sábado, 30 de julho de 2016

O alvo do 'blocão' foi Ricardo

Ricardo Coutinho é alvo de críticas durante Convenção do PMDB em João Pessoa 

RC é alvo de críticas durante convenção do PMDBA convenção do PMDB, que teve início às 8h da manhã deste sábado, e se estende até às 17h teve seu ponto auto com os discursos dos líderes do blocão em João Pessoa, cujo alvo foi o governador Ricardo Coutinho (PSB). Apesar de não ser candidato a nenhum posto no pleito municipal, o socialista foi quem deu o tom do evento.
Tanto Cartaxo, que vai disputar a reeleição, quanto Manoel Júnior, que é candidato a vice prefeito, endureceram o tom.  Conforme o blog do Suetoni, Cartaxo adotou um discurso, um pouco mais ameno, falou de futuro e continuidade do trabalho ao se referir à aliança com os peemedebistas.
Fora do palanque, após os discursos, ironizou a pré-candidata socialista a prefeita, Cida Ramos, que não foi citada em nenhum momento nos discursos.
“Eu nem sei quem será o candidato do PSB, já que tanta gente diz que o nome será trocado”, disse, em referência às especulações de que a deputada Estela Bezerra será o nome escalado para a missão.
Já Manoel Júnior foi mais incisivo nas críticas. Desafeto de Ricardo Coutinho, de quem foi vice no primeiro mandato do socialista à frente da prefeitura de João Pessoa, o parlamentar fez críticas à gestão socialista no que diz respeito principalmente à segurança. Diante de um auditório lotado, foi aplaudido ao dizer que ele e Cartaxo iriam cobrar do governador soluções para a área, para tirar a capital da lista das cidades mais violentas do mundo.
Diante do clima pouco amistoso em relação ao “aliado” socialista, Maranhão disse saber que a formalização da aliança com o PSD, neste sábado (30), no auditório da Asplan, em João Pessoa, significará o rompimento do PMDB com o PSB de Ricardo Coutinho.
PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário