quarta-feira, 31 de agosto de 2016

"Um grande golpe para o Estado Islâmico"

Porta-voz do Estado Islâmico é morto na Síria, diz comunicado do grupo terrorista


Porta-voz do Estado Islâmico é morto na Síria, diz grupo
A agência jihadista Amaq, ligada ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), diz nesta terça-feira (30) que o porta-voz do grupo morreu na cidade síria de Aleppo, informa o grupo SITE Intel, que monitora a ação de jihadistas na internet. A agência informou que Adnani foi morto "enquanto inspecionava as operações para repelir campanhas militares contra Aleppo".
O comunicado não diz como nem por quem Adnani foi morto.
Abu Muhammad al-Adnani aparece em vídeos do EI desde 2011 e era um dos que mais chamava para ação os lobos solitários, de acordo com o SITE.
A diretora do SITE, Rita Katz, diz que a morte de al-Adnani é "um grande golpe" para o EI, "especialmente depois da morte do líder militar de alta patente Omar Shishani". Segundo ela, os recentes ataques inspirados no EI refletem os discursos de Adnani.
Em um de seus últimos discursos, feito em maio, o porta-voz disse aos muçulmanos ocidentais que os ataques contra civis eram "melhores" do que o avanço militar.
Ainda de acordo com Katz, Adnani nasceu em Idlib e jurou lealdade ao chefe da Al-Qaeda no Iraque antes de jurar lealdade ao líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi. Então, ele foi enviado à Síria.
G1.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário