, como o acesso pavimentado ao centro ecológico da Pedra da Boca, a vila olímpica e o calçadão”, diz Vital, que já esteve em Brasília e constatou que o município perdeu recursos de emendas ao orçamento. Com o apoio de apenas uma liderança estadual que esteve no seu palanque, o deputado federal Aguinaldo Ribeiro, ex-ministro da Integração, ele já esteve nos Ministérios de Turismo e Cidades tentando recuperar recursos que haviam sido locados e não liberados. “Vamos investir naquilo em que Araruna tem de mais atrativo, que é a sua vocação turística”, afirma.
Frio e turismo ecológico puxam o turismo
Localizada na região brejeira do Curimataú paraibano, Araruna, com uma população de 19 mil habitantes, está numa posição geográfica privilegiada, em cima de uma serra, com clima extremamente agradável. Tanto que é conhecida como a terra da garoa ou a “Serra do frio”. Fica distante apenas 165 km de João Pessoa, 110 km de Campina Grande e 120 km de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Sua grande vocação é o turismo, com destaque para o turismo ecológico puxado pela famosa Pedra da Boca, onde está localizado o Santuário de Nossa Senhora de Fátima.
A história de Araruna começa entre 1830 e 1840 quando Feliciano Soares do Nascimento erigiu uma capela em louvor a Nossa Senhora da Conceição. Em torno da capela surgiram as primeiras casas que deram origem ao povoado. Em 1854, pela Lei provincial nº 25, foi criada a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Serra de Araruna. Sabe-se que o território de Araruna era propriedade de um senhor residente em Bananeiras, chamado Estêvão José da Rocha.
Trata-se de coronel da Guarda Nacional, popularmente conhecido por “Barão de Araruna”, título nobiliárquico concedido pelo imperador do Brasil, devido sua grande influência política no agreste paraibano, onde foi proprietário de muitos lotes de terra no alto da Serra da Araruna durante os idos dos anos 1800.
Araruna, antigo distrito criado em 1854 e subordinado ao município de Bananeiras, recebeu status de município pela lei provincial nº 616, de 10 de julho de 1876. A 10 de julho de 1876, o presidente da Província da Paraíba, o Barão de Mamanguape, sancionou a Lei nº 616, criando o município de Araruna. O ato solene de instalação do município só ocorreu a 11 de julho de 1877, quando tomaram posse os seguintes vereadores: Manuel Januário Bezerra Cavalcanti, presidente, Manuel d’Azevedo Belmont, João Timóteo Queirós, Targino Pereira da Costa e Joaquim Cassiano Bezerra.
Desde as suas origens, o município de Araruna esteve sob os domínios políticos da família Bezerra Cavalcanti, entrelaçada com os Carneiro da Cunha, influentes na política não só de Bananeiras, a que estava ligada Araruna, como na política da província. A partir da primeira década do Século XX, a família Targino Maranhão passou a dominar politicamente Araruna. Um domínio que, salvo um pequeno período no Estado Novo, vem se confirmando até os tempos atuais.
O desenvolvimento urbano de Araruna operou-se em três períodos distintos: o primeiro se deu entre a formação do povoado e 1908, quando se iniciou a construção do Mercado Público. O segundo se estende entre a construção do Velho Mercado até 1967, quando foi construído o Mercado Novo. O terceiro período começa com a inauguração do Mercado Novo e se estende até nossos dias.
A divisão administrativa do município tem sofrido várias modificações ao longo do tempo. Na divisão administrativa de 1901, figura com três distritos: Araruna, Tacima e Riachão. Na de 1933, aparece um único distrito: Araruna. Outra alteração aparece nas divisões territoriais de 31.12.1936 e 31.12.1937, onde volta a figurar com três distritos: Araruna, Tacima e Cacimba de Dentro. Em 15 de novembro de 1938, em virtude do Decreto-lei estadual nº 1.164, recebeu foros de município. A comarca foi criada pelo Decreto-lei estadual nº 39, de 10 de abril de 1940.
MaisPB