terça-feira, 6 de setembro de 2016

Acusado de matar avó seria usuário de drogas

JURU E TAVARES AINDA ESTÃO CHOCADAS COM O ASSASSINATO DE UMA IDOSA PELO NETO EM SOROCABA 

 
Crime chamou a atenção de vizinhos da vítima, no Parque São Bento, em Sorocaba-SP - ERICK PINHEIRO
Em Juru e Tavares, no Sertão da Paraíba, ainda há muita consternação entre familiares e amigos de uma senhora de 73 anos conhecida por 'Dona' Anália que foi assassinada pelo neto na última terça-feira (30), no Parque São Bento, em Sorocaba - SP.
Segundo a Polícia Militar, por volta das 07h00 o neto teria atacado a idosa com duas facas de cozinha na residência da vítima.
Após ouvirem os gritos da idosa, os vizinhos acionaram a polícia, mas quando a viatura chegou a mesma já estava morta. O suspeito foi levado levado e apresentado  a autoridade policial de plantão e será investigado pela polícia civil.
O crime chocou os moradores da rua, que acompanharam a retirada do corpo da vítima da residência. Aos policiais militares os vizinhos informaram que o acusado seria usuário de droga, mas ele não teria antecedentes criminais.
De acordo com relato dos vizinhos, a idosa morava na parte da frente do imóvel e nos fundos residia o neto com o pai, a madrasta e a irmã. Na hora do crime não havia ninguém em casa.
Quando os policiais chegaram ao local do crime a idosa estava caída no chão da cozinha e já morta, enquanto o neto estaria trancado no banheiro da residência, tendo sido preciso usar uma arma de choque para rendê-lo. 
Segundo informações, a vítima era casada com Zéca Bitú, residente em Tavares, e, portanto, cunhada de Chico Bitú, falecido líder comunitário do sítio Duvidoso, no município de Juru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário