sexta-feira, 22 de novembro de 2013

UnionMotel

PB Agora dá detalhes de barraco dentro de famoso motel de JP após tentativa de ‘swing’



O clima de tensão gerado na noite de ontem com os boatos sobre um suposto toque de recolher em João Pessoa acabou contribuindo para que os motéis da Capital paraibana ficassem bastante movimentados.

O Hotel Union, que fica localizado na praia do Jacaré, em Cabedelo, por exemplo, ganhou a criatividade de internautas nas redes sociais com a seguinte frase: TOQUE DE RECOLHER PARA O UNION – UM ARRASTÃO DE PRAZER. O Slogan fez efeito e o local acabou virando palco de um verdadeiro barraco na madrugada desta sexta-feira (22).

Passava de três da manhã quando uma viatura da policia militar foi acionada para conter um grande tumulto no famoso motel. A denúncia era de que um homem havia entrado com duas mulheres para uma noite de diversão, porém, minutos depois um outro homem, em uma moto importada, Harley Davidson, chegou até a recepção da unidade e pediu para entrar para entregar um documento e teve a entrada autorizada.

Assim, seriam dois casais na suíte. Todavia, além dos dois casais mais duas mulheres chegaram à sede do Union e também pediram para ingressar na suíte, como se fossem participar de uma espécie de ‘swing’, mas tiveram a entrada barrada pelos seguranças. O dono da moto importada, percebendo que as duas garotas ficaram impedidas de entrar no motel iniciou um bate boca com os seguranças e os funcionários da recepção e um grande tumulto foi instalado.

As duas mulheres que estavam dentro da suíte ficaram apavoradas com o alvoroço e uma delas saiu gritando falando que um do homens estaria armado e que ela poderia ser vitima de um crime.

Diante da confusão, policiais militares realizaram a revista, mas não encontraram nada e então, a mulher disse que tinha confundido a carteria do homem com uma pistola. Nenhuma arma foi encontrada.

No momento da saída, o dono da moto importada, não satisfeito, começou a insultar os policiais e acabou sendo recolhido por desacato a autoridade e encaminhado para a 7ªDD. Lá foi emitido um termo circunstancial de ocorrência. 

O incidente atrapalhou a madrugada porque os clientes queriam privacidade em um dia marcado por tensão na orla da Capital. A matéria sobre o episódio foi exibida pela TV Correio/PB


Henrique Lima/ Márcia Dias/PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.